Canarana (Mato Grosso)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Serjão entrevista.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Canarana é um município desconhecido lá em Mato Grosso que muito pouco se sabe.

História[editar]

A moderna e totalmente excelente Universidade de Canarana. Note o seu intenso movimento.

Mais uma aldeia que surgiu com a Marcha para o Oeste, plano desenvolvido por Getúlio Vargas para tentar achar o Acre em 1946. Canarana surgiu quando algumas famílias ganharam lotes lá na PQP e foram forçadas convidadas a se mudar para lá. Mas graças a completa falta de planejamento, poucas famílias permaneceram na região.

O nome dessa aldeia vem da expressão indígena "cana rana", que significa cana barata, algo que os boias-frias que ali viviam sempre cortaram. Este nome também foi escolhido por lembrar a palavra Canaã, terra prometida (e muito imbecil caiu nessa cilada).

1972 foi marcada pela chegada de uma cooperativa colonizadora que assentou ali algumas famílias gaúchas falidas, inicialmente fazia parte do Reino de Barra do Garças mas se separou em 1975 tornando-se um município.

Atualmente é só mais uma cidadezinha que ninguém dá uma bosta em troca.

Geografia[editar]

Meio do nada.

População[editar]

Uma das poucas coisas que prestam nessa cidade, índia tesuda.

18.000 habitantes, divididos entre indiozinhos de tanguinha dançando pintados no chão de terra, e fazendeiros posseiros que passam o dia destruindo o meio-ambiente só por uns trocados a mais.

Educação[editar]

Existe a leste da cidade a fantástica Universidade de Canarana, um balcão no meio do mato onde os alunos estudam sabe-se lá o que (talvez, "Teoria da Roça Aplicada"). Local praticamente deserto, já que é difícil concluir até o primário num lugar desses...