Annie Phillips

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Deppmorte.gif
Annie Phillips
é uma vítima infeliz e sem sorte!

Escolheu uma péssima hora para fazer sexo


Annie Phillips é a protagonista mais figurante da história do cinema. Apesar do filme Sexta-Feira 13 começar focando em sua jornada para chegar ao acampamento amaldiçoado de Crystal Lake, ela é uma das primeiras vítimas de Pamela Sue Voorhees, que a mata cortando seu pescoço com uma peixeira, pra variar.

Características[editar]

Pouco se sabe sobre esta iminente personagem, já que ela apareceu em apenas poucas cenas, não tendo tempo para revelar os traços marcantes de sua personalidade. O que eu consegui notar é que ela parece ser uma pessoa comunicativa, e aparentemente drogada, já que fala coisas estranhas e sem sentido para estranhos, como por exemplo, dizer que não gosta que chamem as crianças de crianças. Ela também não seguiu os conselhos da mamãe, pois pegou duas vezes caronas com estranhos, sendo que o segundo estranho era justamente Pamela Sue Voorhees, sua algoz. Fisicamente falando, Annie é uma mulher comum, que não é muito bonita, até porque em 1980 ainda não existiam os Produtos Jequiti para rebocar a cara. Seu cabelo aparenta ser ruivo, mas tenho minhas dúvidas, pois como o filme foi gravado em uma resolução ridícula, já que no ano em que foi produzido ainda não existiam as Tekpix, não deu para enxergar muito bem as cores.

História[editar]

Annie foi a primeira pessoa a descobrir da pior maneira possível que Pamela Sue Voorhees, assim como seu filho Jason Voorhees, consegue andar na velocidade da luz.

Para começar bem o filme, Annie aparece pedindo informações sobre Crystal Lake para um cachorro, que deu as coordenadas do lugar para ela com muita eloquência, já que, como todos sabem, os animais possuem uma inteligência superior, e são fluentes em língua inglesa. Após pegar as informações sobre o acampamento com o canídeo, Annie dirige-se a um boteco da região, onde tenta garimpar mais alguns detalhes sobre o lugar onde trabalharia como cozinheira. Como todos que estão enchendo a cara no estabelecimento são caminhoneiros que não dormem há mais de 2 anos, eles ficam olhando para Annie com cara de bunda, não entendendo muito bem o que ela estava querendo dizer. Só depois de 30 minutos caiu a ficha deles, e um caminhoneiro figurante aceita dar uma carona para a garota até metade do caminho, já que estava mesmo indo para aquelas bandas, entregar um carregamento de cocaína.

Já estando próxima do acampamento, Annie desce do caminhão, e espera encontrar uma outra carona para levá-la para Crystal Lake, pois não queria andar, já que isso gastaria as solas de seus sapatos novinhos, que uma amiga de sua prima tinha lhe enviado de Tangamandápio. Após algumas horas esperando debaixo do Sol forte, Annie finalmente consegue uma carona, com uma coroa loira que aparenta ser apenas uma vovozinha boazinha. Mal sabia Annie que aquela era Pamela Sue Voorhees, uma doida psicopata que estava passando a peixeira em todo mundo que ousava entrar em Crystal Lake, para se vingar da morte de seu filhinho querido Jason Voorhees, que morreu neste acampamento há 20 anos, enquanto tentava aperfeiçoar as suas técnicas de natação para competir nas Olimpíadas. Annie só foi perceber que estava em prerigo quando Pamela disse "Tonight We dine in hell", e começou a acelerar até o limite, levando o carro até um penhasco. Para se salvar, Annie usou suas habilidades ninjísticas, saltou do carro em movimento e começou a correr como uma doida, achando que conseguiria se livrar da louca. Porém, assim como seu filho, Pamela Voorhees possui a habilidade de correr na velocidade da luz. Apesar de Annie ter corrido há mais de 50 km, Pamela, que apenas andou tranquilamente, conseguiu vencer a corrida e, como prêmio, sentou a peixeirada no pescoço de Annie, que morreu na hora.