Auron

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Samurai x.gif Este artigo é sobre um samurai!

Tire a honra dele vandalizando seu artigo
que ele o retalhará!

O próprio, com sua costumeira cara de bunda e falta de entusiasmo.
Ff10-05.gif

Auron é um espadachim bêbado maluco metido a samurai de Final Fantasy X, cujas principais funções são ensinar Tidus a manusear a espada e proteger Yuna em sua jornada mágica rumo ao infinito e além.

Possui uma boa força física, além de especiais de porrada maneiros, mas acaba sempre ficando na sombra do Kimahri, que faz tudo o que ele faz e ainda consegue plagiar as técnicas dos monstros.

Biografia[editar]

Ninguém sabe daonde é que Auron saiu, nem ele mesmo, já que os roteiristas não se deram ao trabalho de desenvolver o personagem, elaborando uma origem pra ele. Assim como qualquer personagem secundário de pouca importância, sua procedência é desconhecida. Sabemos apenas que, em um determinado momento da história de Spira, Auron conheceu Jecht e Braska, e logo virou amigo deles, já que um samurai, um jogador de squash e um pastor formam uma bela equipe.

Auron versão live-action.

Braska, o pastor, queria partir em uma missão pra exorcizar um demônio na Babilônia, mas precisava de ajuda, só por garantia: se a palavra de Deus e os gritos ininteligíveis não funcionassem, ele iria derrotar o coisa ruim na porrada mesmo. Assim, Braska, Jecht e Auron partiram rumo ao hexa a Babilônia, fazendo uma peregrinação por toda a desolada Spira, que tava só no bagaço, mas ainda em melhores condições do que na época presente.

Ao chegar no destino, o trio encontrou seu oponente, e logo descobriram que nem na porrada iriam conseguir exorcizá-lo. O único jeito seria sacrificando uma virgem para satisfazer o demônio, assim ele iria comer e dormir por alguns anos antes de acordar e começar a matar todo mundo de novo. Mas aí estava um problema, nenhum dos três era virgem, mas por sorte, Jecht e Braska eram machos virgens, o que servia também, mas aí teria que sacrificar os dois pra valer por um. Antes de servir como sacrifício, Jecht apenas pediu pra Auron cuidar de seu filho, Tidus, e impedir que ele virasse otaku. Auron aceitou, Jecht e Braska morreram e a paz temporária veio. Agora era só Auron cumprir com sua promessa e virar babá, algo que ele iria fazer mesmo, até por ser desempregado e não ter mais nada pra fazer.

Após algum tempo vigiando Tidus a distância, e rasgando seus ingressos pros eventos de anime, Auron pegou um câncer no cu e morreu com um derrame cerebral no pulmão. Mas a vontade de salvar o filho do amigo da virgindade eterna era tão grande, que seu espírito continuou trampando como babá. O que Auron não esperava é que logo Tidus fosse morrer também, através do sufocamento por salame. O problema é que o garoto era tão lento, que morreu e nem percebeu que morreu, e continuou vivendo normalmente como se nada tivesse acontecido. E Auron continuou na vigia.

Em determinado momento, Auron encontra Yuna, a filha de Braska, e decide vigiar ela também, especialmente quando ela tem a mesma ideia imbecil do pai, de ir exorcizar demônios antigos só com um cajado de pau. Logo, naquelas coincidências de videogame, Tidus se une ao bando de Yuna, então Auron faz questão de entrar no grupo também, assim poderia vigiar os dois de perto. Agora Auron repete o que fez uns dez anos atrás, levando seus amigos pro abate certo na Babilônia.

Habilidades[editar]

Auron faz uso do clichê supremo dos RPG's, a lendária espada samurai Masamune, e a usa pra cortar os bichos que encontra pela frente. Após cortar os demônios e outras aberrações em finas fatias com sua espada, Auron faz um churrasco pra galera, assando a carne com um tornado de fogo. Ele pode até não ser grande coisa em combate, mas ao menos como churrasqueiro ele é especialista, o único que sabe com quantos quilos de carne dá pra vinte comer.

Donamorte1.jpg Auron já morreu!

Gostava muito dele, mas sabia demais...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno