Barbariccia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Twister cópia.jpg Este artigo pertence à atmosfera!

Se você poluir este artigo, vai morrer sufocado pelo efeito estufa, então tome cuidado com vacas voadoras, fuja do Sharknado e não lute contra Temari!

Babaca, a Imperatriz dos Hentais


Barbaricciacosplay.jpg
Nome Completo Barbariccia, só isso
Classe Demônio
Terra Natal Inferno
Parceiros Golbez
Rubicante
Cagnazzo
Scarmiglione
Sandy, Cindy e Mindy
Parentes Sandy, Cindy e Mindy (filhas)
Inimigos Humanidade
Equipamento Preferido Peitos
Habilidades Criar tornados
Chamar as suas filhas Sandy, Cindy e Mindy

Barbariccia, a Imperatriz dos Ventos (バルバリシア no Japão) é a cosplay oficial da Janna do League of Legends, e nas horas vagas uma demônia elementar escrava de Zemus e Golbez em Final Fantasy IV, que controla o vento, os furacões e os ventiladores. Apesar de todo esse currículo, Barbariccia é a mais fraca do bonde dos quatro demônios elementais, e morreu após levar um mísero peteleco de Cecil Harvey e sua trupe. Para não ficar marcada como a vilã mais ridícula de todos os Final Fantasys, no fim de FFIV, Barbariccia aproveitou a utilização da carta Monstro que Renasce por parte de seu mestre e voltou das cinzas, querendo vingança. Morreu outra vez ao levar metade de um peteleco, mas o que vale é a intenção.

Vida e obra[editar]

Pintura dadaística de Barbariccia, feita por um pivete de 8 anos com sérios problemas mentais.

Barbariccia nasceu em alguma daquelas currutelas interioranas dos Estados Unidos, provavelmente perto do rancho de Smallville, já que lá acontece praticamente um tornado por dia. Ninguém sabe exatamente quem são os pais de Barbariccia, nem quem são os seus parentes, já que o japa que a criou não se deu ao trabalho de pensar nestes detalhes. A única confirmação que ele deu é que os pais dela são torcedores fanáticos do Atlético Paranaense, por isso que Barbariccia tem esta afinidade com os furacões que mais se parecem com brisas de verão.

Ainda criança, Barbariccia tinha um sonho, que era mostrar para todos os povos o quão refrescantes são os furacões, pois, na opinião dela, os furacões são apenas uns ventinhos gostosos que ajudam as vacas a irem de um lugar para o outro sem se cansarem. Barbariccia começou mostrando esse ventinho gostoso aqui no Brasil, mais precisamente na Avenida Paulista, onde seus ventinhos gostosos ganharam milhares de admiradores, que queriam mais e mais.

Vendo o sucesso (e o corpo) de Barbariccia, Golbez, que estava precisando de capachos, e estava reunindo todos os demônios elementais para começar a executar os seus planos emíticos de destruir o mundo apenas porque era um rejeitado, convidou-a para integar sua equipe de War. Como Barbariccia estava ociosa, sem ter nada para fazer já que vivia em uma região onde era Primavera, ela aceitou, e teve como única tarefa proteger um dos andares da Torre de Babel, além de servir de "lanchinho" para os outros três demônios, que também não tinham merda nenhuma para fazer da vida e já estavam ficando enjoados de toda essa ociosidade.

Agora com companheiros que compreendem o seu desejo de esfolar, matar e se apaixonar por cadáveres de humanos, Barbariccia, quando não estava em horário de serviço, ia para as cidades mais próximas para matar alguns humanos e beber o sangue dos mesmos em nome de seu verdadeiro mestre, Satanás. O único problema é que, como Cagnazzo estava brincando de ser rei em um reino distante, e Rubicante estava brincando de pique-esconde com um ninja príncipe de um outro reino mais distante ainda, ela era obrigada a dar os rolês com Scarmiglione, o bicho mais feio e fracote entre os demônios elementais que nutre uma paixão nada secreta por Barbariccia.

Após alguns meses distraindo com matanças pontuais, Barbariccia finalmente foi obrigada a entrar em ação de verdade, pois Cecil e seus amiguinhos invadiram a Torre de Babel para resgatar Rosa, que tinha sido capturada pela 30° vez apenas naquele mês, Barbariccia percebeu que aquela era uma raríssima chance de fazer alguma coisa de útil em sua miserável vida, já que apenas proteger a Torre de Babel é um trabalho muito monótono, pois ninguém nunca vai naquele fim de mundo. Então, preparando os seus ventinhos mais gostosos, e ligando todos os ventiladores da torre, Barbariccia foi para o pau, e estava pronta para colocar a cabeça de Cecil Harvey e de seus miguxos em uma bandeja, e servir para seu mestre Golbez.

Porém, para mostrar estilo e tentar virar referência em batalhas de RPG, quando Cecil e os outros chegaram no seu andar, apesar de estar morrendo de vontade de surrar aqueles imbecis até eles pedirem água, Barbariccia chamou suas filhas para acabarem com os invasores, pois assim, além delas ganharem experiência de luta, Barbariccia poderia ficar apenas assistindo a batalha comendo salgadinhos, como se isso fosse uma rinha de galo. Porém, como as Magus Sisters não tinham experiência alguma em combate, e mal sabiam como usar o poder dos ventos (ou seja, tacar ventiladores nos inimigos), elas acabaram sendo humilhadas, derrotadas e obrigadas a trabalharem como escravas nas obras da Gafisa. Agora, o pepino ficou nas mãos de Barbariccia mesmo, e ela teria que matar todos os seis invasores da Torre de Babel.

Dessa forma começou a batalha. Apesar de conhecer várias técnicas, ela usou sempre a mesma macumba chamada Typhoon, que tira energia pra cacete das vítimas. Barbariccia poderia ter vencido a batalha, mas como ela é do elemento vento, e as técnicas dela acabam apenas aumentando o fogo dos ninjutsus de Edge, nossa querida demônia elemental acabou levando um socão mortal incendiário na cara, e morreu sem conseguir matar sequer um invasor. Game Over para a protagonista deste artigo, que estava sem condições de continuar lutando.

Anoréxica, loira de olhos azuis, extrovertida e mulher que usa o corpo para conseguir o que almeja. Barbariccia tinha tudo para ser apenas mais uma cantora de pop, mas sabe-se lá por quê motivo, resolveu ser uma demônia elemental.

Nos últimos minutos de vida, apesar de já estar com um pé e meio na cova, Barbariccia estava pronta para fazer a primeira coisa útil em sua vida, e preparou-se para gritar "Allahu Akbar" enquanto explodia a si mesma, o que mataria geral que estava na torre, incluindo as suas filhas que estavam inconscientes e o seu patrão Golbez. Porém, no momento exato da explosão, Rosa resolveu trolá-la, usou seu teletransporte, e teletranportou todo mundo para o Domínio de Melchizedek, deixando assim Barbariccia se explodindo na torre vazia e morrendo sozinha.

Ressurreição[editar]

200 anos após a sua morte, quando Zemus se sentiu encurralado pelos protagonistas após levar um kamehameha dos magos do grupo, ele usou as Esferas do Dragão e reviveu Barbariccia junto de todos os outros demônios elementais, na esperança de que aqueles inúteis finalmente conseguissem matar alguém. Dessa vez, Barbariccia estava certa de que conseguiria dar cabo dos invasores, porém, como ainda era uma fracote, nem teve a chance de usar seu Typhoon, e acabou morrendo de maneira cruel e sangrenta, e desta vez morreu pra sempre, amém.

Filhas[editar]

Apesar de ser lenta e fraca em batalhas, Barbariccia trabalha rápido em seus momentos de folga, e, com apenas 920 aninhos, já pariu três filhas de pai desconhecido -- Até o momento, temos cerca de 300 suspeitos, número que aumenta se considerarmos que ela participou de várias orgias de solstício de verão. Sem muita criatividade para dar nomes aos bois, Barbariccia comprou aquelas revistinhas de nomes de bebês, que são vendidas em bancas de jornal e, após uma pesquisa minunciosa de 3 minutos, ela nomeou as suas filhas como Sandy, Cindy e Mindy. Mais tarde, elas formariam um grupo de pop, conhecido como Magus Sisters.