Chevrolet Spin

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Típico sonho de consumo da classe média. Este artigo é sobre um carro.

Puta que pariu, pisa no freio, Zé...

Ele queima óleo, suja sua garagem, solta fumaça e sempre lhe deixa na mão no meio da estrada!

Cquote1.svg Você quis dizer: Capivara Cquote2.svg
Google sobre Chevrolet Spin
Cquote1.png Experimente também: Miniatura de Chrysler Cquote2.png
Sugestão do Google para Chevrolet Spin

Chevrolet Spin disfarçada de pedra portuguesa para não ser roubada.

Chevrolet Spin é um defasado veículo da Chevrolet Motors. Diz-se das más-línguas que havia uma parceria entre a Uncyclopedia Motors e que este foi vendido para a Chevrolet com preço de banana para fazerem um veículo com características oficialmente inferiores e não levar e estragar o nome da mesma.

O veículo[editar]

A Spin é um projeto de desenho feito pela Porsche e é um carro extremamente rápido letárgico e ruim. Apesar de vir com motor 1.8 ele é insuficiente para puxar o peso do veículo. A Chevrolet esqueceu que a maioria das pessoas que precisava de espaço requeria um motor maior portanto o fato de este carro contar com uma traseira relativamente grande (hm, bundas), ajuda neste aspecto de carregar mais bagagens, especialmente para famílias grandes. Infelizmente o fato de não incluir mais lugares e este espaço de sobra na sua traseira (mais uma vez, humm, bundas), faz com que falte utilidade ao projeto.

Motorização[editar]

O carro tem um motor 4 cilindros ecotec 1.8 litros em uma de suas versões que é relativamente gastona e dá bastante problemas mecânicos apesar de não ter sido construído para isto. Ele poderia ser mais largo e eficiente no quesito durabilidade, mas não deixa a desejar, a não ser de o efeito ser o mesmo no Cobalt, carro menor, então imagina aplicado à um carro maior e mais pesado.

Motoristas[editar]

Motorista pulando de alegria após dirigir uma tarde inteira e não arranhar esse possante.

Eis aqui "La Crém de la Créme", ou seja (utilidade fútil em parecer chic detectada), o dono do veículo: Relativamente destraído por coisas demasiadas, brasileiro, (isto por si só já diz muito do que esperar ao ver um veículo sendo dirigido nas ruas/estradas), acomodado e talvez divorciado/a (ou não), acha que é muito comédia: Ele irá frear cedo demais para você ficar preso no congestionamento, por ter se distraído enquanto comia salgadinhos no banco do motorista (algo proibido por lei, como falar ao telefone celular, mas que mesmo assim eu não respeito também), anda sem o cinto de segurança (eu também), só que por estar num carro "banheira", acha que é o dono do mundo e que se todos tiverem que esperar ele passar melhor. Enquanto isto, os mano que vêm atrás no seu "Golfi" de merda caíndo as peças quase bate no seu carro, graças ao lazarento que dirigia sua Spin a 40 km/h e quase freando (dá a impressão que ele/a está a brincar com a sorte, este corno filho ************* o comentário foi desabilitado devido à falta de sensibilidade do editor), aí quando o sinal abre de novo, o "Golfi" te manda pra bem longe (perto dos países baixos), e te deixa comendo poeira. Infelizmente isto não é o que deveria acontecer, se o dono da Spin não tivesse a fazer gracinhas enquanto dirige. Isto, é uma vergonha. Corta pra câmera 13!!.