Celeste (jogo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Celeste (jogo) é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, o Donkey Kong bate em uns tambores.

Depresceleste
Celesteartwork.jpg

Pega a fruta, filho da puta!

Informações
Desenvolvedor Matt Faz Jogos S.A.
Publicador Game Awards
Ano 2018
Gênero Depressão Plataforma
Plataformas PC, Xbox ONE, Playstation 4 e Nintendo Switch
Avaliação Okay, this is epic.
Idade para jogar +18 (Para os Emos)

Celeste, além de uma montanha. é um jogo. O marketing do jogo fez o belo Clickbait de ser difícil pra porra, tentando superar o tão antigo e velho Cuphead, e se disser para você, caro leitor, que o jogo conseguiu? Mais do que isso, foi indicado 4 vezes ao Game Awards (tradução literal: Jogos que fizeram sucesso mas depois vão falir e vão só dar prêmio por consolação e lembrança).

O jogo (perdi)[editar]

Midna é humana! ALERTA DE SPOILER GAMÍSTICO!

Este artigo gamístico pode conter spoilers que revoltam os nerds, como o fato de que:
Tarō Sega prefere a Alisa do que Yayoi!!!!

Portanto, leia com cuidado.

Tudo começa com você andando para uma montanha e uma pessoa falando seu nome. O padrão do jogo é Madeline, mas você poderia escolher a pessoa falar Luigi, Antedeguemon ou Barack Obama, mas enfim. Após isso, o jogo já começa com uma caminhada envolvente, onde a protagonista caminha por meio quarteirão em uma música absurdamente hypada para a aventura, mostrando que a vida com música é muito melhor, sendo essa, a primeira mensagem oculta e psicológica que o jogo nos traz. Após isso, você ganha um poder no qual pode dar pulo duplo, pouco se fudendo pra vida real, afinal, como já dizia Deadpool: foda-se a física. E depois de tanto tempo e diálogo com a Bruxa do 71, o jogo finalmente começa.

Desenho feito pelo filho de Theo e Madeline. Que lindo, não? Apenas repare nas armas embaixo!
  • Cidade Abandonada: O nome da fase já diz, essa é a primeira e em geral, a que você vai mais morrer, pois é um tremendo Noob e tendo visto que não sabe nada da mecânica do jogo. Basicamnente consiste em você se esfregar em plataformas flutuantes e torcer para não cair e voltar tudo do início.
  • Castelo velho: Existem dois atos sexuais nessa fase, um que é literalmente um sonho, onde porra nenhuma acontece, mas depois Madeline, a nossa protagonista acorda do sonho e passa pelos mesmos caminhos, porém descobrindo um novo peso de personagem para carregar durante o enredo: a Parte de Você. Lá tem uma perseguição e briga com as duas, mas depois tudo se resolve com apenas tiros, porradas e bombas.
  • Hotel Transilvânia: Lá Madeline conhece o Seu Oshiro, um japa pobre e carente que tá precisando arrumar a bagunça no seu hotel, mas como não tinha dinheiro nem pra uma empregada, decidiu que a protagonista iria arrumar, ou como as feministas pensam, Sr. Oshiro é machista. Após isso, a Parte de Você reclama que o hotel ta uma merda, mas o Oshiro botou a culpa em Madeline, então foi tentar enrabá-la ao máximo possível, mas depois pediu desculpa.
  • Bondinho do RJ: É uma parte até que curta, onde o clímax é o final, onde Madeline e Theo sobem num bondinho que mesmo não levando para o Pão de Açúcar, ainda dá problema e são assaltados por cariocas pretos, em formato de tentáculos.
  • Templo dos espelhos: Nem preciso dizer nada, né? Este momento é onde o Theo se prende em um espelho, indo para o mundo através daquele espelho. Madeline, como ótima amiga, tacou o foda-se para ele ajudou Theo a escapar, usando ele como peso morto de puzzles.
  • Reflexão: Como já dito, é um momento em que a protagonista e seu recém webnamorado Theo se sentam em uma fogueira e começam a bater um bom e velho papo de elevador, perguntando do clima e da família. Após isso, o "Outro lado" de Madeline vem e derruba a vagabunda da montanha, fazendo ela cair pra caralho até uma área subterrânea da montanha. Porém com um pouco de ajuda e um embate emocionante e psicológico, tendo um QI mais de 200 para entender a mensagem com o a Parte de Você, a protagonista volta de onde parou.
  • Chegamo no topo porra: Parte de Você se junta a você (ué?), dando possibilidade de um pulo triplo, podendo escalar mais ainda até chegar no cumezinho da montanha, o topo dos topos e finalmente ter uma pequena artwork da nossa protagonista no cume da montanha olhando para o horizonte pensando: Cquote1.png Pra quê que eu cheguei aqui, se só tem uma bandeira e o sol, caralho? Cquote2.png

Jogabilidade[editar]

Celeste em um momento em que seus criadores estavam chapados

Como todo jogo de plataforma, precisa ter algum item coletável, mais especificamente em um canto fudido onde você morre por 15 vezes até chegar ao pulo preciso e poder voltar, e nesse caso existem os Morangos, sejam os voadores sem asas ou os voadores com asas. Também possuem os Corações de Cristal para coletar, nos quais têm um canto mais fudidos que os morangos. E ainda por cima existe uma fase adicional se você coletar todos os corações, então boa sorte em platinar o jogo.

Em sua mecânica, temos um botão para pular e outro para o double-jump ou dash para os mais pseudointelectuais e por fim, um botão para escalar e se segurar em paredes. É só isso mesmo, não espere mais nada vindo de um jogo independente e em sprites. Mas os desenvolvedores pensaram o mesmo que o autor desse artigo, então em cada fase foi acrescentado alguma coisa para esses botões não ficarem repetitivos, mas se tirar tudo isso, dá no mesmo. Parece injusto você morrer com uma mecânica nova, mas é assim que a máfia funciona. Sobre os objetos, nós temos:

  • Moranguinho: Como já citados acima, eles são os itens coletáveis do jogo, porém só servem pra morrer mais, tendo visto que no fim do jogo não serve pra porra nenhuma. Deve ser algum fetiche que a protagonista tem por caçá-los.
  • Fita Caralho: Só os fortes entenderão o nome que foi colocado no artigo. Mas enfim, ele é a peça-chave para no jogo ir para o Lado B, lado onde é a mesma fase, porém mais difícil e com música diferenciada (OBS: No Lado B dá para desbloquear o LADO C, E NO LADO C DESBLOQUEAR O LADO D)
  • Coração de Cristal: Não se confunda com aquela música da Xuxa, esse é o item mais difícil de coletar durante o jogo todo, fazendo com que você tenha que decorar movimentos ou macetes para chegar a um ponto extremamente específico da fase (e secreto, ainda). E além do mais, depois de coletar tudo, aparece uma fase extra, fazendo coletar o 8º Coração de Cristal.

Personagens[editar]

Madelineceles.png
Madeline A nossa protagonista no qual nós controlamos o jogo inteiro, pode ter uma ou mais crises existenciais durante a sua jornada, mas é coisa boba de se preocupar, a menos que você veja ela usando entorpecentes e compartilhando com os seus amigos e obrigando o Theo a tirar fotos dela absurdamente chapada, pois naquela montanha não existe PROERD.
Celeste character Theo.png
Theo O típico negão amigo da história, mas ao invés de ser aquele estereótipo de africanos ou baianos que até se sentem ofendidos por ser tão idêntico, ele é um desconstrutor. Um cara gente boa para Madeline, postando fotos no seu Facebook de Filtros, sempre com ele e Madeline, e se não for, é ele e mais algumas pessoas ou alguma paisagem natural que Bob Ross pintou em seu quadro branco.
Celeste character Badeline.png
Parte de Você O nome nem um pouco explícito da personagem quer dizer que é uma parte de Madeline, a pessoa real dentro dela, isso seria interessante e profundo se outros jogos já não tivessem feito a mesma coisa. Pelo menos o cabelo rosa com mecha roxa deixa todos os nerds com o seu grande amigo lá nas alturas, se é que me entende.
VelhaCeleste.png
Bruxa do 71 Como não existe Seu Madruga para chamá-la de Dona Clotilde, só resta esse apelido mesmo. Essa é a personagem que mais temos carisma. pois a mesma sempre insinua que Madeline não vai conseguir, com seus discursos motivacionais como Cquote1.png SE FUDEEEEEEEU KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Cquote2.png ou Cquote1.png Já era minha querida Cquote2.png. De longe, a mais bem construída do jogo, e para alguns críticos, personagem tridimensional.
SrOshiro.png
Seu Oshiro Primo de Takakara Nomuro, ele é o mais carente e estressado da panelinha, tendo visto que nunca arruma o seu hotel direito, não paga a conta de luz e ainda fica puto por um cliente que fez tudo. Mas depois ele pede desculpas e entra em um grande consenso pra ele não se deixar esquentar, pois se não, acontece o famoso momento Dedo no cu e gritaria, criando o jogo Celeste 2: O inimigo agora é outro!