Associação Atlética Francana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Associação Atlética Francana
Escudo da Francana.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial AA Francana
Origem link={{{3}}} São Paulo- Francana
Apelidos Veterana
Torcedores 4
Torcidas Velhotes da Veterana
Fatos Inúteis
Mascote Feiticeira bêbada
Torcedor Ilustre
Estádio Lixão
Capacidade 15.000
Sede Simão Caleiro
Presidente Baiano
Coisas do Time
Treinador Jubileu do Amendoim
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Cleiton Carreta
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Washington Fubá
Patrocinador Mercearia Ponto Chic
Time
Material Esportivo Costureira Dona Joana
Liga Campeonato Paulista
Divisão Série B1
Títulos Nenhum
Ranking Nacional
Uniformes



Associação Atlética Francana é um time de Franca (O RLY?) que em quase 100 anos de historia nunca ganhou nem um título de verdade, ganhando apenas 99 campeonatos da cidade de Franca. Seu presidente é o Baiano, que mora no antigo estádio da Francana, o "Nhô Chico".

Já passaram pela Francana grandes craques do futebol mundial entre eles podemos destacar: o goleiro Marcelo Flores, o lateral Jaiminho, o meia Washington Fubá e os atacantes Somália, Tico Mineiro, Daniel Bife e Cleiton Carreta, mas o maior craque da historia da Francana é o Elivelton (ex São Paulo, Corinthians, Vasco e Seleção Brasileira) que aos 76 anos de idade foi jogar pela Francana.

A Francana conta também com um time feminino que recentemente goleou o masculino por 7 x 0. Estudiosos do futebol garantem que a Francana vai ganhar uma libertadores, mas isso só daqui a uns 110 anos quando o Elivelton estiver no auge da carreira.

História[editar]

Fundação[editar]

A Francana foi fundada em 1912, o que já faz mais de 100 anos, e com esse tempo todo tem menos títulos que a Ponte Preta, um feito notável que vale ao time de Franca o apelido de "Velhona Veterena".

Profissionalismo[editar]

Só em 1948 que a Francana passou a disputar as últimas divisões dos campeonatos estaduais paulistas... e quando digo disputar, é disputar mesmo, porque por 30 anos ficou nessas divisões inferiores até 1977, sempre perdendo para times do nível e de nomes estranhos do tipo do XV de Piracicaba.

Série A1 Paulista[editar]

Em 1978 disputa pela primeira vez a Série A1 do Paulistão, e até 1984 fica por ali servindo de saco de pancadas para os outros até ser rebaixado novamente

Campeonato Brasileiro de 1979[editar]

O Brasileirão de 1979 teve 94 equipes participantes, e no Brasil só existiam na época apenas 100 times, de maneira que a Francana acabou conquistando o direito de participar do campeonato daquele ano. Obviamente não passou de um time coadjuvante a mais, e terminou na 55º posição, até hoje o mais longe que a equipe conseguiu ir a nível nacional...

Estádio[editar]

Hoje a Francana joga no Lixão "Lanchão", estádio construído pelo ex-prefeito de Franca, Dr Lancha. Esse estádio tem capacidade para 15.000 pessoas, mas nos grandes clássicos (Francana x Botafogo de Ribeirão e Francana x Batatais) chega a incrível lotação de 154 pessoas, incluindo o Jubileu do Amendoim, um cara que vende amendoim salgadinho e baratinho durante as partidas.

Torcida[editar]

A Francana conta com 4 sócios-torcedores, mas somente 2 pagam em dia a mensalidade de 50 centavos.

Hoje por incrivel que pareça ainda tem gente que vai ver este time jogando e quando perde põe culpa no juiz, nos bandeirinhas e até na mãe do juiz. Vê se pode.