Anamã

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Anamã é um pedaço de terra do estado do Amazonas e que alguns ribeirinhos decidiram que iriam chamar de cidade, já que era uma época onde toda pequena plantação de mandioca poderia ser considerada cidade.

História[editar]

Dizem que alguns ribeirinhos pobres e sem onde morar, estavam em uma viagem de barco quando o mesmo veio a afundar. Os pouco que se salvaram desse naufrágio e que alcançaram a terra firme tiveram preguiça de continuar a viagem e acabaram estabelecendo-se por ali mesmo. Com o passar do tempo, as casas foram construídas, não era aquilo que se diga "Nossa, mas que casas maravilhosas" mas serviam para o gasto. Também começaram as plantações de mandioca e criação de galinhas, que vieram a se tornar o carro chefe da economia local.

O nome Anamã foi dado por um índio que estava entre os sobreviventes, e significa: "Daqui não sai, daqui ninguém me tira". Acabou que o índio foi escolhido por votação eletrônica como líder da comunidade, e após a primeira colheita de mandioca, fugiu para sua tribo levando todo o lucro.

Geografia[editar]

Como todas as outras cidades do estado, fica as margens de um rio qualquer. Agora não sei qual, mas com certeza deve ficar. Ainda não tem Matemática de nível médio lá, portanto, não se sabe ainda a área do município.

Economia[editar]

Motivo de orgulho dos Anamãaenses, sua grande plantação de mandioca.

Economia de subsistência. Plantam mandioca e comem farinha com água. Da criação de galinhas, matam sempre as mais doentes e fazem uma caldeirada para toda a comunidade. Dos ovos das galinhas, quebram na cabeça de quem faz aniversário e aproveitam as cascas para fazer farinha e depois beber com água, de novo.

Os principais serviços oferecidos pela cidade são o de roçar quintal e plantar mandioca. Alguns já fazem outras coisas mais diferentes, como tirar leite do pau e vender para o banco de esperma mais próximo, que fica em Manaus.

População[editar]

A população é pacata, até demais, e se concentram em basicamente plantar e colher mandioca. Alguns ainda gostam de um futebolzinho e já chegaram a disputar um campeonato indígena, contra os patriarcas dos índios. Mas não foram tão bem quanto queriam e acabaram perdendo de W.O, já que tinham que colher mandioca e não deu pra ir jogar bola.

Turismo[editar]

A plantação de mandioca e a casa do índio que na época, fugiu com toda o lucro da primeira colheita. Anualmente, é feita a festa do "Lançamento dos Ovos", onde toda a população da cidade se reúne frente a casa do índio e atira ovos até não poder mais. Quando acabam, vão para suas casas e ficam chorando durante sete dias e sete noites, na oitava noite, eles vão para a plantação de mandioca ver se tá tudo bem com ela.