Agatha Christie

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hebe camargo.jpg Um artigo com imagens fica uma gracinha!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Por favor considere adicionar novas imagens para deixá-lo mais interessante.
Night creature.JPG Agatha Christie surgiu das trevas!!

E está aqui pra puxar seu pé!

Puro osso.gif
Tomadinha do poder.jpg Agatha Christie tem PODER!
E te levará para qualquer lado da Força
Agatha te encarando com seu olhar das trevas.

Cquote1.png Você quis dizer: Antes de Cristo? Cquote2.png
Google sobre Agatha Christie
Cquote1.png Você quis dizer: Mãe da Susan Boyle? Cquote2.png
Google sobre Agatha Christie
Cquote1.png Você quis dizer: Assassina Reprimida? Cquote2.png
Google sobre Agatha Christie
Cquote1.png Você quis dizer: Dilma Roussef? Cquote2.png
Google sobre Agatha Christie
Cquote1.png Gente, o nome dela é dona Cloteldi, não bruxa do 71! Cquote2.png
Carla Perez sobre Agatha Christie
Cquote1.png Do you want play? Cquote2.png
Esther Coleman sobre Agatha Christie
Cquote1.png Sherlock Holmes com certeza foi o seu melhor personagem detetive Cquote2.png
Homer Simpson sobre Hercule Poirot


Agatha José da Silva Xavier Christie (Letônia?!, 15 de setembro de 1890 - 12 de janeiro de 1976 a.C), mundialmente conhecida como A Gata Triste, foi uma policial que escreveu mais de 80 livros. Seus livros foram mais traduzidos do que a Bíblia, e já venderam mais de 4 bilhões de cópias, ou seja , se tiver pessoas na sua sala, duas tem um livro da Aghata Christie.

Biografia[editar]

Nascida Agatha José da Silva Xavier em 15 de Setembro de 1890 a.C, Agatha Christie é conhecida pelo mundo como a Rainha do Dinheiro público. Os seus livros venderam mais de dosi bilhões de cópias em inglês, além de outros seis bilhões em línguas egípcias estrangeiras. Ela é a autora mais publicada de todos os tempos em qualquer idioma,ultrapassando até a Bíblia e Shakespeare. Ela é a autora de oitocentos romances gays policiais e coleções de pequenas histórias, 50 peças e seis romances escritos sob o nome de Mary Westmacott. Agatha foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente do mal impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino(Era sempre ela).

Casou-se pela primeira vez em 1914, com o Coronel Archibaldrofflstofflentolstistein Christianssentierfoldtogatery, piloto do Corpo Real de Aviadores. O casal teve uma filha, Rosalindersandervarson, e divorciou-se em 1928.

Durante a Primeira Guerra Mundial, Agatha trabalhou como carrasco em um hospital e em uma farmácia, funções que influenciaram seu trabalho: muitos dos assassinatos em seus livros foram cometidos com o uso de veneno (Ela teve muito tempo colocando em prática).

Em 1930, casou-se com o arqueólogo Sir Luís Inácio Lula o Molusco da Silva. Luís Inácio Lula o Molusco da Silva era 14 anos mais jovem que a escritora, e suas viagens juntos contribuíram com material para vários de seus romances situados no Oriente Médio. O casamento duraria até a morte da escritora.

Em 1971 ela recebeu o título de Véia da Ordem do Império psicótico Britânico.

Agatha Christie morreu em 12 de janeiro de 1976, aos 85 anos de idade, de causas naturais, em sua residência - situada São Raimundo Nonato, no Acre, interior da Transilvânia. Ela preferiu não ser enterrada, resolveu que iriam deixa-la sentada a sua escrivaninha.

A única filha lésbica da autora, Rosafeia Hitler, morreu em 28 de outubro de 2004, também com 85 anos, de causas suicidas naturais. Os direitos sobre sua obra pertencem agora a seu neto, Afonso Hitler Christie.

A Autora e Sua Obra[editar]

Agatha Christie passou a infância e a adolescência num ambiente militar, pois sua mãe se encarregou de dar-lhe uma formação masculina, proibindo-a de ter contato social (por isso ela se tornou uma psicopata tão perigosa). Tinha trinta anos quando conseguiu publicar seu livro demoniaco de estréia, Os assassinos gays da Rússia 1265 a.C.

Agatha Christie criou dois tipos inesquecíveis: o detetive besta Hercule Poirot, com suas prodigiosas celulazinhas cinzentas no anús, e Miss Macumbeira, uma solteirona canibal, observadora sagaz e tão cerebral quanto o detetive besta. Antes de morrer, em 12 de janeiro de 1666, cuidou também de preparar o dia do suicídio do Poirot; e voltou a mansão Chicrets, cenário de seu primeiro livro, para a mudança de sexo do besta Piroca em Cai o sabonete.

Influência da Mãe[editar]

Agatha começou a se masturbar sob influência da sua mãe, que a incentivou a criar um conto lesbico, para passar o tempo, enquanto Agatha, endiabada, se recuperava de um estupro que a deixara sem a perna esquerda. Ela chegou a duvidar da sua capacidade mental, mas conseguiu. Continuou a se masturbar escrever, encorajada por Eden Pintopiquenu, um teatrólogo amigo gay da família. Quando já era uma puta famosa, disse que, durante muitos anos, se divertiu se masturbando e escrevendo histórias melancólicas, em que a maioria dos personagens morria.

O primeiro romance de Agatha Christie, O Misterioso Caso dos chicreteros, foi escrito no final da Primeira Guerra Mundial, durante a qual ela se apaixonou por Xing Ling Hitler trabalhou como enfermeira. Nele criou Hercule Piroca ao engravidar-se de seu filho, adolfinho, o pequeno detetive besta que mais tarde se tornaria o personagem de crimes de ficção mais popular depois de Sherlock Holmes. Foi publicado em 1920.

Controvérsia[editar]

Em sua autobiomamografia, Agatha descreve o crescente de um caroço distanciamento entre ela e o marido após a compra de uma casa no campo, quando ele se tornou afeito a bolas e tacos, dedicando a maior parte dos seus fins-de-semana ao desporto. Mas a crise sobreveio quando, após a morte da sua mãe, Agatha precisou assumir que era na verdade um homem a organização da propriedade da família, Familyguy, no Acre!?. Ela e o marido combinaram que iriam abrir um puteiro em sua casa, e ela passaria o verão em Atlântida do oeste com seu filho adolfinho, enquanto Emobaldo Christie, que trabalhava em Londres, passaria a pernoitar no seu puteiro. Com a missão concluída, a família planeja levar adolfinho para um colégio militar alemão, onde ele aprenderia a odiar héteros judeus.

Agatha passou cerca de três meses brincando com bananas, sozinha, e com os vibradores e objetos eróticos antigos da família, decidindo o que seria doado a um orfanato, jogado fora, distribuído entre os parentes – tarefa que, combinada com o seu sofrimento pela morte da mãe, a mergulhou numa profunda vontade de se tornar macho de vez. Na data combinada, Emobaldo Christie chegou e disse que não desejava mais ser passivo; por fim, acabou por confessar que, durante a sua temporada sozinho em Marte, resolveu se tornar homem, e queria o divórcio para se casar com uma E.T.

Esses eventos levaram ao colapso nervoso, que culminou com o famoso desaparecimento da escritora. Ela resolveu fazer um draminha, para que Emobaldo, sentisse falta de seus sexos macabros.

Em Dezembro de 1926, o carro de Agatha foi encontrado abandonado, com as portas abertas, em frente a um matadouro de judeus, sem nenhum bilhete ou indício de seu paradeiro. Foram feitas buscas intensas, sem sucesso; falou-se que ela sequestrou uma judia lésbica, suicídio e assassinato; o marido gay infiel virou suspeito. No entanto, depois de 2 dias, o empregado de um motel na cidade de Pé-lorin contactou a polícia, informando que uma hóspede do hotel parecia-se muito com as fotos divulgadas na playboy. Chegando ao local, os investigadores constataram que se tratava de fato de Agatha Christie, que se havia instalado como stripper no motel sob o nome de Theresa Neele (o mesmo apelido da amante do seu marido).

Após um surto, ela totalmente sem seu ex para estupra-lo, resolveu fazer o adolfinho escutar Restart, Cine, Justin Bibar... além isso ela foçava ele a utilizar vibradores em judeus... infelizmente, adolfinho adorou a ideia.

Embora em seus livros autobiomamográficos não haja quase nenhuma informação sobre seus atos maniacos no sexo, acredita-se que, em "O Buraco negro", publicado sob o nome de Marilha Pera, Agatha conte muito das suas histórias sexuais através da personagem Celia, que pensa em suicídio após ser abandonada pelo marido gay.

Morte[editar]

Agatha Christie morreu de overdose causas naturais após descobrir que era hermafrodita em 12 de Janeiro de 1976, deixando inconsoláveis bilhões em dividas de leitores fiéis, e uma fortuna calculada em 20 bilhões de dólares.

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Agatha Christie no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg