Catherina Sforza

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sophitia02.jpg Este artigo se trata de uma Hentai Girl

Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e já teve que fugir de tentáculos.

Catherina Sforza acertando as cordas para melhor controlar a sua marionete, denominada Papa Alessandro XVIII.

Catherina Sforza é uma personagem quarternária de Trinity Blood, que foi criada com o único propósito de agradar o público otaku punheteiro, que já estava cansado de ficar vendo apenas clérigos e vampiros sem graça no mundo desse anime. Em outras palavras, ela foi criada apenas para inspirar alguns hentais.

História[editar]

Fruto de uma relação sem camisinha entre o papa e uma puta, Catherina Sforza nasceu no Vaticano, onde desde cedo aprendeu que, se quisesse, poderia dar a bunda para qualquer um, até mesmo para negões que poderiam esfolá-la, desde que ela nunca, em hipótese alguma, usasse camisinha.

Como Catherina Sforza era uma menininha muito obediente (leia: sock puppet) ela seguiu esses conselhos à risca, e deu para todos os seus coleguinhas de escola sem usar a tal da camisinha.

Na adolescência, ela continuou dando sem parar, sendo que ela dava até mesmo para cachorros. Apesar de não ter a benção de seu pai, o papa, por este já ter a rejeitado para manter o seu cargo, por um milagre, ela nunca engravidou. Porém, ela não escapou da Sifilis, da AIDS e do Bluewaffle.

Entrando na fase adulta, Catherina Sforza já estava viciada em dar, sendo que ela oferecia a bunda até mesmo para padres. Está certo que eles nunca aceitavam, pois preferiam a bunda de criancinhas homens, porém, o que vale é a intenção.

Como já estava cobrando pelos seus "serviços" há algum tempo, Catherina Sforza já estava limpando a bunda com notas de 100 dólares. Por conta disso, ela conseguiu comprar o cargo de Duquesa de Milão (que na prática, não vale porra nenhuma).

Como ainda tinha dinheiro para dar e vender, ela também conseguiu se tornar a cafetina principal da Igreja Católica, agenciando freiras no libidinoso mundo da putaria. Obviamente, ela fazia tudo isso por trás dos panos, para não estragar a cuti-cuti imagem da igreja... Se bem que, mesmo se ela fizesse o trabalho de maneira escancarada mesmo, ninguém ia ligar a mínima, pois a Revista Veja e a Rede Globo iriam dar um jeitinho de fazer com que tudo acabasse sendo esquecido.

Atualmente, ela não faz porra nenhuma na história, a não ser ficar aparecendo em pontas de telas apenas para fazer volume e mostrar os peitos.

Outras bobagens sobre ela[editar]