Coadjuvante de jogos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Take this medicate! Cquote2.png
Melhor função de um coadjuvante de jogos em uma batalha
Cquote1.png Take this ammo! Cquote2.png
Segunda melhor função de um coadjuvante de jogos em uma batalha
Cquote1.png Take this money/pussy! Cquote2.png
A melhor das melhores funções de um coadjuvante de jogos, pena que a função não existe
Cquote1.png Aperte B para correr e A para pular! Cquote2.png
coadjuvante de jogos dando dicas inúteis
Cquote1.png Qual a coisa mais inteligente que saiu da boca de um coadjuvante de jogos? Cquote2.png
Alguém sobre alguma piada ofensiva
Cquote1.png Sei lá, o pau do Gordon? Cquote2.png
Piadinha infame de coadjuvante de jogos
Cquote1.png Nossa, que figurante inútil! Cquote2.png
Você sobre o cara que dá missões para o Snake
Cquote1.png Ele não é figurante, só é um coadjuvante inútil! Cquote2.png
Produtor do game sobre coadjuvante de jogos

Coadjuvante de jogos é uma "modalidade" de personagem de algum jogo eletrônico. Se pensava que era de tabuleiro, dê meia volta e vá para o jardim de infância mais próximo que você conhece. Os coadjuvantes são aqueles personagens que tem alguma participação na história, só que ao contrário de um figurante eles tem algo de útil. Mesmo assim prestam apenas para te dar ou medicamento e munição durante alguma batalha ou para te dar uma missão enquanto ele coça o saco.

Eles ficam com uma boa parcela do salário que iria para o protagonista, isso os torna tão "especiais". São especiais também por serem os paga-paus dos protagonista que exclamam:

Cquote1.png Oh god! Thanks for coming! The ass of my team is safe now! Take this "boquete" Cquote2.png
Coadjuvante ajudando você... De alguma forma e pagando-pau

O que é?[editar]

Entende-se por coadjuvante de jogos qualquer personagem que:

  • Apenas fala e fala, sem fazer porra nenhuma.
  • Que te acompanha em batalhas e te cura, apenas para mostrar que sabe fazer algo útil.
  • Aquele carinha que vende coisas para você e não contribui nada para a trama.
  • Pode ser também o alvo para proteger durante uma missão.
  • É um carinha que salva você no último segundo, só para te sacanear.
  • Ou então é uma Hentai Girl.

Um coadjuvante é basicamente tudo que foi citado acima. A maioria das vezes eles tem histórias completamente "emocionantes" e um passado com o protagonista. Aí podemos falar dos graus de separação entre um coadjuvante de um protagonista. Isso mesmo, é uma espécime muito confusa e as vezes nem é considerado um tipo de personagem!

Graus de separação[editar]

Aqui são os graus de separação que um coadjuvante tem do protagonista, sendo que grau 1 é o coadjuvante que quer trepar com o protagonista e o grau 4 é tão inútil quanto feio (feio na qualidade gráfica, não feio como sua mãe).

  • Grau 1: O coadjuvante mais próximo. Aí entram as Hentai Girls que quanto mais decote/saia curta tiver, mais atenção terá dos jogadores e menor será o grau de separação do protagonista. É quase regra que um coadjuvante mulher vai ser ignorada pelo protagonista, pois protagonistas são assexuados e alguns até gays. Por isso o mercado é bem fechado. Ainda há muito preconceito em relação a casamento de coadjuvantes com protagonistas, mas aos poucos vão deixar que eles possam fazer contato genital sem que seja um Eroge.
  • Grau 2: Coadjuvante semi-próximo. Aparece usualmente e quando aparece, acaba falando merda ou algo parecido. Sim, ele pode ser aquele cara que vendeu ervas coloridas para você ou simplesmente o que matou aquele bicho ultra-foda no começo do jogo e ainda morreu feito um inútil. Coadjuvantes homens nessa categoria são muito comuns, já que são geralmente o amigo do protagonista, um amigo de um amigo ou quando mulher é a princesa que precisa ser resgatada ou alguém que só dá as caras no final do jogo.
  • Grau 3: Aqui o coadjuvante começa a ficar cada vez menos importante. Este aparece apenas algumas raras vezes no jogo e não faz nada de útil além de mandar em você: pode ser aquele capitão chato do batalhão que tem um grande repertório de palavras e de tanto repetir uma frase, ela vira bordão repetitivo de nerds. Outras vezes eles podem ser considerados filhos-da-puta desequilibrados, que só aparecem no jogo em dado momento para fazer merda... Nesses casos, o coadjuvante pode aparecer várias vezes durante o jogo, mas só no final que acaba morrendo ou então acaba morrendo quando está prestes a te ajudar ou te jogar uma chave.
  • Grau 4: Coadjuvantes em que o nome é citado nenhuma ou poucas vezes podem ser considerados esse grau que é o limite do limite para ser figurante. Este pode morrer, mas ele dura 1 minuto com você, enquanto figurantes duram 10 segundos. Além disso, ele fala algumas coisinhas, faz algo "impressionante" como ficar parado feito um idiota atirando na criatura gigante e pode te acompanhar em batalhas. No grau 4 eles podem variar entre personagens sem nome que dão informação útil e os que não dão informação útil, de qualquer maneira, nesse grau ficam os personagens negros, os coadjuvantes que sempre são os primeiros a morrer.

As peneiras de um Coadjuvante[editar]

Encontrar um coadjuvante de um figurante é tão fácil quanto diferenciar um cão de um Lobo

Cquote1.png Ah! o Lobo vive em alcateia e vive na floresta, já o cão... Cquote2.png
Você

Foi uma pergunta retórica. Enfim, para facilitar a busca por coadjuvantes em um jogo algumas peneiras foram criadas para diferenciá-los:

  • Coadjuvante tem nome, Figurante não: Primeira peneira, muito simples, o coadjuvante tem nome. Por acaso você sabe qual é o nome do negão do Street Fighter que leva uma porrada logo no início do jogo? Não sabe pois ele é um figurante! Apesar de tudo, há ainda jogos de esporte que insistem em dar nomes aos juízes e os bandeirinhas que apitam o jogo, mas a segunda regra evita isso.
  • Coadjuvante é para jogos com enredo, Figurante serve para tapar buraco: Segunda peneira, é bem óbvio porque é difícil achar coadjuvantes em jogos de esporte, pois não há história nos jogos de esporte! Só há geralmente um empresário que fica falando que tal foi machucado ou um diretor de equipe insatisfeito por você ser pior que o Tiago Monteiro e ainda por cima ser o primeiro piloto da Jordan. Isso também serve para os jogos musicais com o baterista, o baixista e o vocalista com gráficos piores que os do guitarrista.
  • Coadjuvante é jogável por um momento, Figurante é um NPC sem nome: Outra boa peneira, sempre há uma parte do jogo em que você irá controlar o coadjuvante, mas o Protagonista sempre será o protagonista. Já acabamos de eliminar todos os figurantes de aventura, ação e Survival Horror, principalmente survival horror.
  • Coadjuvante não cala a boca, Figurante serve como saco de pancada: Muito presente em jogos de Tiro, o coadjuvante nunca cala a boca, talvez isso seja o maior diferencial dele para o figurante. O motivo é que ninguém vai investir em falas de figurantes já que eles servem para levar bala mesmo, um exemplo é o Medal of Honor, todos descem na praia de normandia tagarelando que estão se borrando nas calças, todos são figurantes, todos eles vão morrer (tecnicamente, já que foi os EUA que ganhou o dia D) mas tem seus coadjuvantes que aparecem mais de uma parte do jogo e não morrem.
  • Coadjuvantes femininas têm Hentai, figurantes femininas não têm: Fato, para achar uma coadjuvante feminina em qualquer jogo, basta digitar o nome dela mais a palavra Hentai no Google. Se há hentais de uma personagem feminina quer dizer que ela chamou a atenção e é uma coadjuvante. Hentai é o instrumento perfeito para achar uma coadjuvante pois tem que se saber ao menos o nome e ela tem que ter feito uma participação longa o suficiente para criar "Fetiches" no jogador. Já, se quer achar um coadjuvante masculino basta digitar a palavra "Hentai" mais "Yaoi", mas a pergunta é: Por que raios você se importaria com coadjuvantes masculinos se você não for mulher?

Tipos de coadjuvantes[editar]

É óbvio que não iria faltar os vários tipos de coadjuvantes que os infinitos gêneros plagiados podem nos oferecer. Como cada gênero tem um tipo de história sem pé nem cabeça, para dar sentido criaram os coadjuvantes! Vamos ver alguns.

Ação[editar]

  • Nomes mais comuns: Geralmente usam nomes de época impronunciáveis (Abduhallah, Xeque das Esfihas, Sósia da Ivy no prince of persia) ou só são chamados pelo sobrenome (Samson, Fred, Jones).
  • Falas mais comuns: "Vai toda a vida reto pra achar a caverna com um monstro assassino", "Você é doido?", "Vá para a mina ajudar a limpar a bunda do - nome do figurante -", "Conseguimos pegar o ídolo de barro!"
  • Ações mais comuns: Gritar com o protagonista, ser protegido pelo protagonista, dar informações inúteis ao protagonista, dizer onde pula, apontar onde fica a mina.

Os jogos de ação são bem amplos pois quase todos os gêneros cabem nesse. Mas no típico jogo de ação em que envolve acrobacias, guerras e não é o Call of Duty geralmente é Tomb Raider, Prince of Persia e God of War, sendo que nesse último talvez nem exista algum coadjuvante que não tenha sido morto por Kratos. Enfim, geralmente há um coadjuvante malvado que quer o tesouro só para si e acaba virando o antagonista, com certeza aconteceu no Uncharted.

Cquote1.png O quê? Cquote2.png
Você sobre não ter um playstation 3 e conhecer o Uncharted

Enfim, quando o jogo de ação se passa na antiguidade geralmente nem há um coadjuvante, Prince of Persia foi assim e o God of War não devia nem se comentar, o mais próximo de coadjuvante foi aquela oráculo do primeiro jogo que depois acaba morrendo mesmo.

Cquote1.png Mas e os deuses do olimpo? E os titãs? Cquote2.png
Você achando que eu estou errado

No fim descobrimos que todos queriam foder Kratos de todas as maneiras possíveis, e de fato ele não suportou a pressão e enfiou suas espadas na barriga acabando de vez com o "Super Mario" da Sony. Há também o Assassin's Creed e o Hitman, porém ambos são a mesma história dos demais: Assassin's Creed aparenta ser um Emo Psicopata que não faz amigos e Hitman é um careca (também psicopata) que esconde os corpos debaixo da própria cama, talvez haja alguma mulher dando em cima dele mas por estar sempre de TPM ou ter um serviço, nunca ligou muito para essas bobagens que chamam de Sexo e vida social.

Aliás, as coadjuvantes de um jogo de ação tem que ser gostosas, o único jogo que não repetiu isso foi Tomb Raider pois os produtores devem ter achado que ter uma protagonista já gostosa bastava.

Eroge[editar]

Coadjuvante de eroge já prevendo o que aconteceria depois do discurso.
  • Nomes mais comuns: Tsukasa, Fayabusa, Ubatuba, Tomanoku, Alice, Britney...
  • Falas mais comuns: "Quero fazer isso com você", "Ai! Estou com dor!" e outros tipos de diálogos com dupla ambiguidade.
  • Ações mais comuns: Servem apenas para dar para o protagonista, nada demais.

Antes de tudo, um breve resumo do que é um Eroge:

Cquote1.png Eroge é o mesmo que Erotic Game em que o objetivo do jogo é comer todos os personagens no menor tempo possível, tal como em um hentai, em Eroges não existem DSTs, todas as mulheres querem dar para um perdedor e é literalmente um desenho hentai jogável Cquote2.png

Agora podemos continuar.

É óbvio que os Eroges só existem no Japão, que é o único lugar onde algo tão estranho pode surgir e junto com ele vem as coadjuvantes mais estranhas (isso mesmo, sem coadjuvantes homens!). Quer dizer, tem alguns homens, mas aparecem com a mesma frequência que um mico azul aparece no Amapá.

Os coadjuvantes nesse gênero basicamente são coadjuvantes de hentai: sempre tem a "santinha", a "melhor amiga", a "única professora do colégio" a "mulher que não é mulher" e etc. Só há um homem no jogo (o protagonista) responsável para distribuir carinho e sêmen por todos os lados. Não são coadjuvantes muito originais, só muda que há uma tela de opções que permitem você escolher o que será feito.

Guerra[editar]

Luta[editar]

  • Nomes mais comuns: Raiden, Rain, Ermac, King, Mileena, Drahmin, Lei, Bryan, Vega, Blanka e outros infinitos nomes escrotos.
  • Falas mais comuns: "Eu não acredito que você fez isso...", "Ohhhh não!", "Eu o mandei para o inferno, e agora será a sua vez!", "FIGHT!" e "Socorro!"
  • Ações mais comuns: Apenas fazer uma ponta no jogo, aumentar a opção de lutadores na tela de seleção ou então falar o paradeiro de algum outro lutador que foi demitido da continuação de jogo de luta em questão.

Os coadjuvantes de jogos de luta podem, ao contrário do que se parece, serem protagonistas, mas dá para perceber que o lutador escolhido é um coadjuvante quando você vai na campanha dele e percebe que a história dele foi feita tudo nas coxas, sem o menor capricho da produtora do jogo ou o final de quando você acaba a campainha dele é sem o menor sentido.

Não é à toa que é tão complicado identificar o protagonista de um jogo de luta. Jogos como Mortal Kombat e Tekken tem protagonistas bem evidentes, pois estes são os únicos que são considerados fodões e que apareceram em todos os jogos. Mas para determinar um coadjuvante é só você conferir a história dele ou ver quantas vezes ele foi chutado e não apareceu em alguma continuação do jogo.

Muitas vezes, a produtora se sente obrigada em manter os coadjuvantes no jogo, ou para não pagar um mico de ter que explicar para os fãs daquele personagem que ele não era mais importante ou então para evitar a burocracia que envolve na retirada daquilo. Nem sempre o coadjuvante é um lutador, as vezes pode ser o mestre daquele lutador... Se bem que esse tipo nem faz participação do jogo mesmo.

Musical[editar]

  • Nomes mais comuns: Bem... Nem nomes os coadjuvantes desse tipo tem.
  • Falas mais comuns: O coadjuvante fala mais do que defunto no caixão.
  • Ações mais comuns: O baterista finge que toca bateria, o baixista finge que toca baixo e o vocalista faz algumas gracinhas apenas para distrair e fica dublando e fingindo que canta.

O gênero musical é o tipo de game que tem o futuro mais incerto: primeiro que uma guitarrinha de plástico custa mais do que uma guitarra real, uma bateria de plástico custa o preço de uma TV de LED e um microfone de plástico custa o mesmo que um celular da Nokia (se bem que celulares estão ficando cada vez mais descartáveis...).

Os coadjuvantes de games musicais praticamente não existem mais. À partir do Guitar Hero 4 o jogo virou quase uma espécie de The Sims e copiou a ideia do Rock Band em que todo mundo poderia tocar todos os instrumentos. Os coadjuvantes musicais só existiram até o Guitar Hero 3 mesmo, agora ou é figurante ou é protagonista mesmo.

Não tem muito o que falar sobre esses coadjuvantes. Se você só deixasse os guitarristas no palco, ninguém iria notar a diferença, já que coadjuvantes musicais tinham a mesma utilidade dos figurantes mesmo, eles deixaram de existir para tornar o jogo algo um pouco mais rápido. Tudo que faziam era fingir e sequer davam nomes para eles.

Survival Horror[editar]

Coadjuvantes e suas personalidades distintas: o cara de boné é um policial que não sabe usar uma faca para cortar pão, a mulher curte surubas lésbicas nas tardes e o negão com cara de fodão vai querer acompanhar você e sempre vai morrer.
  • Nomes mais comuns: Sam, Clark, Vick, Jack, Brad, Will, Tom...
  • Falas mais comuns: "Pega essa chave!", "Pega um pouco de munição!", "Filho da...", "Morra!" e "AAAAAAAAAAAAAAA!"
  • Ações mais comuns: Dão senhas e para não ficarem sozinhos, te acompanham, mas é claro que não faz nenhuma diferença levar eles consigo.

Em Survival Horror os monstros usam os coadjuvante para se divertir, eles ficam segurando o cara pelo pescoço, só esperando você aparecer para finalmente matar ele na sua frente, só para se mostrar. Alguns jogos conseguiram inovar, e permitem que você salve os coadjuvantes e assim eles ficam te acompanhando e supostamente "te ajudando". Ajudando em qual sentido?

Dizem que eles dão uma mãozinha para você e ficam apenas indicando onde fica tal porta ou como se abre tal porta. Claro que só é útil para os noobs e que ninguém usa de fato essas informações. O mais interessante é que muitos deles decoram números e são muito úteis para decorar a senha do cartão de crédito, telefone de Motel ou qual era o nome do entregador de pizza que virou zumbi.

Os coadjuvantes de jogos como Dead Island ou Dead Space tem diferenças muito comuns: ou aparecem aos montes e não tem nenhuma utilidade além de mandar servicinhos meia-boca para você ou então aparecem apenas para serem, literalmente, uns filhos da puta. É só você ver o coadjuvante desequilibrado do Dead Space 2 que acaba tirando o olho da moça peituda que você encontra para colocar em um coquetel ou fazer um churrasco.

No fim, é sempre a mesma coisa: acabam morrendo. Isso é lei, a menos que seja um coadjuvante de grau 1 que sente atração pela calça do protagonista e outra, se aparece um grupo de cinco coadjuvantes com um protagonista, certamente não sairá esses cinco vivos, pois tem que haver mortes em survival horror, e o adicional dos figurantes.

Ver também[editar]