Carapuça

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ATENÇÃO: Leia este artigo com bom humor!

A Desciclopédia é um site de humor, não venha nos dizer que pegamos pesado.
Se você levar tudo por trás e ficar com a alma ferida, visite outro artigo.

Mamãe, o que eu serei quando crescer? Nada, você tem câncer.

Uma roupinha bem adequada para você ter uma diversão bem legal com o rapaz musculoso e suado com um machado na mão ao seu lado.

Carapuça é um tipo de roupa que tal qual o chapéu, boné e touca, se usa na cabeça, havendo diversas variações, tipos e usos, mas em geral era muito usada nos tempos mais sinistros da história da humanidade para mandar pessoas para a vala com a parte de cima do corpo a menos no mesmo (ou seja: decapitando). Esse tipo de uso tornou essa peça de roupa muito utilizada por sábios e ilustres poeteiros do universo como uma figura de linguagem, um belo eufemismo ou até mesmo sinônimo para culpado, bandido, Judas, Eduardo Cunha e similares. Ou será que em um determinado momento, quando você viu um post na internet e foi dar uma de bebê chorão por se sentir atingido pelos comentários, acabou levando bem na face um papo reto assim:

Cquote1.svg Que que foi meu? A carapuça serviu? Cquote2.svg
Tio das indiretas sobre você

É, poderia ter ido dormir sem uma bela zuera dessas.

História[editar]

Acredita-se que o primeiro indivíduo a usar uma carapuça foi o São Nicolau (também conhecido como Papai Noel velho batuta) e teria transmitido essa ideia a uns escravos anões que ele tinha (e que as pobres almas que acreditam no Natal chamam de duendes) que passaram a também utilizar versões menores de suas carapuças, só que verdes invés de vermelhas, para distinguir o suserano dos servos. Essa ideia passou a ser usada posteriormente por padres da Inquisição, que criaram dois tipos diferentes de carapuças: uma pros hereges, bruxas e similares; e a outra pro seu melhor amigo (ou talvez seu último amigo mesmo), o carrasco. Esse último passou a usar um modelo todo preto, inspirado numa coisa o qual ele era fã, a Dona Morte, que também usava um igual em algumas representações da mesma.

Ao longo dos anos começou-se a aparecer outros tipos de carapuças. Nas selvas do Brasil por exemplo começou a aparecer uma versão brasileira do Papai Noel, só que esse não era um velho batuta, e sim um negro mulambento e sacana (não, isso não é racismo, caralho, BOTA A BOCA NA GUIA NEGUINHO!) perneta e fumante de cachimbo, chamado Saci. Esse filho da puta começou a ficar famoso por a carapuça lhe servir sempre em casos de trollagem generalizada contra camponeses e outros trabalhadores do campo.

Usos da carapuça[editar]

Aquela velha frase de patricinha chorona que você acaba engolindo.

Ela pode ser usada hoje em dia para pessoas muito bem intencionadas que por algum motivo de falta de afinidade não curtem muito a existência de algumas de coloração cheia de melanina (ah, foda-se o politicamente correto, isso é a Desciclopédia, eles não gostam de preto! Eu também não gosto!). Também é usada por pessoas que fazem uns rituais de Corpus Christi bem feiosos em algumas cidades, parecendo um bando de malucos indo pro baile dos enxutos. Também é usada por falconeiros, mas não exatamente neles, e sim nos falcões, para os treinar e poder abrir seus olhos apenas quando enfim ver alguma coisa boa pra caçar e apanhar, como coelhos, lebres e também o rabo da sua irmã.

Mas obviamente a maior das utilizações desse tipo de roupa é sem dúvidas em pessoas como você, que vive se doendo com quaisquer indiretas, desabafos, frescuras e mimimis afins, e daí acaba mordendo a isca e comendo o anzol direto, provando que você é mais mimizento do que quem soltou o mimimi. Duvida? Então como você se sairia com as seguintes declarações:

  1. Feministas são feias, gordas e não sabem cuidar da casa, bando de porcas cabeludas;
  2. Você que escuta funk é um tremendo incentivador de bandidagem e prostituição, seu vagabundo!
  3. Anônimo é um viado.

Se alguma dessas te deu vontade de chegar na discussão desse artigo pra choramingar ou até vandalizar esse artigo, parabéns! A carapuça desse artigo é perfeita pra você enfiar na cabeça e morrer sufocado, seu filho duma puta!.