Chris Cornell

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PoR-Death.gif Chris Cornell já morreu!

E te vigia lá de cima (ou lá de baixo)

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Cquote1.png Você quis dizer: Corcel? Cquote2.png
Google sobre Chris Cornell
Cquote1.png Experimente também: Chris Cornélio Cquote2.png
Sugestão do Google para Chris Cornell
Cquote1.png Experimente também: Chris Cornão Cquote2.png
Sugestão do Google para Chris Cornell
Cquote1.png I'm going hungryyyyyyyyyyyy Cquote2.png
Eddie Vedder sobre Chris Cornell
Cquote1.png Você traiu os movimentos rock e grunge, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Chris Cornell

Chris Cornell, também conhecido pela alcunha de Chris Corno Bom e até Chris Cornão, foi o ex-vocalista das bandas Audioslave e Soundgarden, onde depois de ter ficado podre de rico resolveu abandonar a carreira de vocalista de bandas de rock e passou a cantar no estilo dance. Já tentou ser guitarrista, mas como não conseguia fazer pestana, resolveu ser vocalista de uma vez por todas.

Biografia[editar]

"Ó Deus, preciso de mais dinheiro, o que devo fazer?!?!".

Nascido na terra do grunge, Seattle, filho de Alfredo Pereira de Carvalho Cornell e Maria das Luzes Cornell, logo cedo descobriu que sua verdadeira vocação seria ficar rico se tornando vocalista de algumas bandas de rock e grunge.

Ainda quando criança, tentou tocar piano, bateria, baixo e guitarra, mas sempre foi uma merda em todos esses instrumentos, restando-lhe a única opção que seria se tornar vocalista de qualquer banda que precisasse de um.

Em 1984, conheceu Kim Táaly e Hiro Táka Karanu Muro em uma roda de cocaína, e após muitos cheiramentos e viagens, resolveram montar uma bandinha para tocar quando se drogassem e estivessem loucos o suficiente para falar e fazer o que sentissem vontade, assim surgiu o Soundgarden. Como a banda estava incompleta, ele teve que ficar fazendo merda tocando bateria até que outro louco quisesse entrar para a banda, o que não demorou muito para acontecer pois Matt Cameron Dias, um maconheiro que quis entrar para a orgia banda logo que os viu tocar punheta pela primeira vez. Se aproveitando do sucesso do Nirvana e, 1994, o Soundgarden chegou a níveis nunca imaginado por todos os integrantes antes, mas isso não era suficiente para Cornell, que queria mais.

Com o Soundgarden, Cornell lançou diversos álbuns e fez relativo sucesso, mas isso não era suficiente para ele, que não achava estar rico como sonhava quando drogado criança. Assim, após a morte de seu amigo de infância Andrew Wood Woodpacker, ele resolveu montar uma banda tributo, para comemorar a morte do cara para homenagear seu grande e amado amigo. Assim nasce outra banda na vida de Cornell, o Temple of the Dog, que serve para ganhar uma grana extra e angariar mais fundos fãs. Com o Temple of the Dog Cornell gravou apenas um álbum, e após a gravação fez poucos shows.

Após um bom tempo com o Soundgarden, Cornell passou a enjoar da cara de seus parceiros companheiros de banda, e propôs o fim do projeto, com a desculpa de que precisaria expandir seus horizontes e de que sua criatividade estava em um nível mais elevado do que o de seus então "amigos". Como não puderam dizer não, o Soundgarden acabou e Cornell estava livre para outro projeto, ainda mais ambicioso, como sempre.

Por volta de 2000, Cornell estava de bobeira sem nada de importante para fazer, quando soube do nada que o Rage Against the Machine havia acabado e com isso, viu uma grande oportunidade para realizar seus sonhos e planos de dominar o mundo. Após alguns telefonemas conseguiu marcar uma reunião com os caras. Durante a reunião, Cornell conseguiu convencê-los de que seria uma boa eles montarem uma banda para tocar o que sempre quiseram: música. Após este argumento infalível, Cornell já tinha outra banda: o Audioslave.

Com o Audioslave, Cornell ganhou todo o dinheiro que sonhava em ter, e após cerca de 6 anos tocando e 3 álbuns lançados, ele resolveu se divorciar acabar com o Audioslave para seguir carreira solo.

Carreira[editar]

  • Após ficar podre de rico com o Soundgarden, Chris Cornell brigou com a banda e saiu assim se junto ao Audioslave no qual brigou também e saiu.
  • Assim começou sua carreira solo no qual brigou com os integrantes e saiu da sua própria banda para fazer shows acústicos.

Morte[editar]

No dia 18 de maio de 2017, após um show em Detroit, a cidade dos carros, Chris recebeu um telefonema de sua mulher, dizendo que ele era corno e que ela tinha conseguido a guarda dos filhos do casal após ter apresentado ao juiz um gravação de Chris em uma suruba com 30 prostituas após ter cheirado 10 kg de cocaína. Desolado, Chris foi pedir consolo a sua velha amiga, a tarja-preta, e tomou vários comprimidos do frasco. Só que aí ele percebeu que tinha se enganado e na verdade tinha tomado um pacote inteiro de Balas Soft. Sabendo que ia morrer de todo jeito, ele se enforcou no banheiro do quarto do hotel em que estava, sendo encontrado pela polícia com uma corda no pescoço e a boca cheia de ketchup sangue

Discografia[editar]

Soundgardenman.jpg

Com o Soudgarden[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Soundgarden


  • Ultramegahipersuper Ok - 1988
  • Louder than Love (Ladrão do Amor) - 1989
  • Badmotorfinger (Mal, de Moto e dando Cotoco]] - 1991
  • Superunknown (Super Murro) - 1994
  • Down On the Upside (Embaixo do Lado de Cima) - 1996
  • King Animal (Edmundo é rei) - 2012


Além de todos esses álbuns, foram lançados outros EP's, que por não achá-los interessantes, resolvi não incluí-los na lista oficial de cd's desta banda de merda.


Com o Temple of the Dog[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Temple of the Dog
Templedog.jpg
  • Temple of the Dog - 1991

Esse cd foi aquele em homenagem ao carinha lá que morreu por overdose de coca. Vendeu bem, mas não tão bem quanto Cornell esperava. E após do lançamento deste álbum, Cornell volta para o Soundgarden e tenta alavancar mais uma vez sua carreira, mas não dá certo e após inúmeras tentativas, ele resolve desistir e se matar e procurar uma nova banda. Também começou o seu relacionamento com Eddie Vedder que fazia parte da banda.


Com o Audioslave[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Audioslave
Audioslave Audioslave.jpg

Após ficar podre de rico, corcel Cornell capa o gato e vai fazer carreira solo, cantando músicas assaz escrotas.


Álbuns Solo[editar]

Solo15.jpg
  • Euphoria Morning (Euforia que vem pela manhã) - 1998
  • Unplugged in Sweden (Plugado na Sueca) - 2006
  • Carry On (A Maldição de Carry On) - 2007
  • Scream (Sem Creme) - 2009
  • Songbook (Canção do Livro) - 2011
  • Higher Truth (Verdade Chapadona) - 2015


Ver Também[editar]