Abra a Porta, Mariquinha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Abre a porta Mariquinha)
Ir para: navegação, pesquisa

Abra a Porta, Mariquinha é uma melodia dos anos 90, foi composta por algum vagabundo qualquer e cantada por Sandy e Junior, a música causou bastante polêmica na época de lançamento, autoridades viram a letra da melodia como uma apologia ao incesto, já que os cantores são irmãos, ou irmãs, Ah, sei lá.

Enredo da canção[editar]

Mariquinha, algum tempo depois de ter abrido a porta para o indivíduo que a pertubava

Um indivíduo sem nome, retorna a sua casa provavelmente embriagado, segundo o mesmo afirma ele voltava de um ambiente em que tocava forró, Mariquinha por sua vez sentiu sua ausência carnal e por isso resolveu convidar algum vizinho para satisfazer seus desejos, esse vizinho recebe a alcunha de Ricardão, o traído volta fora do horário previsto, e atrapalha Mariquinha de chegar até o seu orgasmo , Mariquinha por si só enrola o indivíduo , afim de ganhar tempo até chegar no ponto em que deseja, a história acaba sem que Mariquinha abra a porta, provavelmente depois que arrumou um local estratégico para a fuga do Ricardão a mesma veio a abrir a porta a deixou o infeliz entrar.

Letra na visão de muitas pessoas, como Rycher (conhecido por La Quica)[editar]

Abre a porta mariquinha!
Eu não abro não
Você vem da pagodeira
Vai curar sua coceira
Bem longe do meu colchão

Oh! Mariquinha, abre a porta
E não reclama porra!
Mostra que você me ama
Que eu não quero discussão
Você queria que seu bem fosse bocó
Pra te levar no forró e depois ficar na mão

Gosta de festa, por que não ficou por lá?
Você não quis me levar
Mas eu sei porque razão
Vai no forró paquerar mulher alheia
Quando volta me tapeia
Só pedindo meu perdão

Mariquinha, eu tô ficando nervoso,
E quando eu fico nervoso
Pra mim meia dúzia é seis
Abre a porta!

Oh! Mariquinha não levei você comigo,
Tive medo do perigo
Desse tal de Ricardão,
Fui no forró, mas agora eu tô de volta,
Venha já abrir a porta
Que eu não durmo fora não!

Abre a porta, Mariquinha!

Eu já falei que não vou abrir a porta
E peço que você volte sem fazer reclamação,
se eu abrir a porta já sei o que vou fazer,
Você vai ter que gemer é no pau de macarrão

Aaai, Mariquinha,
Eu tô ficando azedo, e quando eu fico azedo
Nem um saco de açúcar me adoça, hein!
Abre a porta, Mariquinha!

Ai que frio! Abre Mariquinha!
Eu não abro, não
Você vem da pagodeira...

Reações[editar]

Depois de ouvir essa música você tem 102% de chances de ficar com essa música na cabeça, é aconselhavel que você escute uma pior ainda pra esquecer, como contra-indicação você irá ficar com outra pior ainda, abaixo segue uma lista de músicas que não sai da cabeça.

Saia e Bicicletinha[editar]

Ela sai de saia
Na bicicletinha
Uma mão vai no guidão
Outra tapando a calcinha

Total Eclipse of the Heart[editar]

Supererro.jpg

Eguinha Pocotó[editar]

O jumento e o cavalinho,
eles nunca, andam só
quando sai pra passear,
levam a égua pocotó,
pocotó, pocotó, pocotó,
minha éguinha pocotó.

Curiosidades[editar]

Broom icon.svg
Tua mãe desencoraja seções de curiosidades, mas nós não ligamos a mínima! Sob as políticas da Desciclopédia
Mas bem que esta seção pode ser aproveitada integrando-se piadas decentes às seções mais adequadas.
Cada curiosidade pode render uns bons parágrafos, então faça direito!
  • A música causou bastante repercussão, tanto que foi gravado um VHS na época de lançamento e vendeu incríveis 2 unidades, sendo que as duas para Chitãozinho e Xororó respectivamente.
  • Recentemente foi feita uma alusão a essa melodia, uma maluca fica na porta de um indivíduo gritando PERDROOOO MEU CHIPPPEÊÊÊÊÊ!, PERDROOOO MEU CHIPPPEÊÊÊÊÊ! , tal fato é bem semelhante ao que aconteceu com Mariquinha... ta bom vai não tem nada a ver.

Ver também[editar]