Alexander (bebida)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Simbolodevenus.jpg Este artigo é coisa de mulher!

Ele(a) sabe a diferença entre vermelho e escarlate, muda de humor o tempo todo, fala pra caralho e está sempre certo(a). Se você vandalizar este artigo, ele(a) vai fazer greve de cu.

Dois Alexanders se preparando pra night das meninas.

Cquote1.png HÁ! Bebida de menininha! Cquote2.png
Tiozão metido a machão sobre Alexander, antes de tomar.
Cquote1.png Ahhh, minha cabeça... Cquote2.png
O mesmo tiozão depois de um porre de Alexander.
Cquote1.png ... Cquote2.png
O saldo bancário do tiozão sobre o mesmo porre.
Cquote1.png Essa também é a citação do Doutor Roberto sobre Alexander. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre citação acima.
Cquote1.png Chocolaaate... Cquote2.png
Sloth sobre Alexander.

Um Alexander é um dos coquetéis mais icônicos, versáteis, deliciosos e perigosos já criados pelo homem. Preparado de mais de 8000 maneiras diferentes, uma mais doida que a outra, é responsável por ressacas inimagináveis em vários marmanjos que fingem saber degustar uísque, devido ao fato de se parecer com um milkshake de chocolate e fazer sucesso na noite das garotas, por isso, também é uma bebida que coloca medo nos corações dos homens. É considerado um coquetel inesquecível pela Associação Internacional de Bartenders (a.k.a. IBA), mas se isso foi lacração para dar uma sensação falsa de empoderamento feminino ou porque o primeiro (e único) porre que seus membros tiveram foi inesquecível, realmente ninguém se importa.

Aparência[editar]

Alexander feito por um alienígena que faz desenhos em plantações.

O Alexander é bastante inofensivo, ao ponto de atrair crianças ranhentas querendo tomar toddynho, ou animais selvagens que normalmente se afastam de qualquer bicho que tenha as cores preta, amarela, vermelha e branca, já que o coquetel é marrom claro. Essa cor é devido a presença de algum licor chocolatoso, o que o torna atrativo para mulheres, especialmente naqueles dias. Ruivos se sentem representados pela bebida, já que é comum polvilhar algum de cor semelhante por cima, o que torna o Alexander um curioso caso de birita com sardas. Ele é opaco e cremoso, devido a presença de creme de leite, o que é motivo suficiente para feministas radicais boicotarem o drink por motivos sexistas envolvendo normalização da cultura do estupro com mensagens subliminares sobre engolir porra.

Modo de preparo[editar]

Como dito na introdução, a birita é bem versátil, pois é constituída de uma bebida destilada, um licor cujo álcool tem origem duvidosa e creme de leite, o que também torna o Alexander o primo rico da batida brasileira, que leva leite condensado (o que é irônico, já que o creme de leite é mais barato). De fato, se você quiser fazer uma birita de lico de cair pinto com Cachaça Nabunda, ao botar creme de leite, ela vira um Alexander de lico e se torna o Alexander que você passa na cabeça do pau, da mesma forma que vira uma batida de lico com o leite condensado.

Segundo a IBA, um Alexander estadual, legal e bonito é preparado com partes iguais (a 30 mL) de conhaque, creme de leite e crème de cacao, um licor de cacau metido a besta. Isso significa que o drink é estupidamente fácil de se preparar e não precisa de uma receita xexelenta com tópicos pra cada ingrediente. Os pós marrons que podem ser usados normalmente se resumem a noz moscada, canela (quando o cliente é um corno ignorante) e chocolate granulado (quando o cliente é um adolescente). Alguns se arriscam e colocam cominho, curry, areia e tijolo moído, correndo o risco de matar o cliente, mas como diz o velho deitado: Cquote1.png Perco o emprego, mas não perco a piada. Cquote2.png

Variações[editar]

Eis a cunhada do Alexander, com amarula no lugar do licor de cacau e do creme de leite.
Uma taça de Amarula mal-decorada com bombons tão caros quanto a própria bebida se achando a bebida acima.

Combinando a facilidade e a versatilidade extremas do coquetel, uma gama desmesuradamente, inconcebivelmente, estonteantemente graaande de variações podem ser feitas, desde que o negueba não invente de colocar leite condensado e foder com o conceito da porra toda, e agora sim, pode ser feita uma lista com tópicos:

  • Brandy Alexander - O oficial, só que versão de pobre, que não pode pagar um conhaque que custa um olho da cara.
  • Gim Alexander - O original, feito na época em que se usava gim pra qualquer coisa, não apenas em porres de mulheres acima dos 60 anos.
  • Blue Alexander - Igualzinho aos dois acima, só que com curaçau blue no lugar do licor de cacau, o que muda a cor, o cheiro e o sabor da bebida, mas não muda o pó marrom. Imagina um pó azul por cima, com chocolate granulado não tem problema, mas a areia é trocada por sulfato de cobre ou glitter...
  • Alexander's Sister - Parecido com o de cima, mas com licor de menta (vulgo: Halls verde líquida) como o licor. É chamado de Chloe por pais de filhos pequenos que os viciaram em Peppa Pig pra não dar educação a eles.
  • Grasshopper - Parecido com o de cima, só que não: quem é trocado pela Halls verde líquida é o destilado, não o licor de chocolate, que ainda por cima é branco, pro drink ficar verde. Mais informações no seu próprio artigo.
  • Coffee Alexander - Com licor de café no lugar do licor de cacau. É uma maneira de dizer "sou universitário" e pode ser pedido de maneira indignada se o bar for uma PORCARIA e não tiver MERDA NENHUMA desculpe.
  • Alexander's Cousin - Se a Chloe tem um coquetel próprio, por que não a própria Peppa? Sagaz e filha da puta como ela só, o licor de cacau e/ou o creme de leite é/são trocado(s) por creme de uísque (vulgo: Bailey's) de acordo com a dublagem: a voz mais suave é o Alexander sem o licor, a voz mais irritante é o sem creme de leite, mais forte e mais capaz de dar dor de cabeça.
  • Alejandro - Um alexander SUPOSTAMENTE feito com rum, mas que DEVERIA SER de tequila, mezcal ou pisco, sendo este o mais correto. Uma vez a Lady GaGa tomou um porre lendário (do de tequila) e ficou um nojo: não queria beijar, não queria que relassem nela, só queria saber de fumar.
  • Alexandre - Segundo a Wikipedia, esse é o nome certo do Velvet Hammer, que está descrito abaixo, mas como também é coisa dela a ideia errada acima envolvendo rum, consideraremos o que faz sentido, isto é, um alexander de cachaça, carai.
  • Velvet Hammer - Parecido com a versão azul e a Chloe sua prima, é um alexander com curaçau tradicional, Cointeau ou qualquer outro licor de laranja amarga transparente (vulgo: triple sec) no lugar do conhaque.
  • Alexander, the Great - Algum imbecil fã de Iron Maiden achou genial a ideia de colocar vodka no lugar do conhaque e meteu esse nome como homenagem. Infelizmente para os que queriam quebrar todos os ossos da cara dessa pessoa, o sujeito morreu de fome nos braços da mãe febre numa viagem pra Babilônia.

Galeria[editar]