Chobits

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif SEM VERGONHA!!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!


Kawaii!!^^
Nyaaa!!!
Chobits é algo relacionado a Shoujo

Esse artigo contém altas doses diabéticas de romances ou idiotices que podem te levar a morte
Não vandalize o artigo, ou você passará o resto da vida vendo garotas
coitadas gostando dos garotos mais populares da escola.

Radio Controlled Robosapien Style Robot Toy Roboactor.jpg Este artigo é sobre uma MÁQUINA!

Ela sabe brincar, pular, cantar, destruir, esmagar e no futuro vai escravizar a humanidade e dominar o mundo, então cuide muito bem dela e não vandalize este artigo!

Chobits
ちょびっツ
Chobits 1.jpg
No volume 1 do mangá, Chii já está insinuando sacanagem com seu vestido esvoaçante e ausência de calcinha
Gênero Robô, Hentai, Comédia
Mangá
Autor CLAMP
Divulgação Kodansha
Onde sai Nas bancas
Primeira publicação 2001
N° de volumes 8
Anime
Dirigido por Morio Asaka
Estúdio Madhouse
Onde passa Japão, Brasil
Primeira exibição 2002
N° de episódios 24
Filmes 3
OVAs 1

Cquote1.png Experimente também: Rozen Maiden Cquote2.png
Sugestão do Google para Chobits
Cquote1.png Chii... Cquote2.png
Chii sobre Hideki
Cquote1.png Hideki, Hideki, Hideki, Hideki... Cquote2.png
Chii sobre Hideki e tudo o que vê pela frente
Cquote1.png Chiii!!! Chiii!!! Chiiiiii!!! Cquote2.png
Chii sobre o cabo que foi inserido na sua entrada USB
Cquote1.png Não... É Xis, depois é O, novamente Xis... Cquote2.png
Hideki sobre a área de prazer dos humanos
Cquote1.png São todas umas geladeiras superdesenvolvidas... Cquote2.png
Emo sobre as Persocons
Cquote1.png Porn, porn *olhos brilhando* Cquote2.png
Sumomo sobre as revistas do Hideki

Chobits (ドラゴンボールZ) é só mais uma merdinha feita pela CLAMP que tornou-se um clássico entre o seleto nicho de otakus-pedófilos-emos-geeks-virgens. Pessoas normais, todavia, tendem a ter sua cabeça estourada após assistir mais de 15 minutos desse negócio, tanto que o Ministério da Saúde do Japão já determinou que qualquer cópia de DVD de Chobits deve vir com o devido alerta de "cuidado, exposição prolongada a este anime pode desencadear a síndrome de cosplay, o surgimento de libido pela sua CPU, entre outros transtornos mentais".

Enredo[editar]

Inteligência artificial de Chii em funcionamento.

O anime se passa num futuro não muito distante em que existem políticos honestos computadores antropomórficos. É neste mundo que é contada a história de um viadinho japa otaku tarado (como todo bom jovem japa otaku) que vive nesta época futurista (ou japonesa mesmo, porque os japas são tão avançados quanto pervertidos). Nesta época temos os persocons, que são bonecas infláveis eróticas escravas sexuais computadores na forma de qualquer ser humano em substituição de computadores normais, um perfeito material de punhetagem que todos os japas otakus possuem em suas casas, pois são nerds, punheteiros e não têm capacidade de arranjar uma mina de verdade, aí precisam recorrer a estes artifícios.

As escravas sexuais robôs, todavia, são mais caras que um PlayStation 15, então Hideki decide apenas fazer a única coisa possível que um caipira que acabou de chegar na cidade grande pode fazer, e começa a estudar para o vestibular. Certo dia, procurando comida na lixeira do seu condomínio, ele encontra uma puta persocon de aparência encantadora, juvenil e agradável (corretamente seminua), e claro, decide trazê-la para seu apartamento, onde a ligou de uma maneira bem ortodoxa. Todavia, infelizmente, Hideki logo percebe que a garota em questão é um pobre idiota que não pode fazer qualquer coisa e tudo o que sabe dizer é dizer é "chiii".

Deste ponto em diante o mangá/anime inicia uma sequência de embaraçosos mal-entendidos bem ao estilo de comédia-erótica-ecchi japonesa, dias em que Hideki, em vez de estudar para o vestibular ou procurar uma namorada de carne e osso, passa horas educando a sua pequena Chii, não conseguindo ensiná-la a falar, mas ensinando com sucesso fazê-la não usar roupas íntimas.

Repentinamente, verifica-se que Chii não é uma simples Persocon, mas pertence à série especial denominada de "Chobits", um grupo de Persocons capazes de sentir sentimentos (mas também com uma falta de inteligência, aparentemente). Obviamente, um bando de indivíduos obscuros começam a persegui-la após essa descoberta, mas é aí que de repente Hideki descobre que a ama. Num final surpreendentemente original, Hideki salva Chii e se torna seu namorado! Porque o amor supera todos os obstáculos, até mesmo o fato de sua amada garota ser um pedaço de metal desprovido de qualquer faculdade intelectual e incapaz de pronunciar uma frase completa.

Que fim leva o Hideki?[editar]

Primeiras Persocons, tecnologia antiga, ainda do século XXI.

Eis que aparece aquela Freya, a outra Chobits otaka que, como toda boa otaka pervertida, é pervertida e por isso ela se apaixonou simultaneamente pelo pai e pela mãe e cometeu xuíxidiúH para não magoar a mãe, porque óbvio que o pai, que é japonês e portanto otaku pervertido, iria ficar com ela, pois ela é otaka, pervertida e uma robô submissa. O pacote completo.

Um exemplo menos ortodoxo de final feliz.

Então a ema da Freya, amada por papai e mamãe, recebeu uma irmãzinha. A Elda, que é a Chii, que foi reformatada, e depois de ter passado pelas mãos de muitos punheteiros, foi parar na mão do cabaço do Hideki e virou a Chii retardada, ingênua e fofa que conhecemos.

Para encurtar a porra da história, a Freya diz que tem esse negócio de "Pessoa só para mim" (o mesmo problema mental da Chii), que é uma emisse da porra. Mas enfim, a Chii diz que a pessoa só para ela é o Hideki, e a Freya, pra sacanear com o mais novo casal pedófilo, diz que se o Hideki meter na Chii ela se formata, pois o botão de resetar da Chii fica lá dentro (e não adianta apelar para anal, porque robôs não possuem sistema digestivo e portanto não precisam de ânus, orifício do qual Chii é desprovida). Hideki então busca lá no fundo de seu coração otaku a força de vontade para escolher ficar com a Chii mesmo assim, mesmo que isso signifique ser cabaço para sempre. Afinal, se já era emo e viadinho, por que não ser pedófilo virgem? Graças a isso, hoje Chii passa seus dias fazendo boquete e falando "Chii".

Personagens[editar]

Hideki
Espécime masculino raro que combina as características de um virgem doce e tímido com as de um pervertido que se excita diante de qualquer coisa. O seu único hobby é a leitura de revistas pornográficas, e por isso, é claro, tem sonhos eróticos com qualquer mulher que você conheça (exceto Chii), mas cora e foge assim que fica frente a frente com uma mulher de verdade. Aos 18 anos (depois de uma vida dedicada à zoofilia com vacas) se muda para a cidade grande para começar seus estudos e se preparar para ser um estudante na Universidade de Tóquio. É o vestibulando mais fracassado possível, pois ao invés de se concentrar nos estudos, passa os dias cuidando de uma robô-erótica que achou no lixo, a Chii.
Prostituta se passando por Chii, para alegrar os otakus tarados.
Chii
Um computador antropocibernético, é uma graciosa, doce e ingênua persocon dotada das faculdades intelectuais de um tubérculo. Possui longos cabelos loiros (tipicamente japoneses) que flutuam mesmo na ausência completa de vento. No início do mangá ela não é capaz de falar (e no final também), afinal configurou seu léxico e sua capacidade gramatical de acordo com o seu dono, Hideki, evidentemente equiparando sua capacidade mental ao de seu dono, para que ele não se sentisse tão inferior. Ela foi encontrada seminua no lixo porque Fye a enviou para outra dimensão (mas isso é de outra série da CLAMP). É claro que Hideki não pensa duas vezes e adquire a persocon para si, transformando Chii em sua nova escrava sexual, tanto que a primeira ordem é proibi-la de usar roupas íntimas dentro de casa. Todavia, a ausência de experiência de seu dono impossibilita Chii de demonstrar todo seu potencial como boa boneca sexual. Entre as grandes qualidades de Chii, a que destaca (e de longe) é o fato do botão On/Off estar localizado em sua vagina (este artigo já mencionou o motivo de Chobbits ser tão adorado?). Seu único hobby é ler um livrinho besta de coelhos, sonhando um dia descobrir como eles realmente se reproduzem tanto.
Takako Shimizu
Exemplar de professora gostosa, uma grande pervertida que complementa seu salário ensinando educação sexual ao vivo para determinados alunos, e por isso constantemente aparece do nada no apartamento de Hideki para encher a cara. O motivo dela ser tão libertina é que o seu ex-marido a abandonou trocando-a por um Persocon. Sem conseguir redimir suas mágoas com Hideki, ela no final se conforta com Shinbo, proporcionando ao espectador mais um bom exemplo de pedofilia nesse anime doentio.
Hiromu Shinbo
O melhor amigo de Hideki, que come (no sentido bíblico) a professora Takako, e que nas horas vagas fica com seu persocon chibi bizarro. Ter comido a própria professora faz dele um herói e lenda entre os otakus.
Sumomo
Mini-persocon bizarro de Shinbo que está constantemente sofrendo uma overdose de cafeína. Ela dança, grita, canta, grita, fala que tá com medo do Hideki, grita. Mas quando vai ser usada de pendrive, pifa.
Chitose Hibiya
Está ali só para criar um plot twist totalmente aleatório, quando de uma vizinha aleatória descobre-se que ela é a ex-mulher do criador dos persocons e da Chii, mamãe da Freya e da Chii (antiga), e dona do prédio em que Hideki supostamente mora. Parece meio lerda mas na verdade ela..... é lerda mesmo. Se fosse esperta não deixaria o marido trocá-la por bonecas sexuais.
Yumi Ōmura
Nerd gostosa (ignore o que você acabou de ler, ignore o arquivo todo!!fuja enquanto pode,leitor!!) que dava em cima do Hideki, mas que no fundo ainda gostava do Ueda...
Yasuhiro Ueda
Confeiteiro que a gostosinha da Yumi ama, e que também ama a Yumi, mas se casou com uma persocon, o que fez a Yumi pensar que ele era um pervertido punheteiro. Depois eles ficam juntos, pois Yumi percebe que também é uma pervertida e que ele também a amava, só que principalmente ela percebeu que ele é um otaku (logo, pervertido). Hoje os dois estão juntos.
Minoru Kokubunji
O pirralho, playboyzinho, emo e, para não perder o costume, um otaku tarado.
Yuzuki
A persocon do pirralhinho otaku tarado. Ela foi feita para simbolizar a irmã do pirralho tarado, pela qual este era apaixonado. Se é que você me entende, cheirar as calcinhas da irmã não é realmente algo saudável, mas o cara é otaku, fazer o quê?
Kotoko
Outra persocon miniatura, como a Sumomo, só que sem parecer uma cheiradora de cafeína, normal e sem graça (não que a Sumomo seja engraçada!) só aparece no final e de algum jeito acaba morando com Hideki, Sumomo e Chii...