Artigo sem nenhum sentido

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Como o Professor Linguiça se sentiu quando leu este monte de bosta (e isto não é nonsense)

Artigo sem nenhum sentido é algo que os peixinhos dourados da Bavária aprovam. Foi criado por monges budistas da Arábia Saudita no ano de 1763 a.c, quando os jesuítas estavam na América Latina enfeitando os índios com batatas cozidas e com sucos de laranjas. No dia em que o Brad Pitt estava numa tenda militar, conversando com um bêbado que tinha acabado de comer uma maçã quadrada japonesa, eu estava experimentando o batom que eu comprei numa loja de produtos orientais da China, que ficava num shopping cheio de gente com cabelo azul. Eu também comprei lá um copo com a figura de Satã, que eu usei pra fazer cocô na banheira da cozinha do restaurante do motel que eu fui com minha mãe na semana passada, quando eu estava sob efeito de um remédio que o mecânico me receitou quando disse que estava com dificuldade para digitar um texto no Photoshop. Daí eu fui pra igreja pra comprar um Nintendo DS com uma garotinha mimada que tinha lá, ela me disse que porcos não voam, então tive que ir pra favela da Rocinha pra ver se achava algum refrigerante com sabor de limão. Mas tudo que encontrei foi um cadáver de um gavião que estava fazendo sexo com um camelo ao meio dia usando uma garrafa quebrada de pinga que um maconheiro deixou ali após correr decâmetros depois de ser perseguido por um tanque da Segunda Guerra Mundial.

Conclusão: Eu tive que voltar pro prédio da minha empresa e perguntar se não havia nenhuma prostituta que eu pudesse usar para abrir a janela da sala de estar, já que um esquilo roubou todas as minhas chances de ser psicólogo de trabalhadores japoneses.

Obs: Apesar de tudo isso eu ainda sorrio de tristeza e ouço sempre as imagens que são escritas pelos maravilhosos judeus-nazistas que estão ao meu lado.