Barreirinha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Barreirinha é um pedaço de terra no meio da floresta, situada no Amazonas, que servia como local das orgias e surubas dos seringueiros da região.

História[editar]

Residência do prefeito e fundador de Barreirinha.

Estava o seringueiro Ribamar atrás de um local para tirar leite do pau tranquilamente, pois nunca o conseguia com outras pessoas olhando, quando se deparou com um clarão aberto no meio do mato. Era o local perfeito. Depois de certo tempo a tirar leite do pau por lá, Ribamar resolveu que levaria consigo algumas moças sem família, para que quando estivesse cansado de sua primeira tarefa, as moças se encarregassem de fazer o restante do serviço. A vida de Ribamar estava praticamente perfeita, até que seus colegas descobriram o esconderijo secreto e também resolveram fazer a mesma coisa que Ribamar.

Depois de um certo tempo, o local já tinha casas, escolas e uma mini-faculdade. Com as moças a cuidar dos afazeres domésticos e os homens a procurar alimento, a cidade foi crescendo sem ser percebida, e quando foram dar por si, eles haviam fundado uma cidade no meio do nada! O que era para ser apenas uma farra, uma putaria sem fim, acabou se tornando uma cidade, e como tal, precisava de regras.

As regras foram feitas pouco tempo depois, até que o local finalmente foi reconhecido por Amazonino Mendes como município do estado e como todos, deveria pagar propina impostos ao governador Estado.

Geografia[editar]

Quando não estão tirando leite da seringa, os habitantes de Barreirinha estão pegando na cobra.

Muito mato. Tirando as ladeiras e algumas poucas erosões, a cidade resume-se a muito mato.

População[editar]

Como os primeiros donos do local eram filhos de puta, todos os outros descendentes destes ficaram conhecidos por essa alcunha até os dias atuais. São todos uns filhos da puta.

O morador mais ilustre, e que descreve a história de seu município em um dos seus livros, é o famoso e desconhecido punheteiro poeteiro Thiago de Mello. Um grande homem e motivo de orgulho local.

Lazer[editar]

  • Festa da Puta
  • Orgia na Seringueira
  • Festival Folclórico da Padroeira da Cidade
  • Festival Folclórico da Xota
  • Festival Folclórico do Cacete