Barão de Melgaço

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Barão de Melgaço é um curioso município no sul de Mato Grosso conhecido por seu pântano, natureza selvagem e total falta de ligação com a civilização e mundo exterior.

História[editar]

Você chegando em Barão de Melgaço exibindo seu carrão moderno para os padrões locais (note o trailer que provavelmente carrega muambas da Bolívia).

De acordo com as antigas lendas passadas de geração em geração, a primeira habitação naquele cu de mundo foi feita por um tal de Lourenço Tomé em meados do século XIX, que cuidava de uma pequena roça produtora de sanguessugas medicinais.

Durante a Guerra do Paraguai, algumas tropas brasileiras se perderam após o seu barco ter sido atacado por um crocodilo gigante no Rio Paraná, eles acabaram indo parar neste pequeno povoado onde graças aos caipiras locais, conseguiram através de sinais de fumaça em Código Morse se comunicar com o exército.

Aquela terra passou a ser do coronel da companhia, que era conhecido como "Melgaço" devido a seu bizarro costume de beber mel todas as tardes. Dizia que servia como repelente natural contra mosquitos.

Povoado tornou-se município em 1953, porque é tão longe de Cuiabá que nem se deram trabalho de tornar essa porcaria num distrito da capital.

Atualmente é só mais um fétido brejo no oeste do Brasil.

Geografia[editar]

Barão de Melgaço é um pântano puro, apenas 2,5% de todo seu território está em terra firme, o resto é aquele pantanal repleto de sucuris e jacarés para onde vão parar os turistas que vão a Cuiabá querendo ver o pantanal e então descobrem que aquele lindo pantanal cheio de aves que aparece nas revistas de turismo na verdade é um atoleiro inóspito em Barão de Melgaço.

População[editar]

Não se sabe a estima correta da população dessa cidade, porque a última vez que o IBGE tentou chegar lá ficou preso no atoleiro no meio do caminho. Sabe-se que 99% da população é composta por índios preguiçosos que se dizem pescadores de lambari. O resto 1% é filho de um caminhoneiro mineiro que se perdeu e nunca mais achou o caminho de casa denovo.

Transportes[editar]

Barão de Melgaço está localizado em alguma poça ao sul de Cuiabá.

Para chegar nessa cidade há duas formas básicas. A mais eficiente é chegar lá usando uma canoa onde geralmente índios cobram por esse serviço, porque nem as melhores caminhonetes 4x4 dão conta dos atoleiros da MT-361. A segunda forma mais comum de chegar em Barão de Melgaço é mergulhar em qualquer poça de lama do sul de Mato Grosso (ou do norte de Mato Grosso do Sul), dizem as lendas que a saída desses labirintos subaquáticos sempre dão em Barão de Melgaço.