Bahianês

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png THIS IS PORRETAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!! Cquote2.png
Leonidas sobre Bahianês
Cquote1.png Na União Soviética, o bahianês fala VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Bahianês

Ao invés de ler isso, vá tirar uma soneca


Índice: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


Ao contrário do que muitos pensam, o bahianês não é falado lentamente, mas sim cantando. Não existe o gerúndio, mas sim o gerúnio: o "d" no "-ndo" é excluído, o que resulta em falano, correno, ao invés de falando ou correndo.

Em baianês, uma frase nunca é concluída. Existem alguns verbos novos, como "bora" ou apenas "bó", que significa "vamos" (acompanhe a evolução: originalmente "vamos em boa hora" - "Vamos embora" - "Vumbora" - "'Bora" - "Bó") e também pode ser dito em forma repetitiva-poética como "borimbora" ("Vumbora embora") . Os exemplos abaixo só corroboram que existe uma capacidade inata do itamariense em poupar energia. O caso clássico consiste na evolução do "Vossa Mercê" em "Vosmissê", após no já comum "Você", então no atualmente utilizado "Cê" e já foram encontrados casos de comunicação natural através do "Rummm" (som de grunido).

Aqui está um ótimo dicionário para entender o que seu amigo baiano fala. Ou até mesmo para você se aperfeiçoar no seu baianês. Lista-se em ordem alfabética as palavras, desde a forma culta até a forma mais coloquial do idioma. Para o dialeto específico da capital e região, consultar: Baianês Soteropolitano.

A[editar]

  • A CUIÃO - De qualquer jeito, na marra; sem interesse (ópaisso: tudo feito a culhão)
  • A FACÃO - Algo feito na marra (Ver também na mão grande)
  • A MIGUÉ - À vontade, de forma esculhambada
  • A PRONTO E A HORA Toda hora
  • A PULSO - À força
  • À TOA - Parado (que cê tá fazendo aí à toa?)
  • ABAFA-BANCA - Picolé caseiro, feito na cuba de gelo
  • ABAIXAR O MEALHEIRO - Soltar grande, liberar dinheiro
  • ABÊCÊ - Abecedário (Ô minino, me diga ai o ABÊCÊ?)
  • ABÊÊÊCÊ - Stop, salada de frutas, ABÊCÊ de papel ou de dedos.
  • ABESTALHADO/BESTALHADO - Bobo
  • ABIGOBEL/BIGOBEL - O mesmo que ABESTALHADO
  • ABILOLADO - Maluco; abobalhado
  • ABILOLADO Maluco; abobalhado
  • ABRIR O GÁS - Se mandar, ir embora
  • ABRIRAM A PORTA DO CEMITÉRIO! - Lá vem mulher feia!
  • ABUSAR - Perturbar, encher o saco (mainha, manda Cecilia parar de me abusar!)
  • A CASA CAIU - Já era, lenhou
  • ADIJUTÓRIO/ADIJUNTÓRIO Ajuda
  • Afetado (Menino) - Menino com jeito de fresco
  • AFF! Puxa vida!
  • Afitim - Cheiro de algo que começa a ficar podre
  • AGONIADO Aflito, apressado
  • AGRESTE Bruto, mal educado; chegado a uma baixaria
  • AGRESTIA Baixaria, mau gosto (deixe de agrestia!)
  • ÁGUA-DURA - Cachaça
  • AÍ FEDEU Aí fudeu, aí já era
  • AIMPIM - Aipim
  • ALEIVE - Mentira, absurdo (ê aleive!)
  • ALFERES - Puxa-puxa (nome correto: alféloa)
  • ALTEAR - Aumentar o volume (do rádio)
  • ALTEAR - Aumentar o volume (do rádio)
  • ALUADO Abobalhado, desligado, de lua
  • ALVARENTO branco, esbranquiçado
  • AMARRADO DE CORDA Mal acabado, remendado ou enrustido; algo difícil de sair ou de se resolver
  • AMARRAR O FACÃO Entrar na menopausa (mulher) ou brochar pela idade (homem)
  • Amassado (roupa) - Amarrotado
  • AMIGO IRMÃO Amigo de fé
  • AMIGO SECRETO Amigo oculto
  • ANDA, VIRA, VOLTA Volta e meia, vez por outra
  • ANTENADO Maluco
  • AONDE De jeito nenhum (em resposta a uma questão: "Você vai comprar isso!" "Aooonde?!"
  • APARADEIRA Parteira
  • APAZ Rapaz, cara (você vai sempre? Apaz, sei não...)
  • APOQUENTADO Nervoso, irritado
  • APREÇAR - Procurar saber o preço
  • ARABACA Carro velho
  • ARENGUEIRO Que procura confusão
  • ARERÊ Confusão, agito
  • ARGOLA - Qualquer tipo de brinco
  • ARGOLADO Ferrado, danado; amarrado para casamento
  • ARMADO - De pau duro
  • armengado - mal ajambrado
  • ARMENGUE - Improviso, gambiarra; pessoa ou coisa feia, mal ajambrada
  • ARRAIA Pipa (hoje eu vou empinar arraia)
  • ARRASTAR ASA - Dar bola, estar a fim de alguém
  • ARRASTAR ASA Dar bola, estar a fim de alguém
  • ARRELIAR Fazer pouco caso
  • ARRIAR O BALAIO Abrir o jogo, contar tudo
  • ARRIBAR Levantar; ir embora
  • ARROCHADO - Metido a valente; roubado
  • ARROCHADO Metido a valente; roubado
  • ARRODEAR - Dar a volta (arrodear o quarteirão)
  • Arrodear - Dar a volta ao redor de ( arrodear o quarteirão)
  • ARRODEAR Dar a volta (arrodear o quarteirão)
  • ARROMBA PEITO Cigarro muito forte
  • ARROMBADO - Fudido
  • ARROZ DOCE Pessoa que está em toda festa ou em todo lugar, que está em todas
  • ASSANHADO Despenteado (eu curto seu cabelo assim... assanhado)
  • ASSENTO Selim (de bicicleta): bunda
  • ASSISTIR (O JOGO) Ouvir pelo rádio (ontem assisti o BAxVI aqui mesmo na portaria do prédio)
  • ASSUNTAR - Prestar atenção
  • ASTUCIAR / ESTUCIAR Inventar histórias
  • ATIRADO - Ousado; que se mete sem ser chamado
  • ATOLEIMADO - Lerdo, bobo
  • AÚ Debique (movimento de queda e subida da pipa); movimento de capoeira
  • AUÊ Zorra, agito
  • AVE MARIA! - Interjeição pra qualquer situação
  • AVEXADO - Apressado
  • AVIADO - o mesmo que Avionado
  • AVIONADO - Disparado, correndo muito
  • AVOADO - Desligado
  • AVOAR Voar
  • AXÉ BABÃO Alguém bundão ou com cara de bundão
  • AXÉ! Salve!; muita energia, muita força!
  • AZAR BUTICÃO Tomara que você erre (azar buticão dendê, pra tu perder)
  • AZUADO - Pertubado
  • AZURETADO Invocado, puto da vida
  • CHOFRANGA - Piroca

B[editar]

  • BABA - Racha, pelada (de futebol). (Ex: 'Vamo bater um baba?')
  • BABATAR - Querer pegar em algo e não conseguir.
  • BACIO - Penico.
  • BACURI / BACURIM - Criança recém-nascida; filho.
  • BADAMEIRO - Pessoa que vive de catar coisas no lixo.
  • BADAPIA- Embaixo da pia
  • BADOGUE - Atiradeira.
  • BADOGUEIRA - Mulher feia (Ver também jaburu).
  • BAGANEIRO - Atacadista do interior que vende nas feiras da capital.
  • BAGO MOLE - 1. Lento (pessoa). 2. Pessoa frouxa, cagão, idiota etc...
  • BAGUNHAR - Segurar firme; tomar algo na raça.
  • BAHIA / BAHÊA - Cara (ô bahêa, quanto é isso aqui?).
  • BALAIO - Bunda.
  • BALEADO - Queimado (jogo).
  • BANANA-MOLE - Lento, lerdo ou devagar.
  • BANCA - Estudo particular (meu filho faz banca de português).
  • BANDA - Pedaço, parte.
  • BANDA-VOOU - Cuca fresca, pessoa largada; quem topa tudo.
  • BANHA-DE-CACAU - Manteiga de cacau.
  • BANHO-DE-CUIA - Lençol (futebol).
  • BARANDÃO - Pedra para tirar arraia presa; brincadeira infantil.
  • BARÃO - Gente rica, milionário.
  • BARONA - Milionária; madame.
  • BARRIGA-DE-PURGA-PRENHA - Barriga grande.
  • BARRUFAR - Assoprar com a boca cheia de água.
  • BATER A CAÇULETA - Morrer.
  • BATER FIXE - Dar um pau firme em alguém.
  • BATER NO FUNDO - Bater na traseira (carro).
  • BATER O BARROSO - Cagar
  • BATER SORO - Trepar com mulher que acabou de trepar com outro.
  • BATER UMA CAIXA - Levar um papo.
  • BATEU NA PIÇARRA - Já era, coisa ultrapassada.
  • BÊDA - Pau meio mole meio duro
  • BEIÇADO - Mal cortado (pano ou papel).
  • BEINHO - Benzinho.
  • BELISQUINHO - Beliscão pequeno.
  • BEQUITRANQUE - Esporro, regulagem (dar um bequitranque ou levar um bequitranque).
  • BESTAGEM - Bobagem, babaquice.
  • BESUNTADO - Sujo.
  • BEXIGADO - Pintado, manchado (rosto).
  • BIBIANO - Lamparina, candeeiro.
  • BIBINHA- garota, menina (forma carinhosa de chamar)
  • BIEIRA - Qualquer coisa, objeto ou coisa estranha.
  • BINGA - Pau, cacete; segunda do cigarro.
  • BIRIBANO - Pivete, moleque.
  • BISAGA - Dobradiça.
  • BISPAR - Sacar, moleque.
  • BOA-BISCA - Que não corresponde, que não se esperava (aquele cara é uma boa bisca!).
  • BOCABERTO - Estarrecido, surpreso; abobalhado.
  • BOCADA - Local perigoso; coisa boa.
  • BOCA-DE-LOBO - Bueiro.
  • BOCA-DE-SAMBA-CANÇÃO - Boquirroto, falastrão.
  • BOCA-DE-SE-FUDER - Lugar perigoso.
  • BOCA-DE-TRAVE - Pessoas sem os incisivos superiores
  • BOCA-DE-ZERO-NOVE - Lugar de se dar mal
  • BOCAPIU - Sacola de palha; recomendação para ficar de boca fechada ao saber de um segredo
  • BODOSO - Mal cheiroso, sujo
  • BOIADO - Cansado
  • BOIAR - Cansar
  • BOLACHA - Biscoito
  • BOLACHA-QUEBRADA - Moleza, negócio de oportunidade (comprei esse carro barato, uma bolacha-quebrada!)
  • BOLINHO-DE-ESTUDANTE - Bolinho de tapioca.
  • BOLODÓRIO - Confusão; conversa fiada.
  • BOM - Grande (aquele cara é um bom sacana).
  • BORA? - Vamos? (bora brincar?).
  • BORBOLETA - Torniquete de ônibus.
  • BORRACHUDO - Ônibus.
  • BOTAR GOSTO RUIM - Melar, atrapalhar um negócio; perturbar; colocar defeito.
  • BOTAR PILHA - Botar fogo, estimular briga.
  • BOZÓ - Despacho de macumba.
  • BREADO - Sujo, melado.
  • BREGA - Zona, puteiro.
  • BRÔCO - Desorientado, desordenado; velho esclerótico; buraco na roupa feito por alguma traça ou purquê furô.
  • BUÇANHA - Buceta.
  • BULIR - Mexer, tocar (não bula aí, menino!).
  • BUNDA CHULADA - Bunda reta, pessoa sem bunda.
  • BUZU - Ônibus

C[editar]

  • CABEÇA-DE-ARROMBA-NAVIO - Cabeça grande.
  • CABELO-DE-ARAPUÃ - Cabelo assanhado, desgrenhado.
  • CACARECO - Mudança de pobre, bagulho.
  • CACETE-ARMADO - birosca.
  • CACETINHO - Pão de sal pequeno (50 g).
  • CACHAÇÃO - Tapa na cabeça ou no pescoço.
  • CACHORRO-MAGRO - Quem come na casa de alguém e sai logo em seguida.
  • CAGADO E CUSPIDO - Idêntico, muito parecido.
  • CAIR MATANDO - Comer tudo; não deixar falar; dar porrada.
  • CAIR NA TACA - Apanhar (ele mentiu, aí caiu na taca).
  • CAIXA DE CATARRO - Peito.
  • CAIXÃO E VELA - Morreu aí, não há mais o que fazer; dançar em alguma coisa.
  • CALIFON - Sutiã, porta-seios.
  • CAMBITO - Perna fina.
  • CAMPADO - Fudido ( tô campado ).
  • CANDANGUE - Miserável, dorme sujo, mortafome etc...
  • CANGUINHA - Pão-duro.
  • CÃO CHUPANDO MANGA - Diz-se de alguém bom em alguma coisa; pessoa muito feia
  • CAPOTE - Casaco de frio.
  • CARA-DE-FUINHA - Pessoa com o nariz achatado ou defeituoso.
  • CARNE-DE-PESCOÇO - Pessoa difícil de tratar; teimoso.
  • CAROARA - tremedeira.
  • CARTEIRA - Mesa de trabalho.
  • CARRO - ônibus, buzú
  • CARRO PEQUENO - automóvel convencional.
  • CAVALO-DO-CÃO - Indivíduo dotado de grande valentia.
  • CÊ - Você.
  • CERCA-LOURENÇO - Frescura, nove-horas, complicação (esse cara tá cheio de cerca-lourenço!).
  • CERTA FEITA - Uma vez (certa feita eu ia passando por ali e...)
  • CHAMAR CACHORRO DE CACHO - Estar totalmente bêbado não pronunciando mas as silabas finais das palavras.
  • CHAMAR HUGO - Estar vomitando por estar embriagado.
  • CHAMAR RAUL - Vomitar
  • CHAPA - Dentadura.
  • CHAVE-DE-CADEIA - Mulher que dá encrenca.
  • CHEGUE - Vem cá (chegue, meu nego, cheque)
  • CHEGUE À FRENTE - Entre, participe da conversa.
  • CHEIO DE NOVE-HORAS - Cheio de complicação, enrolado.
  • CHEIO DO PAU - Bêbado.
  • CHEIRO-MOLE - Fica fazendo doce!
  • CHIADA - Reclamação (deixe de chiada! ou então: esse cara é cheio de chiada!)
  • CHIBIATAGEM - Frescura; Besteira; Manha.
  • CHIBUNGO - Sacana; viado; corno
  • CHORIÇAR - Paquerar; dar em cima.
  • CHUPA MOLHO - Carne de segunda com osso.
  • CHUPETA - Sola, (no futebol)
  • CINCO-CONTRA-UM - Punheta.
  • COBERTA - Lençol.
  • COCÓ - Traíra, na traíragem (De cocódilage = crocodilagem)
  • COM O CU NA MÃO - nervoso, ansioso, fudido (manolo falo que ia mete a porra em neguim véi, neguim deve tá com o cú na mão)
  • COMER ÁGUA - Beber (bebida alcoólica)
  • COMER COM FARINHA - Fazer algo facilmente (isso aí é mole, eu como com farinha)
  • CONSUMIÇÃO - Encheção de saco; agonia; preocupação.
  • CORDÃO CHEIROSO - Fio dental e/ou biquíni
  • CORRENTE - Gente fina, amigo de fé; cordão (joia)
  • COURO COMEU - Houve briga (aí o couro comeu!)
  • CRENDEUSPAI! - Creio em Deus Pai!
  • CUBAR - Ficar à espreita, vigiar.
  • CULHUDA - mentira.
  • CUMENO ÁGUA - tomando cachaça.
  • CURIAR - Olhar ou observar com curiosidade.
  • CURRIÃO - Cinto.
  • CUSPIDO E ESCARRADO - Idêntico, muito parecido.
  • CUXIM - Assento da bicicleta.

D[editar]

  • DAR NO COURO - Conseguir transar; conseguir fazer alguma coisa.
  • DAR NO MACACO - Tocar punheta.
  • DAR RASTEIRA EM COBRA - Andar bêbado, cambaleando.
  • DAR UM AMASSO - Dar um arrocho, tirar um sarro.
  • DAR UM BEIÇO - sair sem pagar, dar calote.
  • DAR UM PAU - Dar um trago, no cigarro ou no baseado.
  • DANÇA DE RATO - Dificuldades, empecilhos para realizar algo. Confusão.
  • DE BOTUCA - Olhando, corujando (tô aqui só de botuca).
  • DE HOJE - Expressão que significa "Há muito tempo" (Ex. de hoje que eu tô aqui esperando).
  • DE HOJE A OITO - Semana que vem.
  • DE LENHAR - Muito bom, ótimo.
  • DEITAR A MADEIRA - Bater, espancar, encher de porrada.
  • DE JEITO E QUALIDADE - De forma alguma.
  • DE RUMA - Muito, de montão.
  • DENTIQUEIRO - Dente siso.
  • DESASSUNTADO - Sem vergonha.
  • DESENCHER - Esvaziar.
  • DESMENTIR - Contundir, destroncar (Ex. ele desmentiu o braço).
  • DESMENTIU - Contundiu.
  • DESGRAMA - Desgraça.

E[editar]

  • EM COMUNICAÇÃO - Quando a linha telefônica está ocupada
  • EM DIAS - O mesmo que "em dia"
  • EMBORCAR - Virar de cabeça ou de boca pra baixo
  • EMBOCAR - Virar de cabeça ou de boca pra baixo.
  • EMPATA-FODA - Pessoa inconveniente, que aparece na hora errada
  • EMBAÇAR - arranjar briga. (Gíria da favela).
  • EMBAÇOU - Quando uma situação fica difícil(a polícia chegou)
  • ENCAFIFAR - Ficar intrigado; ficar surpreso e na sua; ficar recolhido
  • ENCRUADO - Ressecado, que não se desenvolveu normalmente.
  • ENFASTIADO - De saco cheio, desanimado
  • ENGANCHADO - preso
  • ENGRISILHA - Rolo, coisa enrolada, confusão.
  • ENTOJO - Enjoo de mulher grávida
  • ESCALIFAR - Utilizar algo de maneira agressiva (Ex. vou escalifar a "bike" de Fulano)
  • ESCALIFADA - Mulher que sofreu ato de escalifação
  • ESMÓLER - Mendigo
  • ESPINHELA CAÍDA - dor no peito
  • ESTROMPADO - Cansaço em excesso.
  • ESTROMPAR - quebrar
  • ESCORREGADEIRA- escorregador, escorrego

F[editar]

  • FALAR MAIS QUE A NEGA DO LEITE - Falar pra cacete.
  • FARDA - Uniforme escolar.
  • FASTIADO - Enjoado (ver empachado).
  • FAZER A FORÇA - Consertar (remendar) o pneu furado.
  • FAZER ENXAME - Juntar gente, fazer estardalhaço.
  • FAZER O BALÃO - Fazer O Retorno (no trânsito).
  • FICAR NA ESPINHA MOLE - Não fazer nada, ou fazer o mais fácil.
  • FICHINHA - Coisa fácil; pessoa inexperiente ou fraca em alguma coisa.
  • FIFÓ - Lamparina.
  • FILAR AULA - Matar aula.
  • FILA DA PUTA - Filho de prostituta
  • FIM-DE-LINHA - Ponto final; área nas cercanias do ponto final do ônibus.
  • FOFAR - Dar uma, trepar.
  • FOI MAL - Desculpe.
  • FOLOZADO - Folgado, desregulado; caindo aos pedaços.
  • FUBUIA - Cachaça, cana, cachaçada (hoje vou tomar umas fubuias).
  • FUDIÃO - Sujeito muito dado à práticas libidinosas; corruptela de "fodilhão" (palavra esta que também gerou "fodão").
  • FULEIRO - simples, algo com poucos recursos.
  • FURUNFAR - Dar uma, trepar.

G[editar]

  • GAIA - Chifre (relativo a corno)
  • GAITADA - Risada alta, gargalhada
  • GAIATADAS - risada alta,gargalhada
  • GAIATICE - ósadia, brincadeira não autorizada
  • GALERA DO MAL - A turma, a patota
  • GARAPA - Qualquer refresco muito doce
  • GÁS - Querosene
  • GASTURA - Nervoso, agonia (quando o giz escorrega no quadro: "não faz assim, me dá a maior gastura")
  • GELADINHO - Sorvete no saquinho
  • GUÉRI-GUÉRI - Viado
  • GRAFITE - Lapiseira
  • GUARANÁ - Qualquer refrigerante (Ex. Dê-me um guaraná de limão ai!)
  • GUIA - Meio de sobrevivência, geralmente algum estabelecimento comercial de pequeno porte ("Qué quebrá minha guia miséra"!? = Você quer me levar à falência!?)
  • GELO - Cerveja
  • GRAXEIRA - Empregada doméstica

H[editar]

I[editar]

  • IDEIA DE JERICO - Ideia boba, besteira
  • IMUNDO - Sujo (que cara imundo)
  • INHACA - Cheio ruim do sovaco
  • INTICAR - Implicar, ficar de marcação.
  • INVASÃO - Favela

J[editar]

  • JABURU - Mulher feia (tremendo jaburu!)
  • JANTE - Roda de carro
  • JOGAR UM BARRO - Cagar

L[editar]

  • LÁ ELE - Outra pessoa, não eu; tirar duplo sentido (vou chupar o picolé, lá ele!)
  • LAMBISGOIA - Mulher magrinha e sem graça ou qualquer vadia que você não goste
  • LAPISEIRA - Apontador de lápis
  • LARGAR O DOCE - Dizer algo,ser sincero
  • LARGAR O BARRO - Cagar
  • LARGAR UM BARRO NA LOUÇA - O mesmo que cagar. Cagada que deixa aquele rastro marrom
  • LARICA - Desejo incontrolável de fazer algo. Fome.
  • LASCAR - Rasgar
  • LAVAR A JEGA - Se dar bem, lavar a égua
  • LECHEBA - Galinha, puta.
  • LENHADO - Em má situação, em mau estado, fudido
  • LESEIRA - Preguiça
  • LESO - Bobo. Ele é todo leso.
  • LEVAR BACULEJO - Ser abordado por policiais; revistado.
  • LUPA - óculos (geralmente, óculos de sol)

M[editar]

  • MADORNA - soneca.
  • MAGAREFE - Profissão da pessoa que mata e esquarteja o boi ( no Matadouro).
  • MAGOAR - Voltar a machucar um lugar já machucado.
  • MAIS EU - Comigo (Ex. Você vai mais eu?).
  • MAIS NUNCA - Nunca mais
  • MALA - Testículos avantajados
  • MALINAR - Traquinar, perturbar.
  • MALOCA - Favela.
  • MALOCAR - Esconder algo (você malocou onde o objeto?).
  • MANGAR - Gozar, sacanear (você tá mangando de eu?).
  • MANJUBA - Vara, cacete, piroca (Ver também rola).
  • MANOLO - Mano, parceiro, brother (E aê, manolo!)
  • MÃO AMARELA - Punheteiro
  • MARLINDA - Coisa bela.
  • MASSA - Maconha.
  • MASSA! - legal! Joia.
  • MISSE - Grampo de cabelo.
  • MÓI-DE-PELE - Pênis, saco, pinto, cacete, rola...
  • MOCÓ - Sacola de palha (ver bocapiu).
  • MOCOZAR - Esconder algo
  • MODA BOI - Desarrumado
  • MORCEGAR - Andar pendurado atrás do ônibus.
  • MORREU AÍ - Fim de papo.
  • MORTA-FOME - Esfomeado; guloso; avarento.
  • MOSSA - Amassado de carro ( ou lata).
  • MOTÔ - Motorista de ônibus.

N[editar]

  • NA MÃO GRANDE - Algo feito com poucos recursos, na marra.
  • NA PINDAÍBA - Na pior; sem grana
  • NA PIPOCA - Brincar o carnaval sem ser em bloco
  • NA TORA - À força, obrigado
  • NÃO CONTAR CONVERSA - Não perder tempo
  • NÃO TEM ERRADA - Não há como errar
  • NEM TCHUM - Nem te ligo, não quero nem saber
  • NIGRINHA(O) - Alguém de baixo nível.
  • NIGRINHAGEM - baixaria,baixo astral
  • NÓ-CEGO - Pessoa preguiçosa, sempre arruma uma desculpa pra fugir da obrigação [Migué]

O[editar]

  • Ô, MAIS TÁ! - ora essa!, veja só!
  • OBRAR - Cagar
  • ÓSADIA - Impertinência, atrevimento, ousadia
  • OVO-DA-CAVALA - Criança insuportável, pestinha.
  • ÔXE - Puxa!, qual é?, que é isso? (ver oxente, xen e xente)
  • OXENTE - Puxa! qual é?, que é isso? (ver ôxe, xen e xente)
  • Ó PAÍ, Ó! - Olhe para isso, olhe! expressão de indignação
  • Ó O AUÊ AÍ Ó - única frase no mundo constituída apenas por vogais e que faz sentido. Significa "Vamos parar com a baderna!"

P[editar]

  • PAINHO/MAINHA/VôINHO/VÓINHA - Pai / mãe / vô / vó
  • PAMPEIRO - Confusento, cheio de confusão.
  • PAPEIRA - Caxumba
  • PAPÔCO DE BATCHARA - Vagina larga ("aquela morena tinha um papôco de batchara do tamanho da minha cara!!")
  • PASSADEIRA - Travessa de cabelo. Diadema
  • PASSADO - estragado
  • PASSAR BATIDO - Passar ligeiro, passar sem notar; entender algo facilmente
  • PASSEIO - Calçada
  • PATAPATA - Escova de cabelo (daquelas que se enfia o dedinho)
  • PAU PRA SE FUDER - muito mais do que ruim, lenhado mesmo. Pode descrever uma pessoa ou uma coisa.
  • PEBA - Tapa na testa, chinfrim não original, matuto; de má qualidade, ordinário.
  • PEGAR O BOI - Conseguir algo com facilidade e se dar bem.
  • PELANO - Quente, muito quente.
  • PENTEADEIRA DE PUTA - Carro enfeitado, Bicicleta enfeitada
  • PERCATA - Sandália
  • PICAR A PORRA - Bater (vou lhe picar a porra, viu?)
  • PILHA - Conversa furada, mentira.
  • PILHERO - Mentiroso, cheio de história furada.
  • PIRIGUETE - Vagabunda oferecida, geralmente usando shortinho cavado ou saia que mostra a calcinha.
  • PIXOTE - Alguém fraco em alguma coisa.
  • PÓ - Talco
  • POCAR - Furar, estourar a bola ou o balão (Ex. A bola pocou!)
  • PONGAR - Pegar carona; embarcar na ideia de alguém; pegar ônibus ou trem em movimento
  • PORRA - TUDO aquilo que você não lembre do nome na hora de falar. (Ex. Aquela porra ta la embaixo.)
  • PORRETA - Legal, do cacete, gente fina.
  • PORTADOR - Quem pega ou leva criança na escola.
  • PUNHETINHA - Cara fraco, otário, vacilão

Q[editar]

  • QUARTINHO - Banheiro, geralmente no colégio; Quarto onde dorme a empregada
  • QUEBRADO - Estragado, com qualquer defeito, sem dinheiro (Tô quebrado)
  • QUEBRAR O CABRESTO - Perder a virgindade (homem)
  • QUEIMAR A RODINHA - Dar o rabo
  • QUEIMAR O DENTE - Beber cachaça
  • QUEIXÃO - Cara de pau, entrão, bicão
  • QUEIXAR - Tentar namorar, cantar alguém; pedir alguma coisa na maior cara de pau
  • QUENGA - Mulher feia; caso de alguém; puta
  • QUENTE-FRIO - Garrafa térmica
  • QUETAR - Ficar quieto (quete aê, menino!)

R[editar]

  • RATEAR - Falhar o motor do carro
  • REI DA COCADA PRETA - Metido a besta
  • RETADO - Do caralho; capaz; gente boa; invocado, puto da vida; bravo; interjeição de espanto: Ô retado!
  • RETOU - chateou, irritou
  • RIPOU - tocou fogo
  • RODA PRESA - indivíduo lerdo, sem atitude
  • ROMBUDA - Sem ponta (agulha)
  • RONCEIRO - Preguiçoso, vagaroso
  • RONCHA - mancha roxa no corpo
  • RÓSCOFI - Relógio
  • RUMA - Punhado, monte.
  • RUMAR - Jogar, lançar (eu rumei uma pedra nele.)
  • RUMÁLADESGRAÇA - Arremessar violentamente objeto em direção de outrem.
  • RUMÁLAPORRA - Idem
  • RUMBORA? - Vamos? (rumbora brincar?) (Ver também bora, vombora, vãobora, umbora e simbora)

S[editar]

  • SACIZERO -Viciado, junkie, zé droguinha, Fuma Crack
  • SACRISTIA - Sacana
  • SACUDIR (a poeira) - Limpar a casa, tirar a poeira dos móveis.
  • SAÍDO - Aquele que gosta de aparecer.
  • SALITRE - Maresia.
  • SANITÁRIO - Banheiro.
  • SAPATONA - Sapatão.
  • SARGAÇO - Alga marinha.
  • SE ABRIR - Se oferecer.
  • SE AMOSTRAR - Querer aparecer, ficar em destaque.
  • SE ARMAR - Se dar bem; arranjar uma mulher.
  • SE ARROMBAR - Se dar mal.
  • SE ASSUNTE! - Tome vergonha!; se ligue!; se olhe!
  • SE CAMPAR - Se dar mal.
  • SE ESTROMPAR - Se dar mal.
  • SE LASCAR - Se dar mal.
  • SE LENHAR - Se dar mal.
  • SE LIGUE! - Se oriente, se toque, preste atenção.
  • SE OLHE! - Procure seu lugar, me respeite!
  • SE ORIENTE! - Tome jeito!
  • SE PICAR - Se mandar, ir embora.
  • SE PLANTE, BRÓDER! / SE PRANTE, MALUCO! - Fique na sua!; Vamo brigar agora!
  • SE RESPEITE! - Me respeite.
  • SE SAIA, RAPÁ! - Se toque; se mande.
  • SECO - Muito afim de fazer algo. ("Hoje estou seco por um baba.")
  • SEGURAR NO PÉ - Encher o saco, vigiar, tomar conta. ("Essa mulher vive segurando no meu pé.")
  • SEGURAR VELA - Diz-se de quem acompanha sozinho um casal de namorados.
  • SEM QUÊ NEM PRA QUÊ - Sem mais nem menos.
  • SERRAR - Filar cigarro, tomar emprestado qualquer coisa.
  • SEU BICHINHO - Seu Fulano.
  • SIGA CERTO - Vá em frente.
  • SINAL - Pinta no corpo.
  • SINALEIRA - Sinal de trânsito
  • SÓ - Usado para reforçar algo. ("— Esse cara fala pra porra, né?/ — É, ele só fala!")
  • SOCADO - Cheio, entupido.
  • SOCORRO - Estepe, Pneu sobressalente do carro.
  • SOMBREIRO - Sombrinha de praia, guarda-sol

T[editar]

  • TÁ DE BOI - Menstruada.
  • TÁ DE CALUNDU - Tá zangado, na bronca.
  • TÁ LIGADO? - Entendeu?; Falou?
  • TÁ MANGABA - Tá moleza.
  • TÁ NA JANTE (PNEU) - Tá gasto, tá careca.
  • TÁ NA PINDAÍBA - Tá sem grana, tá duro.
  • TÁ REBOCADO! - Pode crer!
  • TÁ SEM UM PUTO - Tá sem grana, duro.
  • TÁ UM BABA - Tá moleza.
  • TABACA - Drible da vaca no futebol; buceta.
  • TABACUDA - Bucetuda.
  • TABARÉU - Caipira.
  • TABAROA - Mulher caipira.
  • TABOCA - Tipo de biscoito oco e arredondado; porrada;
  • TÁBUA - Assento do vaso.
  • TACA - pau, cacete, pênis.
  • TACO - pedaço.
  • TANQUE - Caixa d'água.
  • TAQUICEIRO - Taxista.
  • TAQUINHO - Pedacinho.
  • TCHECA - Vagina.
  • TER ARTE DO CÃO - Ser perturbado, traquinas.
  • TIBÓL - Futebol (Vamô lá jogâ um tibol!)
  • TIQUINHO - Pouquinho. ("Deixe só um tiquinho pra mim.")
  • TIRADO - Metido.
  • TIRAR DO TEMPO - Desregular o motor do carro.
  • TIRAR IDEIA - Tirar onda.
  • TIRAR O CONTRATO - Assinar o contrato.
  • TIRAR O CORPO - Se mandar, dar o fora.
  • TIRAR O PÉ DE BANDA - Sair da jogada.
  • TIRAR PERGUNTA - Tirar satisfação.
  • TÔ DE MARESIA - Estou sem fazer nada, vagabundeando.
  • TÔ POUCO ME LIXANDO - Não quero nem saber.
  • TOBA - ânus
  • TÓCHICO - Tóxico.
  • TOLETE - Peloto de cocô.
  • TOMAR RAIVA - Ficar com raiva.
  • TOMAR TENÊNCIA NA VIDA - Tomar jeito.
  • TOMAR UM CHÁ DE SE PIQUE - Retirar-se, ir embora.
  • TOMAR UM CHELP - Descobrir que estava errado; se dar mal em alguma discussão. ("Foi discutir com a professora e acabou tomando um chelp!")
  • TOMAR UMA - Beber. (bebida alcoólica)
  • TOPE - 1. Tamanho. ("Ele é do meu tope.") 2. Nível. ("Ela num é pro seu tope.")
  • TOPETE - Ousadia, falta de respeito. ("Não tome topete comigo não, viu?")
  • TORAR - Arrebentar, cortar
  • TRANSMISSÃO - Registro hidráulico.
  • TRAQUE - Bombinhas, estalos. Ver também Peido podre de ovo
  • TRAVA NA LÍNGUA - Língua presa.
  • TRETA / TREITA - Malandragem, safadeza.
  • TRIBUFU - Gente feia.
  • TRIPÉ - Homem de pau grande.
  • TROCAR IDEIAS - Conversar.
  • TRONCHO - desarrumado, torto, sem equilíbrio
  • TRUTA - Mentira, sacanagem.

U[editar]

  • UM MUCADO - Um bocado, um monte, vários.
  • UMA HORA DESSA - Qualquer hora.
  • UMBORA? - Vamos?
  • UNHEIRO - Unha inflamada nos cantos

V[editar]

  • VÁ PRA PORRA! - Não encha o saco!, Vá se fuder!, Vá encher o saco de outro!
  • VAGAL - Preguiçoso, vagabundo.
  • VAI DESCULPANDO - Desculpe-me.
  • VAI TE CATAR / VATE CATAR - Vai encher o saco de outro
  • VAMBORA / VÃOBORA - Vamos?
  • VARA - Baguete, pão mais comprido. Pão de sal (200g).
  • VARAPAU - Sujeito alto e magro.
  • VAZA! - Saia agora! Vá embora
  • VAZIO - Livre, disponível. ("Esse lugar tá vazio?")
  • VÉI - pessoa qualquer (ô véi, vambora!)
  • VER MIGUEL - Ir no banheiro.
  • VIRADO NO ESTOPÔ - Muito puto da vida
  • VIRADO NA PORRA - Muito puto da vida.
  • VIRADO NO CÃO - Muito puto da vida.
  • VIXE MARIA! - Virgem Maria!
  • VOLTA - Cordão (joia)

X[editar]

  • XARÉU - Pessoal que entra no estádio de graça no final do jogo, quando abrem-se os portões.
  • XERECA - Vagina
  • XOXOTA - Xereca
  • XIBIATAGE - fazer birra, calundu.
  • XIMBAR - Se fuder, se dar mal, perder a oportunidade
  • XÔXA - Sem graça, insípida
  • XUETANDO - falando
  • XURUMELA - Papo-furado; história mal contada.

Z[editar]

  • ZAMBETA - De perna torna (pra dentro).
  • ZAROLHO - Caolho.
  • ZERINHO OU UM / ZERO OU UM - Jogo tipo par ou ímpar.
  • ZÉ RUELA - Rapaz abobalhado ou homem meio devagar para as coisas.
  • ZINHAZINHA - mocinha
  • ZORRA - Qualquer coisa; bagunça; porra; situação.
  • ZUADA - Barulho.
  • ZUNHADA - Arranhar com as unhas, unhadas.

Frases cotidianas[editar]

"E aí sacana?!" - Olá amigo.

"E aí carniça?!" - Olá amigo.

"Colé, meu bródi!" - Olá, amigo.

"Colé, minha cor!" - Olá, amigo.

"Colé, meu kissuki" - Olá, amigo

"Colé, miserê!" - Olá, amigo.

"Colé, corrente!" - Olá, amigo.

"Colé, meu peixe" - Olá, amigo.

"Colé, men!" - Olá, amigo.

"Colé big!" - Olá, amigo.

"Diga aê, disgraça!" - Olá, amigo.

"Diga aê, misere!" - Olá, amigo

"Cagoete Discarado!" - Dedo Duro.

"Digái, negão!" - Olá, amigo. (independente da cor do amigo)

"E aí, viado!" - Olá, amigo. (independente da opção sexual do amigo)

"E ae, meu rei!?" - Olá amigo.

"E ai, Big Johnson" - Olá amigo.

"E ai, Big Charlie" - Olá amigo.

"E ai, chapolin - Olá amigo.

"E ai, assombroso - Olá amigo.

"E ai, frên" - Olá amigo. (A palavra vem do inglês "friend")

"E aí, seu Mickey, Colé ?" - Olá amigo, como vai?

"Num tiri onda não, vú?" - não se meta comigo ou com alguém.

"Diga aê lebara" - Olá meu amigo.

"Ô, véi!" - Olá amigo.

"Diga, mô pai!" - Oi para você também, amigo!

"E ai, miserê!" - Olá, amigo!

"ÊA!" - Olá, amigo.

"Colé de merma?" - Como vai você?

"A casa caiu" - Se deu mal.

"Seu traste!" - Você não vale nada.

"De fudê" - Muito bom! Ex: "Essa música é de fudê"

"Como quê" - o mesmo que Pra porra! ou Como a Porra!

"Você quer o cu e ainda quer raspado" - Você está pedindo demais.

"Viu filá da puta" - Eu te avisei.

"Joguei o agá" - Iventei uma história.

"Larga o doce pivete" - Diga toda a verdade garoto.

"É niuma, miserê" - Sem problemas, amigo.

"Relaxe mô fiu" - Sem problemas, amigo.

"Beléssa negáun" - Sem problemas, amigo.

"Ta de boa negão!" - Sem problemas, amigo.

"Cê tá ligado qui cê é minha corrente, né vei?" - Você sabe que é meu bom amigo, não é?

"Bó pu regui, negão?" - Vamos para a festa, amigo?

"Aí cê me quebra, né bacana" - Aí você me prejudica. Não é, amigo?

"Brootheeerr....!!!" - Preste atenção...!!!

"Brootheeerr...!!! Negãoooo...!!!" Preste atenção...!!! e mais atenção ainda!!!

"Aooonde!?" - De modo nenhum!

"Quem vai é a disgraça" - De modo nenhum!

"Quem vai é o cuêio" - De modo nenhum!

"Quem é doido?" - De modo nenhum!

"É a porra quem vai!" - De modo nenhum!

"É bigórnia!!" - é massa, é bom !

"Vô ali ni umaz i ôta martigá um negocíum" - Vou na residência de uma mulher, em visita de caráter libidinoso.

"Tava mordendo um negocíum!" - Estava com uma mulher, praticando atos libidinosos.

"Vô quexá aquela pirigueti" - Vou paquerar aquela garota.

"Vô dirrubá aquela piveta" - Vou paquerar aquela garota.

"Vô me jogar naquela tchuca!" - Vou paquerar aquela garota.

"Vô da um tapa na cara da pantera!" - Vou praticar sexo com uma garota (não confundir com o ato de fumar maconha).

"Que ladrona!" - Olhe essa garota com roupas devassas, é muito linda e tem um corpo escultural.

"Chega nela, da o armlock e finaliza!" - Ação de chegar na garota e não falar nada, apenas aplicar-lhe um golpe de jiu-jitsu, de forma que ela não terá chances de escapar de um beijo ou outro ato libidinoso que seja (expressão muito usada durante o carnaval).

"Vô cumê água" - Vou beber (álcool).

"Colé de merma ?" - O que é que você quer mesmo? (Caso notável de compactação!)

"Eu tô ligado que cê tá ligado na de colé de merma" - Estou ciente do seu conhecimento a respeito do assunto.

"Aquele bicho tira uma onda da porra". - Aquele sujeito é um fanfarrão.

"Cabeça de gelo.." - "ok, tranquilo.."

"Cabeça..." - compactação da expressão "Cabeça de gelo.." que significa "ok, tranquilo.." muito utilizada por guardadores de carro quando informados que o proprietário do veículo não possui dinheiro

"Tá me tirano de otário é?" - Está me fazendo de bobo?

"Tá me comediando é?" - Está me fazendo de bobo?

"Tá me tirando de mueda de 10 centavos?" - Está me fazendo de bobo?

"Se plante!" - Chamada ao combate físico

"Vô meté a mão" - Avisando que vai agredir o indivíduo fisicamente (bater: intensidade ++/4)

"Vô picá-la mão" - Avisando que vai agredir o indivíduo fisicamente (bater: intensidade +++/4)

"Vô li dá uma Broca" - Avisando que vai vai agredir o indivíduo fisicamente (bater: intensidade ++++/4)

"Rumada" - Golpe desferido com as mãos

"Se bote ae, vá!" - Chamada ao combate físico

"Eu me saí logo" - Eu evitei a situação.

"Segure a porra!" - Prelúdio de algum acontecimento surpreendente

"Segure o cú" - Prelúdio de algum acontecimento surpreendente

"Lá vem a porra!" Prelúdio de algum acontecimento surpreendente

"Essa porra vai inxar" - Prelúdio de algum acontecimento violento

"Brocar" - Se sair bem em algo, realizar algo com sucesso.

"tá pensando que bico de jegue é arroz doce? - acha que é fácil?

"tô aqui no coió de besteira" - estou aqui em casa fazendo nada .

"Shhh...Ai, mainhaaa" - Até hoje não se sabe a tradução. Sabe-se apenas que nas músicas de pagode, o vocalista está excitado com sua respectiva amante.

"Oxe!" - Todo baiano usa essa expressão para tudo, mas um forasteiro nunca acerta quando usa. Geralmente denota uma interjeição de surpresa ou de desconcordância (intensidade +++/4).

"Oxente!" - Todo baiano usa essa expressão para tudo, mas um forasteiro nunca acerta quando usa. Geralmente denota uma interjeição de surpresa ou de desconcordância (intensidade ++++/4).

"Lá ele!" - Eu não, sai fora, ou qualquer outra situação da qual a pessoa queira se livrar.

"Lasquei em banda!" - Performou ato sexual vigorosamente.

"Espanquei!" - Performou ato sexual vigorosamente, e ainda deu uma tapona.

"Biriba nela mô pai" - Variação de "Lasca!"

"Ó paí ó" - Olhe para aí, olhe! - Essa espressão foi utilizada pela primeira vez pelo capitão português Manoel da Padaria a frente da Nau Bolseta, que por infortúnio (leia-se burrice) perdeu-se da frota portuguesa no caminho para as índias e veio parar na Bahia. Desde então foi resgatada pelo povo baiano, assíduo leitor de Camões, já que trata-se de um texto apócrifo d'Os Lusíadas, que nem os portugueses sabiam (Nenhum jamais concluiu a leitura do clássico). É muito usada por aqui, tanto que virou filme, peça teatral, música, marca de refrigerante, água de coco, barzinho, cerveja, igreja...

"Num tô comeno reggae!" - Não estar acreditando ou dando muita importância.

"Num tô comeno reggae de (fulano)!" - Não estar com medo de provocação/ameaça de (fulano)

Tome na sequencia misêre" - Tomar o troco de algo ruim que você fez

"Eu quero é prova e R$ 1,00 de Big-Big!" - O mesmo que a expressão acima. O "Big-Big" é um chiclete muito valorizado por pessoas de todas as classes.

"Uisminoufai!" - Bebiba mais conhecida como "Sminorff Ice". Também é uma música do grupo de pagode (desta mesma terra) chamado "Pagod'art".

"Sai do chão!" - Frase típica e predileta das bandas de axé. O intuito da mesma é de que indivíduo se agite e curta o som tocado em questão.

"Rumaláporra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo. Utilizando as mãos ou os pés.

"Foi um Rebucetê da porra!" - Foi uma grande confusão.

"Na casa do carai"- Longe de mim, num local distante, na "casa da porra" (ver item "longe pra porra").

"Porra!" - expressão usada quando acontece algo errado

"Pooooorra!" - expressão de surpresa

"Poooorraa!" - expressão de admiração

"Porra!" - expressão de raiva

"Porraaaaaaaa!" - expressão de muita raiva!

"Poorra!" - expressão de alegria

"Pra Porra!" - expressão acrescentada a uma frase...tem o mesmo efeito de muito, só que um pouco mais exagerado - EX.: "é Longe Pra Porra!" o mesmo que "é muito Longe!"

O Porra tem 500mil maneiras diferentes de ser usado em salvador, os soteropolitanos conseguem falar frases apenas com porras, preposisões e alguns verbos... tipo:

  • alguém se machuca e fica com o joelho machucado até que outro alguém surge e...

PORRAAAAA!!! QUE PORRA É ESSA PORRA? COMÉSSA PORRA AÍ VÉI? PORRA, VÁ CUIDAR DESSA PORRA OU ESSA PORRA VAI DAR UMA PORRA DA PORRA VIU PORRA?

  • OBS - Existem mais de 500000 diferentes usos catalogados para o verbete "porra" em Salvador. Inclusive, denota significados de substantivo, adjetivo, advérbio.

"Vei!" - usado para chamar a atençao da pessoa com quem se está falando.

"Veei" - aviso para alguém ter cuidado com algo.

"Veeei!" - expressa de discordância.

"Veeeei!" - expressão de surpresa.

"Veeeeeei" - expressão de facinio.

  • OBS - Existem mais de 10000000 diferentes usos para o verbete "vei" em Salvador.

"Vou pica-le a misera" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Picá a porra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Rumaládisgraça" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Bó batê o baba" - Chamar os amigos para uma partida de futebol - O "Baba" subentendido é um esporte similar ao futebol,com algumas diferenças: a bola por exemplo pode ser qualquer tipo de material esférico, que vai desde cocos(fruta típica) até Tua mãe.O lugar onde irá acontecer o baba preferêncialmente tem que ser uma área retangular-plana, mas como isso é raro em Salvador(a não ser nos prédios da Pituba) qualquer lugar serve!

"Bó pro reggae" - Chamar os amigos para a balada

Salvador é também conhecida por ser uma cidade cujo dialeto deu um LAR aos mais diversos impropérios do cancioneiro popular local, possivelmente você um dia já foi convidado a visitar "A casa da porra", "a casa do caralho", "a casa da desgraça"!

Lá também existe a "Casa de Noca" que ninguém sabe onde fica, mas sabe-se que lá sempre o "couro come".

"Peguei uma Ponga" - Pegar carona, embarcar na ideia de alguém, pegar ônibus ou trem em movimento

"Hoje eu to na bruxa" - Hoje eu to muito loco

"Num sei que, parará, caixa de fósforo" - Quando se quer dizer etc. Ex.: "Aquele fila da puta do Janescro, disse que fez, aconteceu, num sei que, parará e caixa de fósforo com Edilene."

" Ô injura, vá ali no PaesMendonça" - Por favor filhinho, você pode ir no mercado?

"Fulano é um Zé ruela" - O cara é um babaca

"Deixe de chibiatagem" - Pare com essas atitudes frescas

"Tomo o Bob Nelson" - Ato de ser traído, trocado por outra pessoa com interesses sexuais.

"Tomo o Quitibeke" - Ato de ser traído, trocado por outra pessoa com interesses sexuais.

"Na mão grande" - Algo feito com poucos recursos, na marra

"Feito a culhão" - Algo feito com poucos recursos, na marra

"Recebi Foi a Galinha Pulando" - Problema ou situação inesperado de alto grau

"É com vocêe Bob Marley" - Problema seu e dos outros

"É com você, Bob Marley e As Baleias" - Problema seu e dos outros. Faz referência à banda The Wailers, que possui pronúncia similar a The Whales (As Baleias)

"É com você, Roberto Carlos e as Baleias" - Problema seu e dos outros. Deriva de um erro da expressão anterior.

"A caceta é que vai!!" - Não farei algo ou irei para lugar algum

"Minha PICA!!" - resposta de negação a uma afirmação.

"Minha Tchola!" - resposta de negação a uma afirmação.

"O jegue anda de quatro, mas não é viado não!" - Não farei algo ou irei para lugar algum.

"Rapaz, nem fudeno" - Não farei algo ou irei para lugar algum

"E o jegue é viado?" - E eu sou imbecil? (geralmente usada quando alguém propoem situação de risco (alta periculosidade) a outrem e ele responde negativamente.

"Cê vai cai no pau mermão!!" - Você vai apanhar cara!

"Aí é esparro" - Expressão usada em situações de risco

"Barril.." - Expressão usada em situações de risco

"Bó vazá véi" - Vamos embora

"Tô cumeno suas farofa" - não estou acreditando em sua história.

"Tô cumendo suas pilha!" - Não estou acreditando em sua história.

"Tô cumendo suas pilera!" - Não estou acreditando em sua história.

"Deu um pé de pica da porra!" - Deu uma grande confusão

"Me tire de pobrema, vu!" - Não me envolva nisso!

"Parta a mil, parta vuado!" - Expressão que denuncia situação periculosa e inesperada.

"Vou chamar minha barrera" - Vou chamar meus amigos.

"Vô pegá a pista" - Estou indo embora.

"Vô pegá a BR" - Estou indo embora.

"Toró da disgraça!" - Está chuvendo muito!

"Que porra é essa?" - O que é isso?

"O fumo entrou!" - Algo saiu fora do normal.

"Porra ninhuma" - Expressa dúvida sobre determinado assunto.

"Sai daí Fulera(o)" - Você esta errada amiga!

"Tá mais por fora que bunda de índio!" - Você não esta interado no assunto.

"Do tempo que cuzcuz era bolo de aniversário!" - A muito tempo.

"Do tempo que o cu era quadrado!" - A muito tempo

"Do tempo que minha vó vendia cuzcuz a metro!" - A muito tempo

"Do tempo que minha vó era gostosa!" - A muito tempo

"Do tempo que arco-íris era preto e branco!" - A muito tempo.

"Do tempo que bufa era perfume!" - A muito tempo, mesmo.

"Sei lá de quê" - Complementação de um caso

"Sai de bolo que você não é fermento" - Não se envolva porque você não tem nada a ver com isso.

"Dei o zignau ou zig" - Faltei a um compromisso ou contornei uma situação desagradável.

"Toma essa sopa de garfo" - problema inesperado

"Garrar ar nega" - Pegar umas garotas

"Dei um ninja" - Escapei de um compromisso ou algo desagradável.

"Joguei" - Desferi um soco.

"Si jógui" - Enfrentar alguém.

"Vista sua roupa de sapo e dê seus pulo" - O problema é seu.

"Vista sua roupa marrom de Canguru e dê seus pulos" - O problema é seu.

"Pô véi, tô in água!" - Poxa amigo, estou alcoolizado!

"Rapaz!!!" - Que legal!!!

"Rapaz!!!" - Será?

"Rapaz!!!" - Entenda!!!

"Rapaz!!!" - Não sei não...

"Rapaz!!!" - Pode ser usado como ameaça.

  • OBS - Existem mais de 10000 diferentes usos para o verbete "Rapaiz" em Salvador.

"Vou batê um banho" - Vou tomar banho.

"Esse rango tá de se fudê" - Esta comida está deliciosa.

"Tô tranpanu como quê" - Estou trabalhando muito.

"De oooooooooouji!" - Expressão dita estalando os dedos e balançando a mão, referindo-se a algo acontecido há muito tempo.

"Viu sacana? u-um!" - Expressão usada para afirmar quando algum indivíduo faz alguma ação infeliz, ou sofre algum impecílio (Equivalente ao "Aí ó!Se fudeu").

"Vo mi imbora pa Sum Paulo" - Futuro frequentador do Patativa e do " Shoppis " Interlagos ou Intercoco!!

"E pêpêpê..caixa de frósco" - o mesmo que "etc."

"Pá Plis, Plis pou, hieroflex" - Algo executado com sucesso.

"Se piqui logo misera!!" - Vá embora rapidamente.

"Não tô comenu nada vey!!" - Não estou acreditando em nada disso.

"Fiquei de bobs o dia todo man" - Fiquei sem fazer nada durante o dia.

"Vou ali tentar serrar a parada do bródi" - Vou ali tentar comer um pedaço do lanche do amigo.

"Vou ali tentar dá um chupetz!!" - Vou tentar me aproveitar da situação.

"Tow aqui na larica vey!" - Estou com fome.

"Chupa Caetano que a Betanea é doce" - A situação é mais difícil do que você imagina.

"Vale menos que peito de cigano" - Uma pessoa que não tem valor nenhuma.

"Toda deli-deli" - Uma mulher muito bonita.

"Tá se achando gás com água" - Uma pessoa que está se achando melhor que todos.

"Brau" - Pessoa estravagante ao ponto de se tornar ridículo.

"Tô me sentindo o Cocô do cavalo do bandido" - Estou me sentido inferior.

"Tomou no chico" - Se deu mal.

"Vou simbora banda Mel" - Estou indo embora.

"já foi banda mel" - já era!!

"Vou partir a mil!" - Estou indo embora.

"Vou dar o vazare!" - Estou indo embora.

"Mola pá quem tem!" - Corre, corre.

"Mocorongo!" - Feio.

"Ói ela toda se bulindo ó" - Olha ela andando rebolando, olha.

"spi" - Olhe pra ali

"Kolé" - Oi

"Você é "cheio de não me toque" - Você é fresco

"e pa dece quebranu" - Para agredir fisicamente alguém

"tô piscanu" - Estou com medo

"Vou arriar o barro" - Fazer necessidades fisiológicas

"Vou afogar o negão" - Fazer necessidades fisiológicas

"Vá pa porra mermão" - Se saia

"Se saia" - Vá pa porra mermão

"Hum-Hum" - Sensação de odor desagradável ("Hum-Hum, véi.. isso ta fedendo pa porra!")

"Segura o fôle!!" - Aguenta essa aí

"Xixi-abará" - Golpe de karate abaianado

"independente"-não quer nem saber do que tão te dizendo ou disseram

"Pra mais" - Coisa Boa, Muito Legal

"Mil Grau" - Mulher Bonita

"Páia no mundo" - coisa ruim.

"Vigia na Terra" - abre o olho!.

"Pôdi" - Podre, ruim.

"Colé, meu bródi!" - Olá, amigo.

"Colé, miserê!" - Olá, amigo.

"Colé, meu peixe" - Olá, amigo.

"Colé, men!" - Olá, amigo.

"Diga aê, disgraça!" - Olá, amigo.

"Digái, negão!" - Olá, amigo. (independente da cor do amigo)

"E aí, viado!" - Olá, amigo. (independente da opção sexual do amigo)

"E ae, meu rei!?" - Olá amigo.

"Ô, véi!" - Olá amigo.

"Diga, mô pai!" - Oi para você também, amigo!

"E ai, miserê!" - Olá, amigo!

"ÊA!" - Olá, amigo.

"Pala de caçola"- Não presta!

"Pico dos picos" - Isso sim presta!

"Colé de merma?" - Como vai você?

"É niuma, miserê" - Sem problemas, amigo.

"Relaxe mô fiu" - Sem problemas, amigo.

"Cê tá ligado qui cê é minha corrente, né vei?" - Você sabe que é meu bom amigo, não é?

"Bó pu regui, negão?" - Vamos para a festa, amigo?

"Aí cê me quebra, né bacana" - Aí você me prejudica. Não é, amigo?

"Aooonde!" - De modo nenhum!

"Vô ali ni umaz i ôta martigá um negocíum" - Vou na residência de uma mulher, em visita de caráter libidinoso.

"Vô quexá aquela pirigueti" - Vou paquerar aquela garota.

"Vô cumê água" - Vou beber (álcool).

"Colé de merma ?" - O que é que você quer mesmo? (Caso notável de compactação!)

"Eu tô ligado que cê tá ligado na de colé de merma" - Estou ciente do seu conhecimento a respeito do assunto.

"Aquele bicho tira uma onda da porra". - Aquele sujeito é um fanfarrão.

"Tá me tirando de otário é?" - Está me fazendo de bobo?

"Tá me comediando é?" - Está me fazendo de bobo?

"Se plante!" - Chamada ao combate físico

"Vô meté mão" - Avisando que vai bater

"Se bote ae, vá!" - Chamada ao combate físico

"Eu me saí logo" - Eu evitei a situação.

"Shhh...Ai, mainhaaa" - Até hoje não se sabe a tradução. Sabe-se apenas que nas músicas de pagode, o vocalista está excitado com sua respectiva amante.

"Oxe!" - Todo baiano usa essa expressão para tudo, mas um forasteiro nunca acerta quando usa.

"Lá ele!" - Eu não, sai fora, ou qualquer outra situação da qual a pessoa queira se livrar.

"Lasquei em banda!" - meteu sem dó nem pena.

"Biriba nela mô pai" - Manda ver! (no sentido sexual da coisa)

"Num tô comeno reggae!" - Não estar acreditando ou dando muita importância.

"Num tô comeno reggae de (fulano)!" - Não estar com medo de provocação/ameaça de (fulano)

Tome na sequencia misêre" - Tomar o troco de algo ruim que você fez

"Eu quero prova e R$ 1,00 de Big-Big!" - O mesmo que a expressão acima. O "Big-Big" é um chiclete muito valorizado por pessoas de todas as classes.

"Uisminoufai!" - Bebiba mais conhecida como "Sminorff Ice". Também é uma música do lixo grupo de pagode chamado "Pagod'art".

"Sai do chão!" - Frase típica e predileta das bandas de axé. O intuito da mesma é de que indivíduo se agite e curta o som tocado em questão.

"Rumaláporra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Vou pica-le a misera" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Picá a porra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"Rumaládisgraça" - Agir violentamente contra alguém ou algo.

"ei, ó o auê aí ô" - tida como unica frase universal a utilizar apenas vogais e ter sentido completo, significa 'parem de baderna.'

"Bó batê o baba" - Chamar os amigos para uma partida de futebol - O "Baba" subentendido é um esporte similar ao futebol,com algumas diferenças: a bola por exemplo pode ser qualquer tipo de material esférico, que vai desde cocos(fruta tipica) até Tua mãe.O lugar onde irá acontecer o baba preferêncialmente tem que ser uma área retangular-plana, mas como isso é raro em Itamari qualquer lugar serve!

"Bó pro reggae" - Chamar os amigos para a balada

Gandu é também conhecida por ser uma cidade cujo dialeto deu um LAR aos mais diversos impropérios do cancioneiro popular local, possivelmente você um dia já foi convidado a visitar "A casa da porra", "a casa do caralho", "a casa da desgraça"!

Lá também existe a "Casa de Noca" que ninguém sabe onde fica, mas sabe-se que lá sempre o "couro come".

"Peguei uma Ponga" - Pegar carona, embarcar na ideia de alguém, pegar ônibus ou trem em movimento

"Hoje eu to na bruxa" - Hoje eu to muito loco

"Fulano é um Zé ruela" - O cara é um babaca

"Deixe de chibiatagem" - Pare com essas atitudes frescas

"Tomo o Bob Nelson" - Ato de ser traído, trocado por outra pessoa com interesses sexuais

"Na mão grande" - Algo feito com poucos recursos, na marra

"Feito a culhão" - Algo feito com poucos recursos, na marra

"Recebi Foi a Galinha Pulando" - Problema ou situação inesperado de alto grau

"Rapaz, nem fudeno" - Não farei algo ou irei para lugar algum

"Quem vai é o cuêio" - Espressão para "Quem vai e o coelho"

"Cê vai cai no pau mermão!!" - Você vai apanhar cara!

"Bó vazá véi" - Vamos embora

"Deu um pé de pica da porra!" - Deu uma grande confusão

"Me tire de pobrema, vu!" - Não me envolva nisso!

"Parta a mil, parta vuado!" - Expressão que denuncia situação periculosa e inesperada.

"Vou chamar minha barrera" - Vou chamar meus amigos.

"Vô pegá a pista" - Estou indo embora.

"Vô pegá a BR" - Estou indo embora.

"E aí sacana?!" - Olá amigo.

"Que porra é essa?" - O que é isso?

"Porra ninhuma" - Expressa dúvida sobre determinado assunto.

"Sai daí Fulera(o)" - Você esta errada amiga!

"Sei lá de quê" - Complementação de um caso

"Sai de bolo que você não é fermento" - Não se envolva porque você não tem nada a ver com isso.

Dialeto feirense[editar]

  • E ai pai! O mesmo que "Oi".
  • Tomá ni cu disgraça! Expressão ofensiva.
  • Comé rapá? O mesmo que "Como é rapaz?", expressão de dúvida.
  • É ninhuma! O equivalente a "Tudo bem".
  • Ficar sacado Significa ficar impressionado, ou ainda ficar atento. Usa-se "Se sacar" referindo-se à terceira pessoa do singular, exemplo: "Ele se sacou!" ou ainda "Ele ficou de saque na figura!"
  • Figura Mulher, menina.
  • Carai O mesmo que "Caralho"
  • Váte pua pôrra! Expressão ofensiva
  • Se duer Sentir-se ofendido, exemplo "Fulano ouviu umas verdades e ficou se duendo". é comum ouvir também "Se dueno".
  • Coleh O equivalente a "Qual é?"
  • Resenha Forte O mesmo que fofoca quente entre os Bródi e Piriguete, sobre coisas sem valor interessantes que eles fazem."
  • Estar de boa Estar tranquilo, é comum o uso desta expressão somada ao "Coleh" para perguntar se a pessoa está bem, "Colé de boa?"
  • Colé de mermo? O mesmo que "Qual é que é" ou segundo a aplicabilidade da gramatica local "Qualé que é"
  • Porra de nada! O mesmo que "Porra nenhuma!"
  • Fela da puta O equivalente a "Filho da puta", como abreviação usa-se apenas o "Fela"
  • Lá na casa do estopô! Referência a lugar muito distante
  • Já foi pai!!! O conteúdo foi enviado. Situação irreversível
  • Miô!!! Algo que não deu certo, exemplo "Vai pro megafest ? Não... Miô!"
  • Barriô.... Algo que foi barrado, por exemplo "E a festa na sua casa?? Não... meu pai barriô...
  • Piô Ficou quieto, sem falar! Exemplo: a mãe gritou com o filho que piô
  • Iai Man Segundo o Aurélio o substantivo indefinido Iai Man, é o mesmo que Colew Pai ou também Iai vei! Custamado a usar para cumprimentar os bródi.
  • Ta de boa? Mesma coisa que "tudo bem?" usado também com a expressão "o cabelo voa", que até não se sabe o significado.
  • A porra inchô Mesmo que "deu tudo errado".
  • Ta ligado Mesmo que "ta esperto".
  • "Sai do chão!" - Frase tipicamente usada das bandas de axé. O intuito da mesma é de que indivíduo se projete do chão com pulos em coordenadas, estabelecendo com a música uma relação harmoniosa. Assemelhando-se a ação das pipocas feitas na barraquinha do Jackson da Pipoca.
  • "Rumaláporra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo, jogar pedra ou tamanco (de preferência de madeira e de propriedade da piriguete) na cabeça do alvo.
  • "Porra!" - expressão de surpresa
  • "Poorra!" - expressão de indignação
  • "Pooorraa!" - expressão de admiração
  • "Porra!" - expressão de raiva
  • "Porra!" - expressão de alegria
  • OBS - Existem mais de 5000 diferentes usos para o verbete "porra" em Feira de Santana.
  • "Vey!" - usado para chamar a atençao da pessoa com quem está falando.
  • "Veey" - aviso para alguém ter cuidado com algo.
  • "Veeey!" - expressa de discordância.
  • "Veeeey!" - expressão de surpresa.
  • "Veeeeeey" - expressão de facinio.
  • OBS - Existem mais de 10000000 diferentes usos para o verbete "vey" em Feira de Santana.
  • "Home!"-homem.
  • "Oteba!"-otario.
  • "Wow!" - Wow tem em todo lugar mas decidi botar =]
  • "Picá a porra!" - Agir violentamente contra alguém ou algo.
  • "Rumaládisgraça" - Agir violentamente contra alguém ou algo.
  • "ei, ó o auê aí ô" - tida como única frase universal a utilizar apenas vogais e ter sentido completo, significa 'parem de baderna.'
  • "Bó batê o baba" - Chamar os amigos para uma partida de futebol - O "Baba" subentendido é um esporte similar ao futebol,com algumas diferenças: a bola por exemplo pode ser qualquer tipo de material esférico, que vai desde cocos(fruta típica) até Tua mãe. O lugar onde irá acontecer o baba preferêncialmente tem que ser uma área retangular-plana, mas qualquer lugar serve!
  • "Bó pro reggae" - Chamar os amigos para a balada.
  • Zé do Obrar - Ânus.
  • Xibiu - vagina.
  • Xicote - vagina ou ânus: depende do contexto.
  • xoxota - vagina.
  • punheta - doce normalmente vendido por baianas do acarajé (ou no Bompreço), só não vale pedir pra baiana bater uma.
  • Dar o Zignow - Dar um bolo em alguém, não comparecer á um encontro e largar a(o) otário(a) esperando.
  • Passa rodo - Mesmo que dizer: "aquela(e) ali é uma pega geral, passou o rodo aproveitou e passou pano seco pra não deixar sobrar um(a)"
  • Ver a nega - Encontrar-se com um Affair.
  • Piriguete - Pessoa do sexo femino que está disposta á se relacionar com qualquer homem, vale ressaltar que existe uma diferença entre estas e as prostituas, já que a segunda exige dinheiro para transar.
  • Segure na cabeça de mamãe - gozação quando seu time toma um gol do time adversário.(seria como: Xupaaaaaaaaaaaa seu filho da puta )
  • Receba o que seu pai e sua mãe mandou pra você - quando você recebe um presente indesejado.
  • Ela tá de Boi - A mulher ta menstruada.
  • É niuma - Tudo bem , sem problemas
  • Guentarô o peão - O cara foi preso por alguém, segurança ou polícia.
  • Grave um CD pra mim aqui - Pra mulher fazer sexo oral.
  • Desceu lá madeira "ou ripa" - Alguém bateu muito em outrem.
  • Oxe - Oxente.
  • Oxe, Oxe, Oxe, Oxe, Oxe, Oxe, Oxe - Oxente com ênfase, modo "Panela de Pressão" de um Feirense se expressar.