Arunachal Pradesh

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
441-IndianElephant.jpg नमस्ते!

Este artigo é indiano, tic! Anda de elefante, joga cricket, é vegano, fala um inglês horrível, trabalha em um call center e adora incenso! Se vandalizar este artigo ou for paquistanês, você será incinerado pelas chamas de Agni! E nunca toque num Dalit!

Cloudman.gif


Arunachal Pradesh é um dos estados da Índia, mas este em particular nem parece que é da Índia por ser separado do restante dos estados, fazendo fronteira apenas com um único estado. Nem se sabe como eles ainda se consideram indianos, e não fazem independência.

As crianças de lá são obrigadas a trabalhar também.

Língua[editar]

Não dá pra dizer qual língua é a mais falada em Arunachal Pradesh, já que lá eles falam tantas línguas que você é obrigado a passar uns 6 ou 7 anos na classe de alfabetização para aprender um número mínimo de línguas para você poder falar com as pessoas à sua volta, e ainda assim quando você ir para outra cidade, ou até mesmo para outro bairro, já terá gente falando outra língua. Outro problema dessa diversidade gigantesca é quando uma palavra numa língua é um palavrão na outra; Porque se for o caso, fodeu (sem trocadilhos).

O analfabetismo neste lugar é gigantesco por conta das razões citadas acima. E o nível de gente alfabetizada subiu para maravilhosos e impressionantes 69% de uns anos pra cá. Ah, é claro: A maioria dos alfabetizados são homens, porque assim eles podem manter o controle sobre as mulheres, já que sabem que como elas são naturalmente mais inteligentes que eles, se elas soubessem ler, tomariam o poder.

Lavagem cerebral[editar]

O culto às vacas e elefantes é a religião com o maior número de adeptos em Arunachal Pradesh, mas devido ao grande número de pessoas que gostam de fazer um bolo doido com as fés delas, há um grande número de religiões que nem vale a pena citar aqui.

Diferente de outros estados da Índia, há um grande número de crentes em Arunachal Pradesh, e esse número só vem aumentando já que os pastores de lá são tão gananciosos poderosos quanto os do Brasil e eles têm poder para converter um hindu a cada dia que passa. Eles chamam os hindus de adoradores de Satã mesmo sabendo que eles são a maioria na Índia.

Em quarto lugar vem o bundismo, o culto às bundas, que possui um grande número de adeptos em Arunachal Pradesh, não é à toa que a Índia é tão cheia de gente. Ao menos se eles resolvessem usar camisinhas, este culto não seria um problema.

Outras fés praticadas incluem o culto das mulheres cobertas, o fudismo e o punhetismo. Esta última é praticada de forma muito marginalizada já que jogar cinco contra um é um taboo na Índia. Ao contrário dos que dizem os cristãos, não há satanistas em Arunachal Pradesh. Os hindus e budistas mal sabem quem é Satã.

Você está na China? Você está no Tibete? Sorria, você está na Índia!

Eco não mia[editar]

A economia de lá, ao contrário de outros estados da Índia, depende da plantação de arroz, trigo e açúcar, estes últimos sendo importados para os países de primeiro mundo para que eles possam ter ingredientes para as porcarias gordurosas e cheias de açúcar que eles comem. Fora isso não há muito que eles fazem lá, digamos que o motivo seja porque Arunachal Pradesh é como se fosse a Bahia indiana. Já tentaram construir uzinas hidrelétricas lá, mas até pra isso eles são preguiçosos.

Turismo[editar]

Não há muita coisa que tem em Arunachal Pradesh que já não tenha em outros estados indianos, mas tem uma cidade chamada Tawang que é praticamente uma bola de gelo que é visitada por muitos bundistas todo ano. Tawang na verdade é uma cidade tibetana que os indianos roubaram dos chineses, que por sua vez roubaram dos tibetanos.