Anton Chigurh

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Jason voorhees.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO!

Este(a) louco(a) sadomasoquista provavelmente esquarteja suas vítimas, sofre de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Dexter virá atrás de você!

PROCURADO

Chigurh.jpg

Anton Chigurh é procurado por crimes contra
a sociedade e é extremamente perigoso.

Procurado vivo ou morto (de preferência morto).
Recompensa: Uma moeda de 1958.
Coringa1.jpg Este artigo é sobre um vilão!

Isso significa que ele rouba, mata e faz outras coisas sem nenhum motivo. Se vandalizar este artigo, um super-herói irá lhe prender.

Cquote1.png Você quis dizer: Beiçola Cquote2.png
Google sobre Anton Chigurh
Cquote1.png Experimente também: Cara ou coroa Cquote2.png
Sugestão do Google para Anton Chigurh
Cquote1.png Sugar? Cquote2.png
Llewelyn Moss sobre Anton Chigurh.
Cquote1.png Suga o meu pau, filho da puta! Cquote2.png
Anton Chigurh sobre citação acima.
Cquote1.png Isso eu não disse, he, he, he... Cquote2.png
Anton sobre frase acima com uma risadinha sinistra.
Cquote1.png Se as escolhas que você fez o trouxeram até aqui, que valor elas têm? Cquote2.png
Anton Chigurn trollando uma vítima.

Anton Chigurh foi retirado de quadrinhos de Wester, mas contam a lorota de que ele seria um personagem de livro, que foi best seler e isso ofende muito Ton, que não quer estar na lista de livros best selers ridículos como Cinquenta Tons de Cinza e coisas piores. Por isso que quem disse que ele surgiu de um livro, agora não anda mais por aí inventando coisas, e está com um parafuso na testa... Não é o Frank... porque se o Frank cruzasse com ele passaria e ter um parafuso a mais.

Fique quieto[editar]

Anton Chigurh vendo se a algema funciona como degolador.

Ton Chigurn... corrigindo, porque ele pode não gostar de Ton: Anton Chigurnh é aquele tipo de psicopatas que alguns escritores doidos inventam que fazem pensar se existiriam psicopatas e ainda violentos, que fossem tão criativos e fodões assim, pois na maioria das vezes, eles podem ser inteligentes em se garantir às custas dos outros, mas não são nem criativos, nem tão charmosos, ou ao menos não são charmosos pra todo mundo, só para os mais tontos.

Anton Chigurn se fosse possível a existência, de certa forma faria uma bela limpeza, já que sim, ele mata gente razoavelmente boa também, mas em compensação tiraria muita porcaria do mundo, mas isso já foi feito com muitos personagens: Eles são uns filhos da puta que matam quem tá lá fazendo seu papelzinho de enfermeira, porteiro, médico, balconista, policial... o psicopata e mata por conveniência ou por gosto, daí só pra gente gostar dele, também mata coisa que não presta, mas é só pros mongos esquecerem quem ele matou quem não tinha nada a ver. Porém... O Chigurh é filósofo e... bom, se não conhece veja o filme ou leia o livro e vai se borrar todo entender e talvez concordar que o Chigurh é fodão mesmo.

Inicio revelado[editar]

Anton Chigurh ainda pirralho quando conheceu a bandidagem maloqueira e a de classe A que havia entre o México e USA... se assustou e chorou muito, suando e tremendo com a cabecinha no colo da mamãe... Mentira!!! Na verdade quando ele notou essa baderna toda ele pulou de alegria, comemorou e chorou sim, a única vez em sua vida, porque já havia desistido de se encaixar em algo na face da mãe Terra, mas finalmente achou o que combinava com ele e onde poderia usar seus dons.

Anton com medo do próprio reflexo.

Ele estava pensando em um modo de eliminar quem ele quisesse, de modo a economizar com balas, assim descobriu o melhor e único amigo que teve na vida: Um tanque de oxigênio, pois assim que mandasse o parafuso no meio da testa da pessoa (em 99% das vezes é um cara, ele só mata mulher se prometer isso ao marido dela), ele poderia puxar novamente o que significa uma economia sem tamanho. Anton usa também outras armas, como por exemplo as algemas com a qual está preso para degolar um policial e fugir... ele sempre foge, de modo que outra arma, que ele usa, apesar de bonzão é a fuga, mas em geral todo mundo é que tem que fugir dele.

Agora visualize a situação: Um western onde o bandido principal usa um tanque de oxigênio... O Werter nunca mais foi o mesmo, desde que isso jamais foi comédia, portanto. Chigurh pela personalidade não deveria rir, e isso faz lembrar de um detalhe fashion importante: Ele tem o cabelinho mais emo que você possa ter visto em sua vida... O cabelinho só pode ter dado origem ao estilo. O mais impressionante é que destoa do restante, mas nem tanto, pois assim como um emo, Anton é fechado, aberto é que não seria pois não gosta de dar furo a não ser na testa dos outros, não se sociabiliza a não ser para conseguir seus objetivos, que são poucos, mas mortais na maioria das vezes. Ele ri pouco e quando ri, tem uma risada estranha pra caralho... Verdade: Parece um caralho rindo, se caralho risse, seria aquela a risada, ele não é de gargalhar, mas dá uma risadinha que nem parece risada.

Isso eu digo do filme, que o ator foi encorporado, pois por melhor que fosse aquilo não é possível. O livro não li ainda, mas fico só imaginando a descrição... ah, sim lembrei que o livro é fajutex, claro que ele surgiu de HQs de Wester, para transformar aquilo em algo que preste.

Voltando à emice de Chigurh, ele é o emo mais perigoso depois do Sasuke Uchiha, que nem é tão emo assim, na verdade o Chigurn é mais... Se você não é Narutard, nem otaku, esqueça o trecho anterior. Chigurh tem o olharzinho emo perfeito também... Parece que olha para algo inexintente. Por isso que nem se sabe se ele se encaixaria no perfil psicopata, caso existisse, já que parece mais algo adquirido, se fosse possível alguém adquirir esse comportamento bizarro. Pois se fosse o tal do quadro psicótico, ainda assim não poderia durar tanto tempo.

Filosofia de Chigurh[editar]

Na história, existem dois filósofos, um é o do Tommy Lee Jones, que é aquele policial que tenta de tudo para manter a ordem no barraco, proteger as pessoas e tals, mas que sabe que aquela suruba toda fugiu do controle até mesmo porque existem os xerifes e tals que são camaradas dos bandidos chefões. Ele também é bonzão, mas termina se aposentando antes do tempo com a sensação de dever não cumprido, mesmo tendo resolvido muitas tretas difíceis, mas no caso do Chigurh, ele desistiu, até porque em alguns casos o Chigurh era aliado dele sem querer.

A filosofia do xerife é mais difícil de entender por ser mais emo... A única coisa que é mais emo que o Anton na história. Fora quando ele faz metáfora para explicar a trajetória da bala, mas pra resumir, isso apenas quer dizer que quem atirou por último ou errado, se fudeu. A única fraqueza que Chichigurh tem é que detesta que falem de onde ele é, talvez pelo sotaque ou pelo jeito, que é Dallas se não me engano, mas tem coisa muito piores do que isso, ser inglês ou argentino, por exemplo.

Já o Chigurn, tem a filosofia mais direta, que apesar das metáforas dá pra entender de primeira, ou ao mesmo de segunda pensada, mesmo pra quem é retardado. Segue algumas frases de Anton Chigurh:

  • Eu e a moeda chegamos até aqui, de qualquer forma. - Isso é porque Chigurn tem preguiça de pensar se deve ou não matar alguém, e essa a desculpa que ele dá para a pessoa escolher cara ou coroa: Se fuder ou não.
  • Você tem apostado a sua vida inteira, apenas não sabia disso. - apenas outras desculpa pra jogar o cara e coroa com o infeliz, mas esse ainda teve sorte, ganhou no cara e coroa e ainda pode ouvir a filosofia(e ainda ganhou a moeda do Chigurh*).

Apenas alguma pessoas que Chigurn quer pegar[editar]

Algumas pessoa da ficção e da vida real estão correndo risco de ir pro colo do capeta com um parafuso a mais, ou por outro método, tudo por provocarem Chigurh de alguma forma, vamos a algumas deles.

  • Fausto Silva, motivo óbvio: Chigurh quer um relógio pra por na parede, que está no braço flácido do gordo murcho, além de ter simplesmente olhado e escutado aquela coisa desanimadora e achar que seria bom aquilo fora do mundo. Bom, ele nem é dos alvos principais, mas está aqui apenas porque alguém ofendeu Chigurh dizendo que ele apreciava a porcaria do Faustão.
  • Edward Cullen, apenas pela chatice, Chigurn está se especializando em estaca, mas sabe que se não enfiar no lugar certo, o vampiro, além de não morrer, pode gostar.
  • Lula, poderia ser por muitas das merdas que fez, mas uma delas foi liberar transgênicos, pois Chigurn, ainda tinha esperança de ingerir coisas saudáveis ao menos fora de seu país... Ah sim, só sei que ele é de USA, o Estado não sei, juro :)
  • Olavo de Carvalho, não porque ele xinga mais do que explica, mas por ele ter elogiado a comida norte-americaneba que Chigurh come apenas para não morrer.
  • Haters do Sasuke, (se não for narutard, nem otaku, nem leia), pois Chigurn é o verdadeiro principal mestre do Sasuke, mas ainda não conseguiu fazer Sasuke ficar tão emo quanto ele, apenas aumentou-lhe os poderes. O Sasuke, nem Kishimoto se incomodam com as provocações dos haters, mas Chigurn não gosta nada disso... Notou que deu uma diminuída no número de haters :)