Assassin's Creed Chronicles: Russia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que era tudo um plano do Ozymandias, ou que Snape mata Dumbledore.

Spoiler3.jpg
Virtualgame.jpg Assassin's Creed Chronicles: Russia é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Yuyuko Saigyouji está insaciávelmente faminta em Touhou 7

St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele não gosta muito de chechenos.

Smirnoff.gif


Assassino do Crídio Choniclesov: Russki
Chronicles Russia.jpg

Capa do jogo.

Informações
Desenvolvedor Climax Studios
Publicador Ubisoft
Ano 2015
Gênero Plataforma, ação e aventura, stealth.
Plataformas Microsoft Windows, Xbox One, PlayStation Vita, PlayStation 4.
Avaliação 3,3
Idade para jogar 12


Cquote1.png Você quis dizer: Jogo de 2015 com gráfico pontudo? Cquote2.png
Google sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia
Cquote1.png Essa Desciclopédia é suspeita, vou perguntar sobre ela ao Leon Trotsky! Cquote2.png
Nikolai Orelov, protagonista do jogo sobre Desciclopédia.
Cquote1.png Queriduƒ cumpanheiruƒ, neƒƒe jogo os comuniƒtaƒ ƒão amigos do protagoniƒta, eu goƒto dele então. Cquote2.png
Nosso companheiro Lula sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia.
Cquote1.png Esse jogo é trambique do império Sikh! Cquote2.png
Arbaaz Mir sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia.
Cquote1.png Não, Arbaaz! Esse jogo foi fabricado por Zhang Young e seus tigres! Cquote2.png
Shao Jun sobre a citação acima.
Cquote1.png NIKOLAI, HEEEEEEEEELP! Cquote2.png
Anastásia Nikolaevna da Rússia após ser capturada por algum zealot.
Cquote1.png Tudo esquerdista! Cquote2.png
Nando Moura sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia.
Cquote1.png O correto seria Crônicas do Credo dos Assassinos: Rússia Cquote2.png
Professor Pasquale sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia.
Cquote1.png Porra! Jogo véio do caralho! Tudo fosco essa merda! Cquote2.png
Derçy Gonçalves sobre Assassin's Creed Chronicles: Russia.








Credo, um Assassino Crônicas: Rússia (em inglês, Assassin's Creed Chronicles: Russia) (em russo, Понтийская коммунистическая игра: Россия) é um jogo de 2015 da Ubisoft e o terceiro jogo da franquia Assassin's Creed Chronicles. Um jogo 2.5D que revolicionou o mercado, sabe-se lá no Posto Ipiranga por que um jogo dessa época pontudo ser um sucesso.

A história verdadeira é a de que Nikolai traiu a Organização dos Assassinos para poder praticar a ideia de pedofilia sem que tenha restrições.

Em parceria com Climax Studios, a Ubisoft conseguiu fazer um dos jogos mais bem cagados aclamados pela crítica de 2015. Teve uma baixa reputação pelos fãs da série Assassin's Creed, pois os gráficos são extremamente ruins a dificuldade do jogo ficou muito elevada, assim os jogadores tinham diiculdade em zerar Assassin's Creed Chronicles: Russia.

Enredo[editar]

Um pouco depois de 1900 e guaraná com rolha, um baiano chamado de Nikolai Orelov decide passar as suas férias em Nova Iorque junto com Paulo Guina e descansar. Quando do nada de repente, o seu país natal, a Rússia, começa uma guerra contra os capitalistas malvadões. Vendo que a cidade estava em perigo, Nikolai foi em busca de Anastasia Romanov, aquela menina que supostamente estava desaparecida, pois o resto da família dela já foi pro cemitério. Depois de passar por alguns comunistas com sua Springfield M1903A4 que pro jogador não há mira de fuzil, "Kolya" recruta Anastasia e a leva pro puteiro quarto mais próximo, onde ela estaria segura. Começam a transar conversar e Nikolai solta um peido colar que Anastasia começa a se comportar como assassina. Depois de uma briguinha, Nikolai a manda ficar sentada na pica lá naquela salinha, enquanto Nikolai (mesmo que falhe em sua missão) terá que se aparecer pros inimigos e exterminá-los.

Eu nunca entendi o por que dessa ser a única parte em que Orelov corre em diagonal, pois em todas as outras partes esse jumento corre para fren... Ah, esqueci que é uma cutscene. Quando volta ao jogo normal, ele continua correndo pra frente.

Manjando dos Paranauê, Anastasia consegue sair pelos esgotos como uma assassina e encontra uma lâmina que pode ser fundida com uma adaga que Kolya tinha entregado para ela no quarto. Depois de mais alguma caminhada, Anastasia se depara com um soldado usando a Metralhadora do Rambo, mas infelizmente Kolya chega para salvá-la. Depois de arrancar a cara do inimigo, ele fala para Anastasia continuar mesmo com a voz mais incompreensível possível, pois é um velhote carpado, mas mesmo assim essa vaca consegue escutar lá em cima do prédio. Chegando em um lugar, ela decide se vingar dos que mataram sua família usando uma dádiva dos ninjas e depois encontra Orelov novamente, e consegue sair de lá com ele. Anastasia no meio do nada vira Shao Jun de Flango, uma assassina de outro Chronicles, e depois volta ao normal. Anastasia e Orelov vão para um trem que levava ao Acre, por isso que se você ficar 666 anos dentro de lá, ele ainda está andando. Ele deixa Anastasia (com a roupa de policial) sentada num vagão e vai eliminar o resto dos templários restantes, que no total são quinze. Orelov encontra uns vagões com guardas usando máscara de gás, pois uma vez a tua mãe peidou no vagão, assim causando morte instantânea aos que estavam juntos presentes; mas mesmo assim, o cara é fodão e consegue eliminar todos que estavam ali e o resto. O trem estava sendo invadido por usuários do Tanki Online e Anastasia começa a fugir de lá e encontrar Nikolai. Morre Corre e encontra Kolya defendendo-na. Eles chegam no Acre em São Paulo Petesburgo onde Kolya acha mais de 8000 trens e têm como objetivo encontrar o Leon Scott Kennedy Trotsky (sério, eu acho que essa é a fase mais grande desse jogo) e encontra-no pela janela. Trotsky diz sobre Industrialização Mundial, Revolução Trabalhista, Revolução Industrial, eu sei lá e não se importa com Kolya, então prende-o numa cadeira bem longe de lá. Anastasia foi ver se tava dando uma treta com Nikolai, e foi atrás dele com ajuda de Shao

Jun. (Cquote1.png Eu estou sentindo uma Treta! Cquote2.png Anastasia Romanov) Quando chegou até Nikolai, salvou-o e os dois começam a guiar-se pra ir em algum lugar escondidamente para não encontrarem-se com moderadores malvados; enquanto Anastasia corria, Orelov atirava com seu rifle nos templários. Chechecagando em um local, Orelov quer ser gay, quero dizer, Sergei chega em Orelov e manda entregar a menina, e também que ficaria segura, Kolya recusa-se mas Anastasia vai mesmo assim. Na casa dos assassinos, Orelov escuta o pau batendo que dois homens estão falando sobre MATAR Anastasia para realizar um experimento. Orelov trai a Organização para salvar a garota, e em poucas horas os assassinos já sabem que ele os-traiu, e cabem a eles matá-lo ao verem. Chegando em um hospital e salvando-na, eles passam por uma câmara de gás onde acaba explodindo. Depois de sair, vem um tanque e consequentemente persegue-os; Orelov manda ela se esconder, e depois de finalmente fugir daquela droga de tanki tanque, Anastasia aparece e diz pra ele Cquote1.png Tchau! Cabô! Vou pro Shopping! Sou agora uma guria retardada! Vou viver minha vida de merda guria! Cquote2.png. E assim acaba Assassin's Creed Chronicles: Russia.

Personagens[editar]

Eu pesquisei "assassin's creed chronicles: russia templars" no Google e achei isso. Não é a toa que a Microsoft têm um disco chamado World Domination.
  • Guardas templários - São bolcheviques extremamente inúteis, só têm uma visão de dois metros na frente e são, muito, muito, MUITO burros. Repetem mil vezes a mesma coisa e também a mesma conversa.
  • Assassinos - São como os guardas, mas aparecem mais a frente do jogo.
  • Leon Trotsky;
  • Sergei.

O Código[editar]

Existe um código secreto no jogo que ativa um míssil nuclear lá na Coréia do Norte, e também você vê uma cutscene ultra-secreta de como entrar para o Acre em poucos passos.

v d e h
Assassins-Creed-logo.jpg