Camille Saint-Saëns

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Camille Saint-Saëns foi um compositor de música erudita francês que nasceu, pois tem alguns que são franceses mas não nasceram na França. Além disso ele também foi um organista, maestro e pianista romântico, além de homem, por mais que ele tivesse esse nome... Ele está na lista dos compositores nem tão famosos, mas que compôs composições famosas, algumas ficaram até realmente muito famosas graças à Disney. Porém basta dar uma pequena ouvida em algumas composições e listas de obras para que logo ele apareça.

Algumas de suas composições mais famosas são Dança Macabra, que não tem porra nenhuma de macabro, sem contar que nem dá para dançar isso aí, e O Carnaval dos Animais, onde contém suas "verdadeiras" obras mais famosas. Além disso, ele era considerado um prodígio, e aos dez anos já tinha composto suas primeiras obras, e com isso não iremos fazer piadas comparando o nível de talento e carreira de sucesso de Camille com o seu.

Biografia[editar]

Camille Saint-Saëns nasceu no melhor lugar possível da França, que é Paris, ao menos naquela quando ainda não existia essa imensa quantidade de imigrantes do Oriente Médio para mendigar com a cidade. Além disso era filho único de Philip-Charles-Jacques-Philip-Joseph-Victor-Philip-Saint-Saëns-Philip, mais conhecido como "pai de Saint-Saëns", já que o mesmo não tinha nem sequer um pingo de importância, e por isso todos o chamavam por ser pai de Camille, que por sua vez tinha muito mais importância.

Saint-Saëns no meio do carnaval dos animais.

Infelizmente, ou não, o seu pai morreu de tuberculose um mês depois de Camille ser batizado, o que significa que ele teve que morar com sua mãe até ficar adulto, mas na verdade ele também ficou com a tia, que também era viúva, mas não era negra. Depois de um tempo, Saint-Saëns começou a ter aulas de piano, com algum compositor totalmente desconhecido, como a maioria dos compositores de sua época, mas antes disso sua tinha dado umas aulas ácidas básicas de piano, não que isso seja importante.

Durante três anos, Camille escutou 100 composições, tocou 100 JS Bach, ficou 100 horas olhando para um piano, e compôs 10 músicas por dia. Com isso ele se tornou capaz de começar sua jornada de compositor, depois da aprovação de seu professor, além de ter passado anos estudando no conservatório de Paris, ou seja, não foi tão fácil assim. Seu início de carreira começa numa igreja, tocando órgão, por mais que ele fosse agnóstico.

Saint-Saëns começou sua carreira de compositor compondo nada mais e nada menos do que uma sinfonia em Lá Maior, e sabe o que isso significa? Não significa porra nenhuma, pois ninguém conhece essa bagaceira de composição, mas até que ela é boa, então realmente o cara começou bem sua carreira de compositor. Além dessa também houveram outras composições, mas elas são tão desconhecidas que nem tem no YouTube, talvez porque ninguém se importe com música erudita atualmente.

Vendo que o compositor era realmente bom no que ele faz, vários outros compositores famosos, tais como Rossini e Franz Liszt, apoiaram o garoto a continuar com suas composições. E o mesmo também deu apoio a outros compositores, como Richard Wagner, mas desta vez ele não recebeu feedback do compadre. Mas mesmo assim ele não se importou com isso e começou até mesmo a recrutar jovens sonhadores para serem seus alunos, entre eles estão Maurice Ravel e Grabriel Fauré, sendo Ravel um one hit wonder, e Fauré um cara que todos conhecem, mas ninguém sabe o que ele fez de útil.

Depois de todo esse tempo ele finalmente começa a compor suas maiores obras, que são a Danse macabre, e O Carnaval dos Animais, sendo que o último citado mal foi concluído por ele, já que o mesmo largou depois de anos a partitura, talvez por preguiça, ou por não gostar de suas obras, mas realmente devia ser preguiça, visto a quantidade de movimentos que a bagaça tem... Durante toda sua vida Saint-Saëns fez várias parcerias, como por exemplo uma com Paul Dukas, e acho que foi só essa mesmo...

No seus últimos anos de vida, Saint-Saëns ficou zanzando pelo Mundo afora, além de ter feito parcerias com alguns compositores desconhecidos, ou não, ficar dando pitacos e opiniões para outras composições de outros compositores. Resumindo, o velho não fez nada de útil. E para piorar o cara decidiu morrer na Argélia, país totalmente abarrotado de homens bombas, talvez não na época, mas lá nunca foi legal. O vovô morreu aos 81 anos, vítima de um ataque cardíaco, mas não terrorista

Composições[editar]

Camille Saint-Saëns observando alguma coisa, que não sabemos o que é porque não dá para ver...

Camille Saint-Saëns compôs um bolo de composições, muitas delas eram cantadas, mas não óperas, existe uma diferença gritante entre elas. E todas essas cantadas, literalmente, eram sobre algum livro de algum escritor, até porque para um livro existir alguém tem que ir lá e escreve-lo, ou não. Contudo, por mais que ele tenha composto todas essas músicas, nenhuma delas supera a grande fama da Danse Macabre, e O Carnaval dos Animais. A seguir uma analise mais aprofundada das composições:

  • O Carnaval dos Animais: Sua obra mais famosa, contendo inúmeros movimentos, mas tudo isso é realmente inútil, visto que apenas dois dos movimentos realmente ganharam o status de notoriedade. Reza a lenda que Saint-Saëns estava em um zoológico quando quando ganhou inspiração para compor usa obra, isso depois de ter visto uma criança portadora de poliomielite em estado avançado, além de sofrer de hipertricose e hidrocefalia. Logo depois a criança morreu, e em sua honra Saint-Saëns disse que iria compôr algo por ela, mas depois de um tempo ele arregou, com todos sabem.
  • Aquarium: Um dos 14 movimentos da obra citada acima, sim, catorze movimentos. A música dura apenas uns dois minutos, até porque se durassem muitos minutos cada movimento O Carnaval dos Animais iria só acabar depois de um ano, ou com a chegada de Jesus Cristo, então ela é infinita. E por ser realmente rápida ela não tem uma grande variedade de melodias, e traz consigo uma atmosfera de mistério. Trilha sonora perfeita para filmes de investigação criminal. Ela só peca em ser muito repetitiva.
  • Finale (Carnaval dos Animais, de novo): Outro movimento famoso, desta vez o mais famoso de todos, muito possivelmente. Ele é totalmente oposta do outro movimento citado acima, sendo bem alegre e saltitante. Graças à Disney, essa bodega triplicou sua fama, já que foi usada na animação Fantasia 2000. Não é lá aquele finalzão que todos esperam, com melodias épicas, tambores rugindo, mas ao menos é uma boa obra, nada que seja descartável.
  • Danse Macabre: Desta vez não é um movimento do O Carnaval dos Animais, então podemos descartar a opção que Saint-Saëns seja um one hit wonder. De macabro essa pinoia não tem nada, mas o que não tem de macabro tem de diferente e bugado. Não é uma melodia tradicional, e não vale apena escutar caso você sofra de labirintite ou de vertigem, pois quem a escuta dá a sensação de que está rodando, bem, ao menos ao autor desse artigo. Para a honra e glória dos apressados, essa obra dura apenas sete minutos, e dá muito bem para ouvi-la por inteiro, e sim, apenas sete minutos, pois a maioria das obras duram uns trinta minutos...

Ver Também[editar]

v d e h
Bach shades.jpg ♫♫♫ Compositores da Música Erudita ♫♫♫

AlbinoniBachBalakirevBarberBartókBeethovenBelliniBerliozBeyerBizetBoccheriniBorodinBrahmsBrucknerCarlos GomesChopinClara SchumannCorelliCuiDebussyDelibesDonizettiDenzaDukasDvorakElgarFauréFučíkGambolputtyGluckGounodGriegHandelHaydnHolstJoplinKhachaturianLeoncavalloLisztMahlerMascagniMassenetMendelssohnMonteverdiMontiMozartMussorgskyOffenbachOrffPachelbelPaganiniPalestrinaPeppinoPonchielliProkofievPucciniPurcellRachmaninoffRavelRichard StraussRimsky-KorsakovJuventino RosasRossiniRubinsteinSaint-SaënsSalieriSatieScarlatti PaiScarlatti FilhoSchoenbergShostakovichSchubertSchumannSibeliusSmetanaSousaStrauss FilhoStrauss PaiStravinskySuppéTartiniTchaikovskyTelemannVerdiVilla-LobosVivaldiWagnerWaldteufelWeberZappa