Camisa Verde e Branco

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Jamelão Mangueira.jpg

"QUEM VAI-VAI VER A MANGUEIRA ENTRAR?"
"Quem não gosta de samba, bom sujeito não é: ou é emo, ou funkeiro, ou paulista, ou mané!"

Este artigo é sobre Carnaval. Pode também ser sobre uma escola-torcida, mas se você não é do samba, não vandalize. Seja engraçado e não apenas idiota, ou Sólon Tadeu vai atrás de você!
Mafiapre.jpg PORCA MISÉRIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Camisa Verde e Branco.

Cquote1.png Você quis dizer: Palmerda Cquote2.png
Google sobre Camisa Verde e Branco

Cquote1.png Veeerde! Verde que te quero veeerde! ♪ Cquote2.png
Bob Marley sobre Camisa Verde e Branco

Cquote1.png Todo ano eu vejo o desfile deles no São Paulo Fashion Week Cquote2.png
Carla Perez sobre Camisa Verde e Branco

Cquote1.png Tanto de linho como de algodão, no Carnaval fica uma gracinha! Cquote2.png
Hebe Camargo sobre a Camisa Verde e Branco

Cquote1.png Bando de PorCu, mas são nossos co-irmãos! Cquote2.png
Tobias da Vai-Vai sobre a Camisa Verde e Branco

A Agremiação Recreativa Esportiva Social Cultural Beneficente Pré-Escola Escola e Faculdade de Samba Mocidade Camisa Verde e Branco é a mais antiga escola de samba do Brasil e uma das mais antigas e tradicionais de São Paulo. Como a maioria das agremiações paulistanas, possui um nome quilométrico, e recentemente mudou mais uma vez sua denominação, fazendo-a ficar maior ainda, apenas para se diferenciar das escolas cariocas.

Seus integrantes a chamam carinhosamente apenas de "O Camisa", o que caracteriza um grave erro de concordância de gênero (e depois ainda dizem que carioca que é burro).

Sua sede localiza-se no bairro da Barra Pesada, para conquistar a preferência dos torcedores do Palmeiras. Sua bateria é chamada de "A Furiosa", por causa dos combates históricos com a torcida corinthiana Vai-Vai.

História[editar]

O Camisa Verde surgiu quando imigrantes italianos miseráveis chegaram a São Paulo em busca de melhores condições de vida. Nas horas vagas estes destinavam-se a danças folclóricas de seu país como a tarantella, por exemplo. Porém, na verdade a tarantella era uma desculpa para encontros políticos onde os trabalhadores conspiravam contra o governo enquanto comiam macarrão e falavam com as mãos. Dessas reuniões folclóricas, surgiram os dois maiores grupos políticos de São Paulo, o Cordão da Barra Pesada, fundado por Inocêncio Tobiacchi, filho de um negro e uma italiana, e o Vae-Vae.

Escola de samba com responsabilidade social. Na Camisinha Verde e Branco, todos praticam sexo responsável, o que não impede a escola de continuar se fudendo no Carnaval de vez em quando.

O Vae-Vae tinha tendências anarquistas, enquanto o Camisa era integralista, inspirado nos Camisas Negras da Itália de Mussolini. Durante a semana, ambos protagonizaram históricas batalhas pelas ruas de São Paulo, e nos finais de semana se dedicavam ao futebol, porque também ninguém é de ferro. Inclusive o futebol foi utilizado como pano-de-fundo para atividades políticas como a invasão corinthiana que segundo alguns historiadores teria sido na verdade uma ação armada contra o governo de Getúlio Vargas.

Presidente da Camisa Verde e Branco

Durante o período do Carnaval o Cordão da Barra Pesada também desfilava pelas ruas de São Paulo ao som da tarantella, mas estes desfiles também sempre estiveram em segundo plano, já que Carnaval e São Paulo nunca combinaram muito. Com a política ultranacionalista do ditador gaúcho, os grupos folclóricos tradicionais de imigrantes passaram a ser perseguidos, por isso o Camisa teve que tornar-se uma torcida organizada de um time de várzea chamado Palestra Itália para sobreviver.

Todos sabem que Carnaval em São Paulo nunca foi algo muito popular, porém quando nos anos 70 a cidade teve um prefeito carioca (e não foi o Celso Pitta), houve o primeiro "boom" de escolas de samba, os paulistanos, que adoram uma modinha importada, aderiram ao movimento então bastante underground (aliás, até hoje).

Passistas do Camisa Verde se preparando para o desfile


O Camisa Verde, ainda comandado pelo velho Tobiacchi, torna-se então um cordão, sendo campeão 12 vezes em 13 anos da categoria Cordão Carnavalesco Esportivo, onde disputava com o Vay-Vay (novo nome do Vae-Vae, inspirado pelo movimento modernista) e com o Cordão Brinco de Ouro (da torcida do Guarani).

A partir dos anos 70, passa à categoria escola de samba esportiva. É nessa época que a escola é batizada pela Mangueira, para que seus bons fluidos possam dar sorte na hora do desfile. Porém como o Vai-Vai consegue uma liminar para participar do Grupo Especial, o Camisa disputa sozinho até 1977, quando é criado o cordão Azulões da Fiel, que vence logo no seu primeiro ano.

Inconformado com a derrota, o Camisa Verde decide encerrar suas atividades como torcida organizada para se dedicar exclusivamente ao Carnaval. Com a morte de Tobiacchi, sobe ao comando da escola sua nora Magali, que com fome de títulos transforma a escola numa das maiores de São Paulo, conquistando diversos títulos nos anos 80, o que de certa forma não era tão difícil, pois nesta época todo ano duas ou três escolas terminavam empatadas mesmo.

Nas últimas décadas, porém, o Camisa enfrentou um longo jejum de títulos, e em 2006, a presidente Magali resolveu trazer alegorias de papel para conseguir o rebaixamento e assim conquistar no ano seguinte o inédito título do Grupo de acesso. Só assim, alegava a diretoria, a escola conseguiria se igualar ao Palmeiras, que recentemente havia também caído para a segunda divisão. A tática, no entanto, não deu certo, pois sua afilhada Gaviões da Fiel a derrotou na avenida, e o Camisa Verde, a exemplo do Palmeiras, tornou-se mais uma vez vice.

Em 2008, com um desfile patrocinado pela Lego, a Camisa trouxe alegorias de brinquedo, e mesmo sendo uma escola pé-no-chão, acabou em último lugar, sendo novamente rebaixada.