Club Atlético Tigre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Club Atlético Tigre
Escudo do Tigre.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Club Atlético Gatito
Origem Buenos Aires, Argentina
Apelidos El Matador de Pelotas
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio José Deu na Giovanna
Capacidade 26.000
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga campeonato Argentino
Divisão primeira divisão
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Club Atlético Tigre é um time de futebol de segunda importância da Argentina cuja única função é servir de pontos grátis para os times realmente tradicionais e grandes da Argentina, sendo aquele tipo de equipe que todos ficam transtornados quando perdem.

História[editar]

Fundação[editar]

Este time foi criado em 1902, em mais um dentre os tantos terrenos baldios das periferias de Buenos Aires onde se jogavam peladas. Possuem desde sempre extrema inveja de Boca Juniors, River Plate, Racing, Independiente e todos estes times que possuem acirradas, memoráveis e lindas rivalidades seculares. O Tigre não possuem nenhum rival porque ninguém nunca se importa com ele, precisando a torcida do Tigre a todo custo forçar rivalidades e ser constantemente ignorado por isso.

Na época de sua fundação ficou conhecido como El Matador de Pelotas, graças ao costume cultural de todos jogares da equipe chutarem a bola para onde o pé estiver virado.

Profissionalização do futebol argentino[editar]

O Tigre foi um dos times responsáveis pela criação do campeonato argentino em 1931, sendo uma peça essencial para tal, pois se apenas houvessem times bons como era o temor inicial, inevitavelmente algum time bom terminaria sendo rebaixado, e portanto ninguém concordaria em formar o torneio. Mas com times como o Tigre ali presentes, essa preocupação não seria necessária mais, pois a equipe a ser rebaixada já estava garantida.

Time io-io[editar]

Da década de 50 até à década de 70 o Tigre ficou marcado na Argentina como o maior clube io-io do país, tornando-se talvez o maior time io-io do mundo, chegando ao cúmulo de subir de divisão e rebaixar no ano seguinte por mais de 20 vezes consecutivas nessa época.

Os anos na Segunda Divisão[editar]

A partir dos anos 80, cansado de ser humilhado toda vez que subia de divisão, o Tigre decide estabelecer-se na segunda divisão argentina e por ali ficar longos anos. Por ser essa porcaria, a única coisa que sua torcida sabia fazer era ficar azarando algum time grande em má fase na primeira divisão torcendo para que rebaixassem, e assim enfrentá-los na Segunda Divisão. Assim ocorreu com o San Lorenzo e com o Racing, com quem lotaram estádios para perder na Segunda Divisão.

Retorno[editar]

Em 2006, graças ao Torneio Reduzido do Nacional B que decidiu o ascenso daquele ano em poucos jogos, o Tigre que sempre foi péssimo em torneios longos regressa à primeira divisão argentina também beneficiado pelo fato de terem colocado mais de 8000 times na primeira divisão, o que inevitavelmente acabou incluindo o Tigre também. Aproveitando-se da decadência crescente dos times de seu país, o Tigre pela primeira vez na vida fez boas campanhas, mas evitou ao máximo conquistar o grande título, fazendo questão de se tornar tri-vice da Argentina.

Copa Sul-Americana de 2012[editar]

Flagrante do misterioso vestiário do Tigre naquela final de 2012, com os jogadores do Tigre reunidos de maneira suspeita de afeto e nudez exacerbada.

O time do Tigre tornou-se internacionalmente conhecido a partir do ano de 2012, quando protagonizou um dos episódios mais varzeanos da história de alguma competição da Conmebol na final da Copa Sul-Americana de 2012. Após eliminar o mais diverso tipo de times ruins, o que se espera da baixa qualidade de uma Copa Sul-Americana, na final enfrentou o São Paulo FC.

Após estar perdendo de 2x0 fora de casa, com o término do primeiro tempo, ao invés de seguir o exemplo de Boca Juniors, River Plate, Estudiantes e todos estes outros times realmente grandes que viram jogos em cima das frescas equipes braisleiras, o Tigre criou o maior migué da história e se recusou a entrar em campo para a realização do segundo tempo alegando que uma tropa de homossexuais apareceu em seus vestiários e o estupraram. Tal alegação nunca foi comprovada, e portanto o Tigre ficou com o vice-campeonato.

Títulos[editar]