As sete palavras que não se pode dizer na televisão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Experimente também: Porra, caralho, merda, cu, fudido, filho da puta e cacete? Cquote2.png
Sugestão do Google para As sete palavras que não se pode dizer na televisão
Cquote1.png Cuidado, Chris! Parte desse material é da pesada Cquote2.png
O Doc tentou avisar

As sete palavras que são “proibidas” de se dizer na televisão" são aquelas que o comediante George Carlin listou muito apropriadamente em seu monólogo, chamado "As sete palavras que você jamais pode dizer na televisão”. Naquela época elas eram consideradas inapropriadas e boca sujas pela distinta audiência dos EUA. São palavras que todo mundo estava cansado de falar e ouvir na rua, no trabalho, na escola e na hora do sapeca iá iá e outras cositas más, mas achava um absurdo ouvi-las na TV.

No Brasil, elas também são conhecidas como "As 7 palavras que não se pode dizer na Globo, sob o risco de levar um tapa e um grito do Márcio Canuto". Foram popularizadas pelo seriado Todo Mundo Odeia o Chris. Chris ouviu o disco de George Calin que pertencia ao Doc e resolveu contar para toda a escola, tentando ser finalmente popular. E é claro que, só pra variar, ele se fudeu nesse caralho, porra! se ferrou com isso.

"Esse material" era uma coleção com 30 discos de George Carlin, Redd Foxx e outros comediantes a nível de A praça é nossa boca-sujamm.

As palavras[editar]

  1. Cu
  2. Buceta
  3. Caralho
  4. rola dura
  5. Rolao
  6. Puta
  7. Pepeka

Ver também[editar]

Este artigo é a escola de Phil Eggtree e é um esboço.
Melhor reformar a escola antes que Phil fuja mais uma vez.