Chandigarh

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Chandigarh é uma curiosa cidade da Índia que é tem tanto complexo de superioridade que é ao mesmo tempo capital de dois estados diferentes, como se Goiânia fosse também a capital de Tocantins.

História[editar]

Em Chandigarh foi inventada o garfolher (combinação entre colher e garfo) imortalizado nesta estátua no centro da cidade.

Em 1947 quando o Punjab foi dividido entre Paquistão e Índia, a sua antiga capital Lahore ficou convenientemente no lado paquistanês enquanto o lado indiano era apenas uma enorme plantação de flores alucinógenas. Os indianos em sua enorme sabedoria guiados pela família de Gandhi decidiram começar uma nova cidade totalmente do zero mesmo que o país já estivesse abarrotado demograficamente, mas esta, dizia, seria absolutamente moderna, avançada e ecológica! Obviamente esta ideia de modernidade falhou miseravelmente, então surgiu o plano de criar o estado de Haryana dentro do Punjab, mas enquanto ninguém se arrisca a criar uma cidade tecnológica nova para este estado, Chandigarh fica como capital dupla.

Em 1950 uma comissão foi criada para selecionar artistas e arquitetos para criar o novo nome da cidade para que soasse eminente e poderoso. O vencedor foi aquele que uniu as palavras hindis Chandi (cuecão) e Garh (de couro), rejeitando alternativas como Hanumangarh (casa de macaco) ou Hanagbi (Templo das Cobras Flamejantes). Em seguida, uma equipe de pedreiros do Gugu (Le Corbusier, Pierre Jeanneret, Matthew Nowicki e Albert Mayer) consideraram todos fatores culturais das cidades indianas como poluição, congestionamento, ausência de saneamento básico e caos em geral, e elaborou um plano urbano segundo o qual Chandigarh teria muito de todos estes aspectos tipicamente indianos.

Geografia[editar]

Localizado no meio do planalto indiano, a cidade é dividida em 60 setores o qual o setor 17 localiza-se no centro e tem os maiores edifícios da cidade com imponentes três andares.

População[editar]

Com 1.000.001 de habitantes, Chandigarh tornou-se um marco para o estudo demográfico na Índia, pois como começou a ser construída do zero em 1950, deu uma ideia média de como os indianos se reproduzem em condições normais de temperatura, pressão, poluição e congestionamento, a taxa de 30% por ao ano de crescimento populacional.

Educação[editar]

Chandigarh encabeça a lista dos Estados e Territórios da União da Índia com um IDH estupendo de 0,987, o que significa que apenas 0,013 de seus moradores são verdadeiros seres humanos indianos. A cidade orgulha-se em abrigar as universidades mais conceituadas de toda a Índia como Universidade do Elefante Equilibrista da Tartaruga Alada de Massachussets em Chandigarh, e acredita-se ser a cidade de origem do Hinglish, a nefasta mistura do hindi com o inglês.