Caracol-das-marianas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Uroplatus phantasticus
A) Antes da farra B) Durante a farra C) Depois da farra, ressecado pela ressaca...
A) Antes da farra B) Durante a farra C) Depois da farra, ressecado pela ressaca...
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Aquáticos
Classe: Peixes com espinha
Ordem: Peixes fantasiados para carnaval
Família: Lipidiae
Gênero: Pseudoipsislitteris
Espécie: Caracol do Acre aquático
Pseudoipsislitteris swirei

Caracol-das-marianas, também conhecido pelo nome de porra nenhuma, até porque sequer é conhecida mundialmente, só por aqueles que passam o dia sentados vendo Animal Planet, é uma espécie primitiva de caracóis encontrada no cu do mundo, mais precisamente na Fossa da Marianas, um tipo de esgoto a céu aberto, de onde só sai anomalias da natureza, uma espécie de Mordor dos peixes... Caracol essa desgraça não se parece em um pouco, e sim com um girino deformado pela radiação de Chernobyl...

Descoberta e profundidade[editar]

Essa peste teve o infeliz encontro com a espécie humana no ano de 2014, quando uns cientistas desocupados estava passeando com uns ricaços que tinham mente fazer apenas coisas ostentativas, mesmo que fossem inúteis, como por exemplo nadar de submarino até a parte mais profunda do cu do mundo... Durante a viagem, acidentalmente eles perceberam que ao lado deles haviam uma tribo de criaturas que pareciam espermatozoides anômalos made in Paraguai, mas após sacrificar um deles, para a raiva dos veganos, descobriram que se tratava de uma nova espécie bugada dos mares abissais...

Por conta de terem sido descobertos na fuça das Marianas, elas receberam o prêmio Nobel de animal que vive mais na casa do caralho, pedir um Uber por lá só chegaria no próximo milênio... Contudo, se você já tiver zerado a vida e não tiver mais nada para fazer, pode notar num vídeo da National Geografic que uns bagulhinhos que aparentam ser vida ficam zanzando junto com os caracóis acrianos, logo podemos concluir que não só de caracóis vive a fossa das Marianas, talvez Michael Jackson esteja por lá esperando o momento certo para voltar à vida...

O que já se sabe a respeito[editar]

Até o momento poucos se interessaram a respeito dessa criatura que mais parece um rascunho de uma salamandra, mas que deu errado, e a mãe Natureza com dó do bicho tacou ela lá no oceano abissal... Mas o pouco que foi descoberto revela primeiramente que muitos da face da Terra não tem o que fazer, e ficam perdendo tempo com animais totalmente insignificantes, mas a respeito deles mesmo foi-se descoberto que por viverem justamente num lugar abandonado por quase todos os seres vivos (99,99999999%) eles conseguiram se estabelecer dominantes por lá onde vivem...

Mas como eles são as criaturas que vivem na maior profundidade e ainda conseguem se alimentar? Essa é uma resposta mais simples do que parece: eles pedem IFood, mas de vez em quando comem uns crustáceos que são tão mais inúteis do que essa espécie que sequer foram catalogados na grande lista de todas as espécies do planeta Terra... Retirando o que eles comem, onde vivem e como se reproduzem, que é como qualquer caracol se reproduz, gozando amoeba na fêmea, é lógico, mais nada de interessante sabe-se a seu respeito, e o quanto eles medem e expetativa de vida ou se eles mijam e cagam não conta como informação interessante...