Bot do Twitter

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bot do Twitter invadindo o twitter de mais uma vítima, dessa vez, a Globo.

Cquote1.svg Na União Soviética, os bots ativam VOCÊ!! E mais um milhão de contas fantasmas Cquote2.svg
Reversal Russa (@reversal1843430), criado em Maio de 2020 sobre os bots do Twitter

Um bot é uma conta obviamente falsa que serve para inflar os números de interações a uma mensagem específica de um perfil, por via de retweets. Geralmente tomam a identidade de um idoso ou uma mulher de meia idade.

Origens[editar]

Os bots nunca têm um local de origem esclarecido, mas muitos deles são criados no Gabinete do ódio, onde são fabricados robôs bolsominions, ou em alguma outra fazenda de bots. Estes seres são nomeados através de um método único que consiste em escolher um nome próprio humano e um sobrenome composto de um número inteiro aleatório para que, juntos, ambos os nomes tenham exatamente 15 caracteres. Exemplos de nomes de bots incluem Paula3495602354, Marcelo28363825 e Miguel636325648. Nomes compostos são usados apenas no nome do perfil, pelo qual uma Maria Cristina seria apenas Maria7326432063.

Características[editar]

Os bots do Twitter são facílimos de ser reconhecidos:

  • Não usam foto de perfil nem foto de capa. Quando a usam, pegam de um banco de imagens qualquer, ou roubam de uma pessoa existente. Muitas vezes, é um homem de boné e óculos escuros dirigindo.
  • São criados e imediatamente passam a espalhar suas mensagens e seguir determinadas contas.
  • Têm vida extremamente curta, já que são denunciados logo que são avistados pelos perfis normais.
  • Quase nunca usam descrições no perfil. Quando as usam, geralmente ela contém uma frase clichê, muitas vezes terminada com ponto de exclamação, ou apenas uma ou várias #hashtags.
  • Não têm seguidores, já que ninguém os aguenta.

Finalidades[editar]

Bots podem ser usados de diversas maneiras: manipulação de enquetes, alavancar um perfil específico ou aumentar as chances de alguém em um sorteio, porém o uso mais frequente é para defender políticos de estimação.

Família[editar]

  • O primo do porteiro do prédio onde moram, que morreu quando estava trocando o pneu do caminhão e o pneu estourou em cima dele, mas o IML colocou morte por COVID-19 no laudo médico. Por causa disso, o Ministério da Infraestrutura obrigou que todos os caminhões do Brasil sejam equipados com pneus de empilhadeira, que, por serem feitos de borracha solida, jamais são furados.
  • A filha bancária, que pegou COVID no trabalho e passou para o genro. Tomaram azitromicina, cloroquina e zinco, e quatro dias depois estavam curados.
  • O primo Antônio Carlos, de 67 anos, que foi internado com coronavírus no Hospital Unimed da Barra, sendo curado após dezesseis dias de tratamento com cloroquina.