Arachnida

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aracnídeos
Uma aranha mimetizando uma vagina
Uma aranha mimetizando uma vagina
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Artrofoda
Subfilo: Xexelentos
Classe: Aracnídeos

Cquote1.png Você quis dizer: Aranha? Cquote2.png
Google sobre o único aracnídeo que você conhece
Cquote1.png Gosto muito de briga de aranhas. Cquote2.png
Lésbica e seu peculiar gosto por aracnídeos.
Cquote1.png Sempre esquecem de me incluir nessa classe. Cquote2.png
Carrapato reclamando do fato de você sempre esquecer que ele é um aracnídeo.
Cquote1.png É nóis véio! Cquote2.png
Homem-Aranha sobre seus parentes.
Cquote1.png Mata isso logo! VAI! Cquote2.png
Sua Mãe sobre aracnídeos.
Cquote1.png Ai que susto! Cquote2.png
Doutora Carla sobre aracnídeos.
Cquote1.png Nós somos ainda melhores! Cquote2.png
Venom sobre Aracnídeos.

Arachnida é uma classe de Xexelentos que não são insetos, conhecidos como aracnídeos, é uma das classes (das mais de oito mil classes) do filo dos artrópodes, que pertence ao famosíssimo Reino Animal. Em outras palavras (caso você esteja voando nas minhas palavras, não tenha entendido nada do que eu disse por ser muito burro com relação à filo, classe, ordem e outras coisas), é uma das classes daquelas coisinhas minúsculas, de oito patas, que só servem mesmo para serem esmagadas pelo seu pé, fazer mulheres gritarem (fazendo-as subir em cadeiras) e para dar picadas que coçam para C¨&%#&, a ponto de até mesmo causar a morte de um animal estúpido o bastante para enfrentá-las (sem ofensa aos que leem esse artigo). Contudo eles são universalmente conhecidos como criaturinhas cheias de venenos, ou parasitas sem noção, todavia ainda não chegam aos pés de uma legítima e perigosa sogra, que consegue ser as duas coisas ao mesmo tempo e de uma forma bem mais cruel e assassina.

O nome Aracnídeo[editar]

Aracne em sua eterna tecelagem, que acabou homenageou a classe da qual trata esse artigo

Como muitas das palavras existentes no mundo, o nome aracnídeo também veio da Mitologia Grega, graças ao nome de (coincidentemente) Aracne. Ela era uma moça muito habilidosa na arte do corte e costura, sendo que tinha uma própria loja de grife, em que as suas peças vendiam tanto quanto água no deserto. Porém, tal habilidade foi transformando ela em uma mulher arrogante e desafiadora, sendo que, qualquer pessoa que fosse tão boa quanto ela na arte da tecelagem era desafiada pela mesma para um duelo, mas, habilidosa do jeito que era, sempre vencia a todas. Sua ousadia foi maior ainda quando resolveu desafiar a própria deusa virgem Atena para um duelo de tricô, sendo que a deusa era uma das melhores do Olimpo.

Ofendida pela sacanagem de Aracne, Atena aceita o duelo, pois jamais recusaria humilhar uma mortal que a desafiasse, e, juntas, cada uma a borda uma estampa diferente em um tipo X de tecido, sendo que a população do vilarejo era quem decidiria a vencedora. Terminado o tempo, Atena bordou uma imagem mara! no tecido, exaltando a potencialidade dos deuses perante os homens e os castigos que poderiam ser aplicados a eles, caso o desafiassem. Porém, Aracne foi mais longe ainda, a imagem dela exaltava os homens e seus feitos, sendo que os deuses somente existiam por causa deles. Ofendida³ pelo abuso da garota, Atena rasga e queima o tecida dela com o seu poder e, para castigá-la ainda mais, transforma-a em uma criatura que deve bordar para sempre uma teia fraca e que facilmente se desfaz, retomando seu trabalho sempre que isso ocorrer. Já deu pra descobrir que animal é esse não? (Não? É a aranha! Seu idiota ¬¬)

Características Visíveis[editar]

Como você pode recenhecer se uma inseto é ou não um aracnídeo, oras idiota é muito fácil, basta seguir algumas regrinhas básicas para a descoberta de tal fenômeno, como por exemplo:

  • Os aracnídeos possuem 4 pares de pernas: Ou seja, cada aracnídeo tem 8 patas, estando a salvo aqueles casos de decepação natural ou a força (Não se esqueça: 1 par = 2 patas ; 4 pares = 8 patas). Agora, ouça leia uma pequena história sobre isso, a dedução de um português sobre a relação entre o ouvido e as pernas de uma aranha (Vale a pena conhecer):

O cientista portuga estudava uma aranha e arrancou-lhe 2 patas e disse "Anda aranha!" A aranha andou. O cientista arrancou mais duas patas e novamente mandou a aranha andar, ela, se arrastando, andou um pouco. Arrancou mas duas patas e gritou para ela andar, ela se arrastou com muita dificuldade. O cientista cortou as últimas duas patas e gritou várias vezes para ela andar e nada ocorria.

Conclusão do Cientista: Se arrancarmos as patas da aranha ela fica surda.

Cquote1.png o.O Cquote2.png
Você sobre isso.

Cquote1.png Eu não sabia disso, desciclopédia é cultura. Cquote2.png
Carla Perez sobre a história anterior.


A dança de acasalamento de certos aracnídeos (se funciona, ou não, só eles podem dizer no final).
  • Possuem 1 par de palpos: Isso são aquelas garrinhas esquisitas que eles usam para agarrar as coisas, no caso as presas, e talvez para outras coisas mais que não podemos falar por causa do horário;
  • Não possuem antenas: Em outras palavras, não conseguem assistir TV e muito menos podem ter uma televisão High Definition em suas tocas, mostrando mais uma vez que isso não é para qualquer um ter em seu humilde lar;
  • Não tem mandíbulas e, sim, quelíceras: Bom, na prática é a mesma merda afinal, só tem um nome mais estranho bonito para os professores parecerem bem mais cultos do que realmente são;
  • Possuem ferrões ou agulhas: Tais objetos são bem menos evoluídos do que o de uma abelha, mas com a mesma função destas (ou não), por isso eles picam e não mordem, entendeu ou quer que eu desenhe?;
  • A reprodução deles é sexuada com fecundação interna: Ou seja, eles se divertem bastante, rola suruba e tudo mais. Poem ovos quando vão dar as crias e seus filhinhos tem o tamanho reduzido da dos pais, ou seja, não sofrem metamorfose como as borboletas.

Agora, você já pode ir no quintal da sua casa, naquela casa mal assombrada abandonada e tentar achar essas criaturinhas do barulho, que arranjam altas confusões que até Deus duvida. Só tome cuidado pois elas podem até te matar (MWAHAHAHAHAHA!).

Algumas características internas[editar]

As características internas do animal são aquelas que somente podem ser observadas com uma autópsia do animal, se não nada feito. Vejamos Leremos algumas delas (afinal, eu não vou mostrar as partes internas do bichinho pra você, pois isso é zoofilia!):

Conhecer uma aranha por fora é bem melhor do que por dentro (ou não)
  • Respiração filotraqueal: Sim, meu amigo, o aracnídeo não é que nem você que respira por pulmões, no lugar disso ele se utiliza de filotraqueias, que é... que é... uma coisa, usada pra respiração dele ou algo assim. Além desses tipos de respiração ainda temos a Cutânea (que eu nem te conto por onde é) e a traqueal;
  • Coração abdominal: Diferentemente de nós que temos um coração do lado esquerdo do peito (e das minhocas que tem três), os aracnídeos também tem um, porém ele fica localizado em seu abdome (ou, para os mais vulgares, na barriga);
  • Sangue sem core: Esmague uma aranha e você vai ver que ela não tem aquele sague vermelho, parece nem mesmo que tem sangue algum. É porque eles respiram por traqueias e, por isso, o sangue não precisa ser vermelhinho;
  • Glândulas coxais: Ao invés de um toba no final de seu abdome, os aracnídeos fazer as suas necessidades através das glândulas coxais, que ficam na base de suas patas;
  • Digestão externa: Primeiro eles matam a presa e depois vomitam as enzimas digestivas em cima delas. Quando tudo já está bem derretido eles somente bebem aquela gosma, com um canudinho que eles chamam de faringe. Isso pode até parecer nojento, mas eles falam que é muito bom experimente também.

Contribuições para a humanidade[editar]

Nem falamos da aranha mais conhecida de todas, a Viúva Negra e nem vamos falar.

É claro que tudo no mundo tem um motivo para existir (apesar de eu ainda não compreender qual o seu motivo para ainda estar aqui, mas tudo bem), para os insetos da classe dos aracnídeos não é diferente, sendo o seu trabalho em nosso pequeno planetinha azul muito importante, como:

  • Diminuir a população mundial, principalmente nas épocas de crise em que falta comida no mundo inteiro. Com essas criaturas a solta, a quantidade de gente no mundo diminui e, em consequência disso, há um balanceamento com relação a quantidade de alimento no mundo;
  • Eles avisam de que está na hora de você dar banho no seu bichinho de estimação, ou então que você mesmo precisa de um banho urgentemente. Com um sinal de alerta mediante a coceira, principalmente os parasitas infestam a criatura que precisa urgentemente se tratar, caso isso não ocorra ele "somente" mata essa sujismundo;
  • Controle de outros animais. Se em humanos esses bichinhos já aprontam muitas confusões imagine em outras espécies que nem deles podem se defender (nós ainda podemos, eu disse ainda). Por isso eles dizimam outras criaturas que estejam se proliferando demais por qualquer região, atuando como um verdadeiro predador.


Ordens (a Galeria das Aracnes)[editar]

Subclasse Dromopoda[editar]

Imagem Ordem Características
Opiliao.jpg Opiliones São bichinhos com pernas extremamente longas em relação ao corpo, bem feiosos para variar, pequenos e inofensivos não possuem veneno algum.

Sua utilidade básica é serem pisados, esmagados, destroçados por grandes sapatões sapatos humanos. São predadores de bichinhos menores e mais nojentos que eles. São os únicos aracnídeos com pênis, fato que, convenhamos, torna-os bem mais especiais do que os outros.

FalseScorpion.jpg Pseudoscorpionida É composta pelos escorpiões fajutos, isto é, as cópias malfeitas feitas pela Dra. Júlia. Não apresentam o ferrão na cauda, típico dos verdadeiros escorpiões, puro plágio. São venenosos e usam para inocular seu veneno os pedipalpos (uma espécie de 2º par de mandíbulas). Vivem embaixo de pedras, galhos e congêneres - se eu fosse você olharia embaixo da sua bunda agora, você nem imagina como eles gostam de lugares sujos.
Scorp uv.jpg Scorpiones Ver Artigo Principal: Escorpião. São os famosos escorpiões. Bichos asquerosos e extremamente nojentos, possuem um veneno mortal que eles injetam pelo rabo (rabo é sempre perigoso afinal), é uma boa ideai para colocar na mochila daquele amigo mala, ou daquela garota feiosa que não larga do seu pé. Existem tantos tipos de escorpiões do que sites de sacangem nos seus favoritos, todos variados, com cores diferentes, mas todos são predadores cruéis e estão atrás de VOCÊ. Curiosidade: O escorpião-amarelo se reproduz sem necessidade de macho, ou seja, cerveja são um bando de sapatos.
- Solifugae Escorpiões com cabeça de boceta.

Subclasse Acarina[editar]

Imagem Ordem Características
- Sarcoptiformes
- Trombidiformes
Acaro2.jpg Parasitiformes Nessa classe estão os aracnídeos mais nojentos, os ácaros, piolhos e os carrapatos. São sanguessugas malditos que só servem para transmitir doença e causar alergia, infestam seu cachorro (que você insiste em não vacinar ou dar um banho) e posteriormente você, com os ácaros tomndo conta do seu nariz e os carrapatos de suas partes quentes.

Aracnídeos sem subclasse[editar]

Imagem Ordem Características
Amblypigid.jpg Amblypygi São bichos muito feios com patas enormes, quelíceras estranhas, contudo são inofensivos para os humanos (pelo menos é o que eles querem nos fazer pensar), não produzem veneno, portanto caso os virem pode pegar na mão, dar beijinho, o que você quiser. Uma de suas marcantes características é o fato de ter 8 olhos (mais do que o BBB) e digestão extracorpórea, estranho,não? Digestão fora do corpo. Passa a vida inteira trocando de carapaça.
Caranguejeira gde.jpg Araneae Ver Artigo principal: Aranha. São as gloriosas aranhas. Bichinhos que você conhece, muitas delas tecem teias, se você quiser ver uma é só olhar nos cantos das paredes do seu quarto - afinal eu sei que você não limpa seu quarto a décadas -, muitas delas são venenosas, e todas elas, sem exceções, são asquerosas e feias que nem a Sua namorada, ou a tua mãe. Os maiores representantes desse grupo são a Viúva-Negra, a Sua Vó e o Homem-Aranha a versão extremamente gay e mudialmente famosa.
Eukoenia.jpg Palpigradi São os bichinhos mais minúsculos da classe dos aracnídeos, são tão pequenos que nem os cientistas conseguem estudar direito, nem mesmo usando um microscópio, além do fato de morarem em locais inalcançáveis. Essas duas características explicam em parte o porquê da falta de informações sobre essas coisinhas mínimas, mas na verdade os cientistas tem é preguiça de estudar seres tão inúteis. Segundo os poucos estudos, existe uma grande população desses seres no Acre (mais um motivo pra ninguém conseguir tão facilmente informações deles).
Ricinulei.jpg Ricinulei São outros serezinhos nojentos e extremamente raros, contudo abundantes no Acre, parecem aranhas, mas não o são (ou não). Não são esmagados pelo seu sapato, muito menos por um All Star, no caso dos emos (se bem que eles morreriam de nojo antes), por que você não os acha dando (ui!) bobeira por aí, como as aranhas e outros aracnídeos. Vivem escondidos embaixo de coisas, tão escondidos que nem a wikipédia os cientistas acham informações sobre eles.
Schizomida.jpg Schizomida Outras aranhinhas que não são aranhas propriamente falando, mas são extremamente raras (também), tão raras quanto os neurônios ativos no seu cérebro, ou no de uma loira. Nem os nerds da Wikipédia tem informações sobre elas, com isso deduzimos que fazem parte da fauna acreana, assim como o Mico Azul.
Uropygi1.jpg Uropygi Também conhecidos como escopião-vinagre, são os aracnídeos mais estranhos de todos, não tem veneno, mas soltam da bunda ácido acético, são pequenos e facilmente esmagáveis, tirando isso as informações são escassas já que os pesquisadores preferem uma punheta a obter dados (tal qual você e eu também).