Bomba de hidrogênio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE QUÍMICA

Lembre-se que cobalto, níquel e platina formam complexos em meio aquoso.

Testosterona.png
Mantenha distância... ALLAHU AKBAR!!!!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Exploding-head.gif

Cquote1.png Você quis dizer: Grande Pum? Cquote2.png
Google sobre Bomba de hidrogênio
Cquote1.png Experimente também: Bomba de Plutônio Cquote2.png
Sugestão do Google para Bomba de hidrogênio
Cquote1.png O que é.... BOOOOOOOOOOOMMM Cquote2.png
Você ao ver a bomba de hidrogênio
Cquote1.png Olha lá, é um pássaro, é um avião, não, é uma bomba de hidrogênio! Cquote2.png
Pessoas ao avistarem um projétil ogival e com paraquedas milissegundos antes de serem vaporizadas

A tal bomba e seu cogumelo de fumaça radioativa

A bomba de hidrogênio (também chamada de bomba de H, a fusão termonuclear bombástica ou uma bomba não confundir com bunda) é, após a Guerra do Vietnã, a maior farsa da história do século XX. Apesar da enormidade do sujeito, este cogumelo foi um sucesso mundial incomparável. O astucioso por trás desta farsa nem sempre volta para revelar tal coisa. Você pensa que é a coisa, mas é outra. Por isso, nós da desciclopédia vamos te revelar as histórias acerca.


Revelações sobre a bomba[editar]

As histórias que a imaginação popular associa com a famosa bomba de hidrogênio são os seguintes:

A Grande bomba de Hidrogênio, se explodir, a energia será maior do que a explosão de 50 milhões de toneladas de TNC (unidade: tico no cu)?[editar]

Maior ainda. A lenda, a maior bomba de H que explodiu nunca foi, pense você mesmo, caro leitor, de fabricação russa. Mas é inútil comentar. Ironicamente, comentar sobre o atraso tecnológico russo também é de mau gosto mas é legal!!

Uma explosão da bomba de hidrogênio levaria à formação de um cogumelo nuclear "no céu”?[editar]

Sim. Veja a foto abaixo e comprove.

A foto do cogumelo nuclear

Veja mais de perto:

De mais perto agora, para você que é cego

Os chamados ataques nucleares poderiam levar a problemas de saúde?[editar]

No gênero de quadrinhos e jornalismo, vídeos que falam dos efeitos de "bombas atômicas" são fictícios. Aqui, por exemplo, um esquema em que Dustin Hoffman está disfarçada como uma mulher (pelo menos ouvir 0:36, vale a pena):

O VÍDEO: [1]

Sim, ok, é uma piadinha sobre a grande população "transformada em gás". No entanto, é tipicamente vídeo estilo papel maché, látex e molho de tomate que foram encontrados em todo o século XX, quando a brincadeira estava andando novamente.

A explosão de um grande número de bombas durante a guerra levaria a um apocalipse de "inverno nuclear"[editar]

Sim, olhe a foto ao lado:

Esse seria uma consequencia de uma explosão de um Champignon uma bomba de Hidrogênio

Histórias acerca[editar]

Nagazaki: Um bluff enorme[editar]

O trote anterior, "A Grandiosa Bomba Nuclear", já ultrapassou todos os sentidos de inveredictabilidade e não plausível possíveis: Na noite de 6 de Junho de 1945, o comediante Orsons Welles foi capaz de fazer todos os ouvintes da rádio FM acreditarem que a cidade de Nagazaki no Japão tinha sido completamente destruída com uma bombinha atômica. Essa piada e ilusão de ótica caiu como uma luva, já que os americanos se achavam (e se acham ainda) os gostosões e queriam se passar por vitoriosos contra a tríplice entente. Ironicamente, o líderes japoneses foram vítimas de si mesmos com essa pegadinha e causou na destruição da cidade. Cquote1.png MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
Orson Welles ao fazer a pegadinha

Um cientista muito doido[editar]

Em 1952, físico Hubert Laporte disse no programa "A Gazeta Esportiva" que teria conseguido desenvolver na sua garagem, uma bomba nuclear de uma força muito superior a de Nagasaki, a bomba de hidrogênio. Veja na foto abaixo o plano técnico e tire suas conclusões com a legenda.:

Ingredientes para fazer a bomba caseira: O protótipo fusão bomba Hubert Laporte.
(A) piso da cisão;
(b) piso da fusão;
(c) Deuteronômio lítio 6 (combustível de fusão);
(d) plutonio (barra de ignição);
(e) alça para fácil transporte


Se você acredita que um sistema também seria rude de colocar o chip no ouvido do público, pense novamente. Lembre-se que os nossos antepassados do século passado não tem a mesma visão que temos hoje em dia. O uso de termos técnicos (na realidade, meramente fictício) serão garantidos para o seu autor, a fé do povo.

Deixe ir, deixe passar[editar]

Último capítulo desta farsa com torções, a mordaça concepção por uma equipe de funcionários americanos há 70 anos, e a posição com um maldoso wink a sétima arte "Star Wars". O objetivo era o de engolir a opinião pública mundial que os Estados Unidos teriam um escudo nuclear para se proteger das bombas nucleares de hidrogênio.

O plano estratégico da defesa é bem resumida em um regime dirigido por Ronald Reagan e publicado no jornal The New York Times em 1985:

  • A legenda do New York Times disse: "You want to break my sister's ass with your cock ! Come and get some. With my new nuclear shield, i love to defend my country"
    • Tradução (com os oferecimentos da DescicloADS): "Você quer quebrar o toba da minha irmã com o seu pinto! Venha aqui e veja se consegue! Com o meu novo míssil nuclear, eu amo defender o meu país "

Perigos imaginários com o fim do mundo[editar]

Embora o tema tratado aqui parece luz, que permite concentrar a atenção sobre um tema de extrema importância, já designou as consequências para a saúde deste tipo de brincadeira. Com efeito, embora o mito da bomba de hidrogênio é agora desencriptados, ainda há muitas pessoas a pensar que as bombas nucleares de hidrogênio existem e representam um perigo para a espécie humana, mesmo em todo o planeta. E lá está o caos. Tudo isto cria psicose, impedindo as pessoas de tirar pleno partido do descuido da juventude e pode levar alguns elementos particularmente afetando o desenvolvimento de doenças psicossomáticas.

Outra pequena simulação.

A melhor forma de cuidado para com as vítimas deste tipo de psicose é a de-dramatização. A maioria são tão severamente afetadas por sua convicção de que é mesmo possível destruir neles o mito da existência da bomba de H. A técnica de de-dramatização tem sido utilizado com sucesso por células da organização psicológica "Médico com um Coração", na Ucrânia, Quirguistão e, naturalmente, Japão.

Dependendo do tipo de doenças psicossomáticas desenvolvidas pelo paciente, ele deve usar variantes específicas do de-dramatização:

  • A queimadura psicossomática.

Uma grande psicossomática, sendo queimados no processo pasmatório. Mesmo neste caso trágico, é perfeitamente possível jogar para baixo. Aqui estão alguns exemplos de fórmulas que devem ser ditas a certas pessoas, de forma a consolá-las e tratá-las:

Se o sujeito é um homem:
- E você sabe, mas em seu lugar, eu ficaria muito orgulhoso! Pode imaginar? Você sobreviveu à bomba de hidrogênio! O que pode muito bem fazer com medo agora?

Se esta é uma mulher:
- Oh, minha querida, se você soubesse o quanto eu gasto por ano para melhorar o meu bronzeado! Você, você não tem essa preocupação.!

  • O sociopatas paranóicos.

Alguns tópicos podem se tornar gravemente afetados, como os chamados "antinucleares". Eles são geralmente jovens que quando eram crianças foram atingidas, e cujo excesso de atividade paranóica com tendências a emices foram catalisada pelo mito da bomba de hidrogênio de atrapalhar totalmente o final da puberdade. Os principais sintomas são delírios tipo teoria, uma clara tendência para a investigação e sociopata compulsivo doentes de mesmo males para organizar reuniões de quase-suicídio coletivo. Temos imaginado, os de-dramatização, se é eficaz, tem de passar primeiro por um período de confinamento e isolamento clínica, a ECT pode às vezes ser gerado de forma positiva. A fase de desindustrialização, dramatização propriamente dita exige uma certa firmeza. Leve o tópico em uma madeira com cogumelos comestíveis alucinógenos o suficientes (se não for a época, desfrutar do tempo para prolongar os efeitos terapêuticos: isolamento). Encontre um bom arvoredo e, em seguida, proceda do seguinte modo:

1. O paciente parte para o chão com uma vassoura e, em seguida, colocaque o seu joelho entre seu ombro. Com sua mão direita, puxar o cabelo para trás para endireitar seu rosto e para direcionar o seu olhar para os cogumelos. 2. Dê o comando: "Olhe para estes pequenos cogumelos. Estes são os seus amigos. Vá a minha pequena, você vai comer uma dúzia e você verá que não é assim tão mau. " 3. Para colaborar, ou não, você pode até dar um golpe na pessoa. Use o triângulo aberto invertido e em seguida, repetir a instrução 2. 4. Quando o sujeito começa a comer, deixe-o em paz. Logo que ele pretende dar uma pausa, administrar-lhe alguns golpes como forma de terapia. 5. Para colaborar, ou não, vocÊ pode dar outro golpe e em seguida, repetir a instrução. 6. Você pode definir o seu próprio número de cogumelos a consumir, de acordo com o progresso do paciente. É importante que se falar em um tom de gentil, sorriso caloroso. Sempre que terminar a sessão, coloque pequenas fitas amigável nas costas e diga isto: "Está vendo? Não é isso que vai te matar! "

Depois de dezenas de reuniões deste tipo, o assunto voltaria a ter os cogumelos, qualquer espécie, como seus amigos o mais caro.

Ver também[editar]