Audioslave

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Buddy Guy com tres na cama.jpg

Raul Seixas deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Audioslave
Audioslave.jpg
A banda, antes de terminar, claro.
Origem E.U.A - América
País EUA
Período 2001 - 2007
Gênero(s) Rock Alternativo / Emo
Gravadora(s) Gravadora Records
Integrante(s) Chris Corno Bom
Tom Moreno
Tim Comefarofa
Pede Milk
Ex-integrante(s) {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}


Cquote1.png Você quis dizer: Soundgarden Cquote2.png
Google sobre Audioslave
Cquote1.png Você quis dizer: Rage Against the Machine Cquote2.png
Google sobre Audioslave
Cquote1.png Você quis dizer: Temple of the Dog Cquote2.png
Google sobre Audioslave
Cquote1.png Vocês traíram o movimento abaixo o sistema, véio!!! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Audioslave
Cquote1.png Toca Slayer!! Cquote2.png
Metaleiro chapado de maconha enloquecido confundindo as bandas.


Audioslave, vulgo Audio Irlei (Escravos) para os desprovidos de conhecimento da língua inglesa, formada em 2001 era uma banda de seres pertencentes à outras bandas não davam o lucro necessário para a sua existência e sobrevivência neste mundo cruel em que vivemos, e resolveram sair destas para formar uma que desse dinheiro, casa, comida, roupa lavada,mulheres, além claro, da velha tríade dominante no mundo da música pesaaaada: Sexo, Drogas e Rock'n Roll.

O Início[editar]

Chris e Tom logo no início, preste bastante atenção e tente imaginar o que eles estavam cochichando.

Após se drogarem filosofarem por horas, dias, semanas e meses noite adentro os ex-Rage Against the Machine, Tom Moreno (irmão gringo de Herbert Vianna), Tim Comefarofa e Pede Milk, chegaram à conclusão de que suas músicas de prostesto contra o sistema, véio, estavam dando mais prejuízo do que lucro, além de toda perseguição que sofriam por parte dos órgãos governamentais americanos e de todos os puxa-saco do governo dominante, até então.

Então, deram um pé na bunda do seu então vocalista, agora ex-vocalista Zack Leva Rocha, e contrataram Chris Corno Bom, (ex-Soundgarden e Temple of the Dog) para assumir os vocais de sua nova empreitada capitalista no mundo da música capitalista. Nascia assim, o Audioslave, uma banda que podemos dizer, nasceu de um Cádim...um cádim de uma banda e outro cádim de outra banda, e por aí vai.

No ínicio as coisas foram um pouco complicadas, muitas brigas, discussões, mortes, suicídios, atentados ao World Trade Center e tudo o que você pode imaginar de ruim aconteceu. Uma das coisas mais marcantes foi uma briga entre prostitutas que não receberam pelos seus serviços profissionais empresários, que não se decidiam quanto ao nome da banda, nem o figurino dos shows, o que poderia ter culminado no fim desta, antes mesmo de ela começar.

Mas por serem altamente mercenários e famigerados por dinheiro inteligentes, e estarem mais interessados no dinheiro do que em qualquer outra coisa, como o próprio sucesso da banda, as diferenças foram resolvidas e todos chegaram a um comum acordo a respeito dos assuntos pendentes de uma total concordância entre todos os integrantes deste projeto, dentre os principais assuntos, os que mais causaram intrigas foram estes:

  • Se o vocalista deveria cortar os cabelos, pois ele parecia mais a Maria Bethânia, e a banda já tinha um cabeludo que era o baterista;
  • Se Tom Moreno deixaria o cabelo crescer para mudar o visual, mas como ele não quis e por falta de cabelo mesmo ficou por isso mesmo;
  • Se o baterista tocaria bateria ou apenas dublaria um playback;
  • O perfume que seria usado em cada apresentação

Dentre outros assuntos que preferimos manter no mais absoluto segredo, para não comprometer a já comprometida imagem de banda comercial que eles já possuíam.

Discografia[editar]

Chris Cornell, ou seria Maria Bethânia de bigode e barba?

Bom bando de desocupados meus amigos, abaixo listaremos os principais CD's lançados por mundialmente desconhecida banda de rock alternativo, por ordem cornológica cronológica, bem como os detalhes de suas músicas:

Audioslave[editar]

Capa do primeiro CD... reparem bem que o carinha... é o Cão!!!

Seguindo a cartilha do óbvio, e também devido ao fato de estarem literalmente falindo, foi lançado seu primeiro Compact Disc, ou CD, intitulado Audioslave, ou seja, o mesmo nome da banda, já que não tiveram tempo necessário para pensar em um outro nome mais artístico ou criativo.

1 - Cochise (Coxinhas) - Essa música é uma experiência própria de todos os integrantes da banda após uma turnê, ainda separados em bandas diferentes, na África, onde foram a um puteiro uma casa de moças descentes e de família, e puderam constatar pessoalmente o tamanho das "coxinhas" das neguinhas.

2 - Show me How to Live (Não sei como viver) - É um apelo que Chris Corno Bom pede aos seus ouvintes de todas as manhãs lhe ensinarem como viver uma vida boa, nadando em dinheiro e sem preocupações. Infelizmente, essa música não fez tanto sucesso como esperado, uma vez que todos os fãs desta banda estavam ocupados demais cuidando de suas próprias vidas para se preocuparem com a vida de um cara que não sabe o que quer da mesma.

3 - Gasoline (Biocombustível) - Música que revela o passado sombrio de Pede Milk, que antes de enganar que toca aprender a tocar bateria, se vendia à playboys e playssons que não conseguiam pegar mulher, por um uma simples voltinha em seus carros. Quando não, ele escolhia o dono do carro mais bonitoe dava(ui!) para ele a honra de sua presença no banco de passageiros.

4 - What You Are (Hãm?) - Dedicada à Carlitos Tevez, e sua grande inteligência em compreender um idioma diferente do espanhol.

5 - Like a Stone (Para Rocha) - A música de maior sucesso desta grande banda, que, como dito anteriormente, seria uma alusão e um recado ao seu antigo vocalista, afirmando nas entrelinhas desta letra, que Zack Leva Rocha era um imbecil que só sabia protestar contra o sistema e nunca ia conseguir nada com esse tipo de atitude tola e feia.

6 - Set It Off (Desliga isso porra!) - Composta por Tom Moreno e Tim Comefarofa, trata de todo o preconceito vivido por eles no início da carreira artística, onde que em seus ensaios, a barulheira era tão grande e incompreensível que todo gritavam para eles desligarem seus respectivos instrumentos (guitarra e contrabaixo e irem dormir, porra!

7 - Shadow of the Sun (Marcha para o Sol) - Conta uma história que ninguém entende sobre quem é, apenas sabe-se que tem um louco que quer andar até a lua e morre desidratado.

8 - I Am the Highway (Na estrada com Galvão) - Tema do programa deste mesmo senhor citado, apresentado aos domingos pela Globo. Ressaltando que até hoje, ninguém sabe o valor pago para a banda gravar essa música, sabe-se apenas que suas almas não os pertence mais.

9' - Exploder (Peidei) - Após uma sessão de maconha e sexo filosofias acerca da vida e o sentido de viver, gravaram esta bela música, pena que nunca a ouvi.

10 - Hipnotize (Hipnose Aguda Complexa de Báscara) - Mais uma das noias viagens da banda ao tentar compor uma música.

11 - Bring 'Em Back Alive (Trazendo de volta) - Música composta por Chris, ao sair da penitenciária depois de roubar no jogo de par-ou-ímpar, e ganhar uma caneta Bic Azul de seu colega de faculdade, e posteriormente devolvê-la ao seu dono por direito.

13 - Light My Way (Late meu bem) - Única música em que nenhum membro da banda participou da composição, pois foi feita pelos pais dos artistas que não mais aguentavam a vida com suas esposas e respondiam dessa forma, quando questionados a respeito de algo por parte delas.

14 - The Last Remaing Light ( O último dos Moicanos) - Trata da dura batalha ocorrida em uma época distante quando alguns soldados não muito certos de sua sexualidade se revoltaram contra as armaduras do estilo "espanador" na cabeça, mas não nos interessa saber.

  • FAIXA BÔNUS- Bom, pra quem compra o CD, por um certo tempo, você pode usá-lo como objeto sexual meio de conectar-se ao site da banda, para poder baixar a faixa secreta chamada 'Give (Dando), que é uma música com alto teor de homossexualidade e baitolismo.

Out Of Exile[editar]

Capa do Cd Out of Exile, todos imaginavam que era o oceano, mas não é, é a piscina da casa de um dos integrantes.

Algumas décadas após o lançamento do primeiro cd, a banda, com mais tempo para trabalhar e compor as músicas, compõem um dos piores cd's de todos os tempos, com músicas chatas e incrivelmente piores que o primeiro álbum. Neste álbum eles falam um pouco do dia a dia como banda e agora, por que não, como família.

1 - Your Time Has Come (Pare de me comer) - Esse foi um desabafo de todos os da banda, que não aguentavam mais os empresários víboras tomando todo o seu dinheiro, além das vezes em que era estuprados quando iam se apresentar em algum país em que não haviam muitas mulheres;

2 - Out of Exile (Fora do buraco) - Descrição fria e direta sobre a sensação que todos sentiam após os acontecimentos em tais países descritos acima;

3 - Be Yourself (Youtube, Broadcast Yourself) - Música extremamente comercial e com mensagens subliminareses, que incita a todos os ouvintes a entrarem no Youtube para ver qualquer tipo de merda;

4 - Doesn't Remind Me (Não me lembre disto, por favor) - Após consulta a um terapeuta, todos se recusam a tocar no assunto exposto acima, e sempre diziam a frase título desta música;

5 - Drown me Slowly (É devagar, é devagar, é devagar, é devagar, de vagarinho) - Composta em parceria com Martinho da Vila, e apenas traduzida para o inglês, além da mudança do ritmo;

6 - Heavens Dead (Morte no Paraíso) - Depois de horas e horas de muita breja e baseados, foi composta esta música, que trata sobre a morte dos anjos bem como a vida após a morte de todos os seres vivos;

7 - The Worm (O Macho) - Após uma briga, e depois de meter o cacete em todos, Tom Moreno compôs este som extremamente machista e primitivo;

8 - Man or Animal (Zoofilia, uma mistura que não dá certo!) - o óbvio é exposto nesta música, apesar de que para ser feita, todos os membros tiveram que passar por uma experiência sexual com animais;

9 - Yesterday to Tomorrow (Amanhã é Ontem) - Música futurista retrógrada (??)...outra maconha da banda;

10 - Dandelion (Minha Puta) - a primeira puta que Comefarofa comeu, chamada Dandelion, ficou em sua cabeça até hoje, tanto que o fez compor esta música;

11 - Number 1 Zero (Número 10) - Homenagem ao grande rei do futebol mundial, mas que não usa a 10, atualmente ele usa a 28, o grande e espetacular gênio Obina!;

12 - The Course (A Faculdade) - Música pseudo-educativa, que falaria das vantagens de se ter um curso superior no mundo competitivo e capitalista de hoje em dia, mas que na verdade não ensina absolutamente nada!


BÔNUS

13 - Super Stupid - (Gente boa!) - O amor está no ar, mas não pela sogra, a música é o oposto do do seu título, parece mais um forró que o rock em sim;

14 - Like a Stone - (Como Uma Pedra) - Eles não tinham coisa melhor para comer! Música repetida, como tinham que gravar no mínimo 14 faixas, incluíram a única música que presta do primeiro cd.


Alguns fãs acéfalos da banda, afirmam categoricamente que tecnicamente falando, este é o melhor álbum da banda, só nos resta ouvir para saber se é verdade ou mentira.


Revelations[editar]

Capa deste álbum...preste bastante atenção na revelação que ela traz, o mal comendo/tomando conta do mundo !

Como o convívio diário dos membros da manda estava ficando insuportável, todos resolveram por obrigação, com uma arma apontada em suas cabeças em comum acordo, que neste álbum revelaria os seus secredos mais secretos e todas as páginas de seus diários, bem como os sentimentos de um membro para com o outro, e seus problemas pessoais.


1 - Revelations (Apocalipse) - Escrita por todos os membros, trata do medo interior de cada um sobre o Apocalipse da Bíblia.

2 - One and the Same (É tudo igual!) - Como não poderia ser diferente, depois de tanto tempo juntos, o sentimento era o mesmo entre eles: às vezes amor, às vezes e quase sempre ódio. Assim como o sentimento, a vida deles não mudava em nada (tirando o fato de estarem mais ricos), daí o título da música.

3 - Sound of a Gun (Filho da Puta) - Cada um fala um pouco a respeito das queridas mães de seus colegas de banda. Como podemos imaginar, não foi muito boa ideia.

4 - Until We Fall (Unidos Venceremos!) - Após anos de terapia em grupo, lançaram este single com a intenção de vencer as dificuldades impostas pela convivência de 4 machos;

5 - Original Fire (Idade das Pedras) - Ainda não entendi o propósito cultural e social desta música, estou a pensar até agora e nada me vem a mente. Assim que tiver decifrado as entrelinhas e as mensagens nela contida, trancrevo-as pra vocês.

6 - Broken City (Cidade Maravilhosa) - Em comemoração às Olimpíadas serem realizadas no Rio em 2016, essa música foi composta. Começa-se a notar algo de sobrenatural acerca desta banda;

7 - Somedays (Todo dia a mesma coisa...) - ...brigas, brigas e mais brigas, a partir daqui, essa banda parece mais emo que qualquer outra...

8 - Shape of Things do Come (Algumas coisas que não podemos comer) - Música feita para gordinhos, que os ensina a fazer dietas saudáveis e recomendadas pelos antigos gordos e hoje sarados...pelo menos uma música que não trate de brigas...

9 - Jewel of the Summertime (Jóia do Sertão) - Depois de uma visita ao Brasil, Chris conheceu uma nordestina e ficou perdidamente apaixonada por ela...como ela não falava inglês, o relacionamento não foi pra frente, mas Chris compôs esta música em homenagem à sua nova musa.

10 - Wide Awake (Pesadelo Fatal) - Depois de tomar todas, Tom Moreno resolveu bater aquela soneca de bêbado, mas o sonho não foi tão bom quanto ele esperava...

11 - Nothing Left to Say But Goodbye (Vire a próxima à esquerda e adeus) - Música de despedida, logo após Chris Cornobom descobrir que realmente era corno, foi essa a instrução que ele deu à sua ex-esposa quando do divórcio.

12 - Moth (Mãe) - Mas outra música sobre a mãe deles, mas desta vez eles não se chigavam as próprias mães, eles elogiavam-nas, mostrando assim, que todo rancor, tudo o que atrapalhava o relacionamento deles como seres humanos, banda e amigos terminou.


Para alegria de uns e a tristeza de outros, este foi o último álbum lançado pela banda, visto que já estavam ricos o suficiente, além de problemas pessoais de alguns integrantes.

O FIM[editar]

Comefarofa tocando seu instrumento e ao mesmo tempo comendo farofa,que sem graça essa legenda

Como toda história tem seu fim, assim como todo carnaval, toda festa, cerveja, além da própria vida, o Audioslave também acabou. E você me pergunta: Por quê?. Eu te respondo: Por que sim, ora bolas!.

Como estavam podres de ricos, todos os membros da banda resolveram cada um seguir o seu caminho, porém, o que ninguém sabe, é que a ideia de acabar com a banda partiu de Chris Corno Bom, que após entrar para a Igreja Universal ficou com mais sede de dinheiro e poder, o mal do século, e cansou de sempre ter que dividir seu cachê com outros três machos feios e mais talentosos.

Sendo assim, Chris Corno Bom seguiu carreira solo, enquanto que os outros membros, sem ter o que fazer e nenhuma criatividade para tocar outro tipo de música ou banda, resolveram recontratar seu antigo vocalista, e voltar com a antiga banda, o Rage Against the Machine, só que ao invés de críticas ao governo americano, eles discorreriam acerca das novelas da Globo e do SBT.

Dizem as más línguas que a verdade acerca dos mistérios que envolvem o término da banda seja o chifre que a mulher de Chris Corno Bom deu nele, gerando processos e mais processos e tornando a vida desta pessoa um inferno decadente, levando-o a tornar-se emo.

Ver Também[editar]





Palcovazio.jpg Audioslave já acabou!

E tu chorou quando eles se separam, assuma!

Clique aqui pra ver os grupos que non eczisten mais.