Camagüey

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
GuevaraCastro.jpg -Condenadme, no importa, la Desciclopédia me absolverá.

Este artigo es cubano e puede fumar charuto sem ser capitalista. Si usted sabes el aumentativo de Cuba, no respondas adelante, carajo!

Clique aqui para más cosas cubanas.


Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Cama Gay Cquote2.png
Google sobre Camagüey

Camaguey é uma provável cidade no centro de Cuba, mas ainda não é cientificamente provada a existência dessa cidade.

História[editar]

Panorama dos Becos de Camaguey.

A cidade foi fundada com o nome de Santa María del Puerto del Príncipe e inicialmente era formada exclusivamente por uma Liga de bares e botecos que protegiam os tesouros que piratas enterravam escondidos nas matas locais (ie, plantações de tabaco) de Cuba.

Durante muito tempo foi uma cidade secreta, somente os bandidos mais cabulosos sabiam onde ficava essa porra. Certa vez o Rambo descobriu Camaguey, ali matou alguns cubanos (aos quais ele chamava de vilões) e partiu.

A cidade possui apenas 1 entrada e 1 saída, suas ruas e casas são estreitas e labirínticas, perfeitas para assaltantes e assassinos, a corja predominante na cidade. Santa María del Puerto del Príncipe foi descoberta por Che Guevara e os revolucionários, que resolveram contratar as centenas de bandidos de Camaguey para auxiliar no golpe militar e promoção de caos político-urbano-social conhecido como Revolução Cubana.

Depois que Cuba se globalizou para dentro em seu regime socialista, o governo liberou o casamento gay em Cuba apenas em Camaguey (daí o nome da cidade). Tudo não passou de uma tática política de Fidel Castro, primeiramente ele parecia ser um bom senhor tolerante ao liberar os gays no seu país, mas por outro lado todos os casais gays morriam antes de chegar em Camaguey, pois a natureza isolada, secreta e selvagem da cidade impedia isso. Os poucos casais gays que chegavam vivos em Camaguey, eram assassinados pela população local.

A UNESCO durante muito tempo tentou incluir Camaguey na lista de patrimônios mundiais, mas só depois de 20 anos procurando a cidade de Camaguey na mata cubana, que em 2008 a cidade foi considerada patrimônio mundial.