Coleções de revistas cheias de bugigangas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crazyhorse.gif Atenção! Este artigo fala sobre BURRICES!

Não leve nada daqui a sério, ou você corre o risco de
se tornar tão burro e lerdo quanto o criador dessa joça.

Ou as burrices podem te morder.

Kidiaba.gif
No Wikipedia.png QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Coleções de revistas cheias de bugigangas.

Cquote1.png Mamãe, compra essa revista pra mim! Ela tem um monte de pedrinhas pra mim colecionar! Cquote2.png
Guri retardado sobre revistas idiotas com coisas idiotas
Cquote1.png COMO VOCÊ COMPRA ESSA PORRA POR CAUSA DE UMA MERDA DE UMA PEDRA? Cquote2.png
Teu pai sobre sua ideia ridícula de comprar uma revista dessas

Nada pior pra um pobre pai ou pra uma pobre mãe que as malditas promoções que aparecem vez ou outra na televisão, pela Editora Globo ou por outras editoras. São as incríveis coleções de revistas cheias de bugigangas, que infernizam o cérebro de qualquer papai quando passam numa banca de revistas, pra ver a nova Revista Sexy do mês, e seu filhotinho vem com essa de "quero uma revistinha com um carrinho dessas, papai!" Já não bastasse o guri gastar todo dinheiro em HQs e em álbuns de figurinhas do Pokémon, agora tem essa?

Compre essa revista, pois ela vem com uma varinha de condão do Harry Potter. Se funciona ou não, eu não sei, mas você pode, igual à menina do bambu, descobrir uma utilizade muito boa.

Motivo pra tanta bugiganga?[editar]

Normalmente, é a total falta de informação dentro da porcaria das revistas. A maioria delas é tão ruim, mais tão ruim quanto as entrevistas da Revista Playboy. Não a toa, algumas deixaram até de ser revistas, apenas vendendo as suas bugigangas dentro de papelões que eles fingem serem revistas.

Tipos comuns[editar]

Coleções de brinquedos comuns[editar]

Existem coleções que vêm com carrinhos da Hot Wheels, com carrinhos de madeira, com trens de brinquedo, até com bonecas e Playmobils se duvidar. Todas essas são incríveis, mas gastam uma nota, pois qualquer idiota sabe que pode comprar o tal brinquedo em uma loja de brinquedos que sairia muito mais barato.

Semana passada vi uma dessas revistas com bonecos daqueles que se compra no lojão de 1 e 99, aqueles soldadinhos de plástico. E ainda dizem que são coleções de brinquedos MUITO CAROS IMPORTANTES! Conversa pra boi burro e pato dormir.

Preço comum: 12 reais por número ou pro mês, caso você assine essa merda. Durabilidade das bugigangas: Média (pode quebrar ou não, depende da procedência do brinquedo).

Coleções de brinquedos supercomplicados, que tem que montar, e cada peça vem a cada edição[editar]

Nessa revista veio a peça número... er... sei lá!

Ah, esse é triste. Viciante, faz todo mundo gastar um dinheiro empurrado pra comprar peça por peça, de maneira humilhante, já que existem casos, como o da revista Dinossauros!, da Mini Monstros ou da Revista Recreio, que as vezes vinham com peças (de animais que brilhavam no escuro ou bostas do gênero) bem pixototitas, davam até pro gato ou cachorro pegar e comer as desgraçadas, ou mesmo morder até destruir por completo. Muitas dessas peças tinham um encaixe de bosta, quebrava mais que tudo. Lá também era comum virem óculos 3D pra você ver alguma coisa escrota sair do lugar, flutuando, e você fica com cara de besta achando que aquela coisa azul e vermelha está viva e saindo do papel.

Preço comum: 15 reais por número ou por mês.
Durabilidade das bugigangas: Praticamente nula, até um bebê quebra essas drogas.

Coleções de brinquedos importados[editar]

Esse ferrorama é raríssimo, é uma réplica da estação de Gorsafawddacha'idraigodanheddogleddollônpenrhynareurdraethceredigion! (O nome da derrota nem coube aqui...)

As vezes algumas editoras malucas, como a Escala, fazem coleções super-hiper-mega-ultra refinadas, com brinquedos como helicópteros em miniatura que voam de verdade. As vezes, seguem o exemplo da seção de cima, mandando peça por peça e um manual em algumas edições, o que deixa muito neguinho maluco, pois se perder uma edição, fudeu. Além disso, ainda tinha gente que conseguia errar todas as instruções e fazia verdadeiras aberrações por nome de helicóptero ou planador.

Preço comum: às vezes passa dos 20 reais. Esqueça, sua mãe nunca gastará o dinheiro dela com essa merda, até porque você não merece. Durabilidade das bugigangas: relativa, já que se for no segundo caso já citado nessa seção, o brinquedo poderá nunca vir a ser montado...

Coleções de joias e coisas pro seu pai ou sua mãe[editar]

Essas joias são muito boas, acredite!

Ah, existem ainda aquelas revistas que vêm com maquiagens, bijouterias joias e outras coisas ditas como superimportantes. Existem umas que vêm com diferentes tipos de isca pra seu paizão ir pescar uma sardinha moréia daquelas grandonas, que ninguém no bairro conseguiu pescar antes. Só coisas beeeeeeeeem úteis, importantes e boas. Quer dizer, o "boas" eu não tenho certeza, afinal material de revista de coleção sempre foi meio suspeito...

Preço comum: variável, podendo chegar aos 30 reais. Durabilidade das bugigangas: algumas não duram dois dias.

Coleções de CDs[editar]

Nessa revista, ou melhor, no CD-ROM dela, você pode instalar a Desciclopédia no seu computador.

Revistas com CD ou CD-ROM são malditas. As com CD, que são normalmente voltadas pro mundo musical, mas as vezes são revistas esotéricas ou coisas do gênero que vêm com músicas pra acalmar os ouvintes. São entediantes, principalmente pela falta de qualidade das músicas apresentadas, o que desencoraja muita gente de continuar a comprar essas bostas. Não a toa a maioria delas acaba na edição 6.

Já as malditas revistas de CD-ROM, e até de DVD-ROM (é, já inventaram isso também... custa caro pra caraleo...), são extremamente viciantes, ainda que a maioria delas não coloque nada mais do que versões piratas do Winzip ou joguinhos idiotas como Jezzball e o Jogo do Collor em seus CDs. Ainda assim, tem gente que acha essas revistas O MÁXIMO!

Preço comum: entre 15 a 20 reais. Durabilidade das bugigangas: no caso dos CDs de música, basta escutá-los que você os quebrará imediatamente e incinerará a revista. Já os de CD-ROMs podem durar pra sempre, ou não, pois alguns são piratas e fodem-se rapidamente.

Coleções de filmes[editar]

Tem também umas revistas que veem com filmes. A maioria delas são filmes da Planet Sex, uma das empresas de pornografia mais poderosas do Brasil. Têm umas que é pior, ficam mandando filmes em VHS! VHS!!! PQP, isso nem existe mais!

Preço comum: na faixa dos 15 reais. Durabilidade das bugigangas: depende de pra quem você anda emprestando a porra dos filmes. Se o gênero de filme foi um tanto quanto constrangedor, talvez você mesmo desgaste o pobre diabo em menos de uma semana de uso...

Coleção de artigos para o lar[editar]

Esta seção se trata da Revista Caras. Todo mês ela vem com um garfo ou uma colher de sobremesa usada por uma subcelebridade no Castelo de Caras. E as donas-de-casa, achando que estes talheres vai deixá-las mais poderosas para as amigas, compra essa revista super cara.

Preço comum: entre 10 e 20 reais, dependendo do talher que venha na revista. Durabilidade das bugigangas: é igual a de colheres vendidas em lojas de 1,99.

Coleções de coisas esdrúxulas[editar]

Olha só que coisinhas legais você pode colecionar!

Pior é que ainda há quem colecione certos tipos de revistas que têm como mote principal coisas que teoricamente não deveriam ter valor algum. Revistas sobre pedras, por exemplo, o que eu tanto citei desde o início desse artigo bosta. Essas revistas devem ser as mais escrotas de todas, e mesmo assim, ainda tem débil mental o suficiente pra comprar essas porcarias e ainda se acham os rochedos. Deve ser rochedo mesmo, de bater a cabeça na rocha!

Preço comum: não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe! Durabilidade das bugigangas: essas desgraças são tão malditas que nem jogando no chão, estourando na parede, botando no fogo ou simplesmente jogando no lixo elas conseguem ser desfeitas. É um verdadeiro pacto com o demônio comprar uma merda dessas cara. Se você comprou, se ferrou! Elas nunca irão abandonar você, Anônimo! MWAHAHAHAHAHA!

Existe um jeito de se livrar dessas coleções?[editar]

Cara, é quase impossível. A Rede Globo quase sempre tem um comercial com uma dessas coleções metidas a fodonas. Como o poder de convencimento da Rede Glóbulo é fascinante e infalível, qualquer idiota como você acaba comprando. Quando não, aparecem em bancas de revistas com pôsteres gigantes, enchendo os olhos dos bestas. E o pior, isso é que nem novela mexicana: comprou a primeira edição, você não consegue mais parar de comprar. É um vício dos infernos!

Ver também[editar]