Baltoy

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pokedex3.png
Baltoy é um Pokémon!

E pode ser um mistura estranha de porco com macaco.

Veja mais destas lindas criaturinhas!


Cratera1.jpg Este artigo é da mãe Terra!

Cuidado com terremotos e vulcões em erupção. Em caso de dúvidas, assista Volcano ou jogue Quake.

Cquote1.png Você quis dizer: Baitola? Cquote2.png
Google sobre Baltoy

Cquote1.png Adoro esse chocolate! Cquote2.png
Guria retardada sobre Baltoym

Cquote1.png Interessante... Cquote2.png
Brock sobre Baltoy

Cquote1.png Porra! Esqueci de capturar o meu quando fui num desertinho lá! Cquote2.png
Você sobre sua tentativa fracassada de completar a pokédex

Baltoy
#343
343Baltoy.png
Não, ele não está dormindo.
Habilidade
{{{habilidade1}}}
Tipos
GroundPsychic
Espécie
Algum objeto Maia inútil
Cadeia evolutiva
BaltoySeta.JPGClaydol
BaltoySprite.gif

Baltoy é mais um pokémon da terceira geração com uma união de tipos um tanto estranha: terra e psíquico. Imagina você lá como um guri retardado brincando na areia e alguma coisa começa a levitar a areia, é de cegar qualquer retardado. É o pokémon número #343 na longíqua/impossivél lista de milhões e trilhões de pokémon que ninguém nunca vai completar.

Características[editar]

Esse pokémon possui características bem estranhas, de botar medo em qualquer velhinha solteirona. Eles costumam viver soterrados debaixo da areia com a cabecinha espinhuda para fora para furar os pés sensíveis e descalços de qualquer maluco nômade que ousar pisar nele. E depois de furar o pé de um pobre desavisado, eles aindam costumam persegui-lo a noite inteira adentro do deserto, só para causar medo e pânico. Realmente é um pokémon desgraçado, e sem nada para fazer da vida, a não ser assustar turistas e ficar furando pés. Ninguém se sabe de onde surgiu a ídeia de fazer um pokémon que tivesse uma aparência tão estranha: uma boneca que mais parece uma beyblade, com braços estranhos e achatados de coloração bege, com faixas rosas sobre o corpo que mais parecem tatuagens de deuses incas, e uns olhos que parecem um caroço de picada de muriçoca, e que para concluir, NUNCA se abrem, ficam fechados para sempre (ORLY?)! E depois de tanta característica escrota, não se pode se esquecer do não menos escroto pésinho que o Baltoy tem enfiado embaixo de si, que serve para girar feito um pião, mesmo que ele saiba levitar com seus poderes psíquicos; um pé/pião/sei lá o que, totalmente inútil.

O Baltoy foi descoberto por exploradores pokemaníacos que gostam de ficar remoendo velharias e ruínas na esperança que ache um pokémon raro e pouco notado que o Ash capture e vire um dos principais do time do pirralho, e assim eles se afundam em dinheiro. Pena que isso nunca dá certo, e os pokémons descobertos por esse meio nem secundários são, ficam para as traças mesmo, e é o caso do Baltoy. O Baltoy era utilizado por antigas civilizações que moravam no vale do Nauninteressa, perto das ruinas do Fodaci, e ao lado do rio Quemliga, e junto com tanta tecnologia (cof cof) e rituais macabros que eram feitos por esses índios canibais e sadomasoquistas, conseguiram criar esses seres asexuados feitos de barro que ficam girando e consegue ler a mente das pessoas, e ainda descobrir o seu sígno apenas olhando as estrelas, coisa que mãmãe Diná não faz. Como esse pokémon sobreviveu até hoje ninguém sabe, mas deve ter sido a mesma técnica que sua mãe usou para conseguir sobreviver tantas eras e décadas intacta (ou não).

No desenho animado, anime, ou sei lá que porra - porque já virou tanta coisa que aquela série nunca acaba, uma guria retardada da escola de pedofília do Brock se apaixona por um Baltoy, e decide capturar, e acaba rolando. Porém Tate e Liza que são dois gurisinhos do ginásio psíquico, que são pré-potentes e se acham melhores do que qualquer treinador psíquico, suborna a garota e o seu Claydol por um sorvete. Porém, a Equipe Rocket tenta roubá-lo, e acaba decolando de novo, em resultado de uma lua que usou "Psychic" neles, e não em direção da própria lua (ignore essa piada rídicula).

Curiosidades[editar]

Calista, mais uma guria retardada do anime pokémon, esfregando seu Baltoy contra seus peitinhos.

Você não vai notar, mas sabia que...

  • Baltoy foi inspirado numa bonequinha de barro feiosa feita por aborigenes do Peru?
  • Certamente nenhum leitor saberá disso porque dorme na aula de História?
  • Esse pokémon é deseconhecido pra caralho e ninguém liga para ele?

Ver Também[editar]

Claydol

Medicham

Kecleon

v d e h
3ª Geração