Colonização interplanetária

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞѮÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Não estranhe se encontrar uma sonda no cu dedão do seu pé ao terminar de ler este artigo. Se vandalizar, um Predador enfiará uma sonda em você!

Alienwantyou.jpg
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.


Nota: Estamos falando de colonização interplanetária, não de Invasão alienígena.


Cquote1.png Você quis dizer: Império dos Reptilianos? Cquote2.png
Google sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Experimente também: Império português Cquote2.png
Sugestão do Google para Colonização interplanetária

Cquote1.png Eu tenho um império maior do que o dos aliens. Cquote2.png
Napoleão Bonaparte sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Nem pensar ô fagulha Cquote2.png
Greys sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Nós queremos paz, por favor. Cquote2.png
José Sarney sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Nós faremos parte de um império americano fora dos limites de nossa galáxia. Cquote2.png
Ronald Reagan sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Nós temos inveja, cajo. Cquote2.png
Pedro Álvares Cabral sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Queremos uma relação para comercializar o petróleo brasileiro com os Veganos, tá ok? Cquote2.png
Jair Bolsonaro sobre Colonização interplanetária

Cquote1.png Nós não queremos nenhuma relação com os terráqueos, queremos apenas dominar a Terra. Cquote2.png
Alienígenas sobre Colonização interplanetária

As reais intenções de uma colonização interplanetária.

Colonização interplanetária é quando um povo de algum planeta começa a ter a Síndrome de Napoleão e começa a dominar os planetas ao redor. A colonização pode ter interesses pacíficos e econômicos ou pode ter fins sexuais políticos, xenofóbicos, de sobrevivência, gastronômicos, etc.

Esse tipo de colonização pode ser feita tanto por terráque quanto por alienígenas (daqui á um futuro relativamente próximo); pode ter também muitas vantagens nesse molde de dominação como comer quantas putas puder ganhar mais riquezas com impostos e a mineração, comércio, etc.

Descrição[editar]

Como tudo começa.

Segundo especialistas especializados na ciência ufológica da ufologia, uma colonização interplanetária começaria com uma invasão alienígena, após o domínio ter sido garantido, é só eliminar o foco de resistência, por exemplo, na Terra como a ONU, OTAN, Estados Unidos, entre outros.

O adultério intergalático é uma bela maneira de convívio entra raças de diferentes planetas.

Depois disso é só estimular a convivência entre humanos e aliens (mas se os aliens forem xenofóbicos ou sangrentos, mataram geral); em seguida é só explorar as riquezas do planeta, matar a Dilma Rouseff e comer umas mulheres.

Mas ainda existem muitos poréns em uma colonização, como a eterna inflação das colônias pela moeda alienígena (a.k.a bitcoin) ser mais valorizada que a moeda nativa da colônia (a.k.a dólar). Além disso, os colonos e colonizados vão enfrentar a xenofobia e os híbridos indesejados (a.k.a Larissa Manoela).

Tipos de colonização[editar]

Um tipo de alien que quer dominar o planeta para resolver problemas pessoais.

Existem diferentes tipos de colonização. Entre eles estão listados:

Colonização pacífica[editar]

É aquele tipo de colonização que, como o próprio nome já diz, é feita de maneira pacífica (ao melhor estilo Dalai Lama e Ghandi) para explorar riquezas desses planetas. É típico desse modelo:

  • Preservar seus governantes: É quando os aliens não tem paciência para cuidar politicamente de humanos jamantas e decidem preservar seus governantes, seus ladrões e seus delatores.
  • Preservar seus costumes: É quando os aliens (menos pleyandianos) não interferem nos costumes, na cultura, na religião e da inteligência anormal dos colonizados.

Existem outras merdas, mas seria muita burocracia intergalática.

Colonização violenta[editar]

É aquele tipo de colonização que é igual traficante, mata geral. Também pode haver estupros, assassinatos e coprofilia nas colônias.

É normal haver nesse modelo:

  • Genocídio: Os aliens chegam, dão uma de Jet Li e atacam deus e o mundo, nesse tipo de acontecimento é normal haver lagos de sangue e tripas em grandes centros urbanos.

Colonização religiosa[editar]

Os pleyandianos são os mais votados para fazer você mudar de religião.

A colonização religiosa é a mais diferente das outras listadas aqui por que, além de ter um modelo de colonização pacífico, ainda tem aquela ajuda intelectual que a humanidade tanto precisa. As principais características desse modelo são:

  • Ajuda intelectual: feita pelos aliens que, achando que os colonizados são burros demais, começam a ensinar tudo o que uma criança alien cabeçuda faz.
  • Guia espiritual: Normalmente praticada pelos playandianos, é usada para ensinar aos colonizados a paz de espírito, o aumento da áurea e como manipular os seus fluídos corporais (???).

Além desses, existem aliens jesuítas que forçam os nativos de planetas colonizados a adorar o Ganesha do cosmos.

Colonização gastronômica[editar]

Esse é o tipo mais bizarro de dominação, que é quando o planeta natal dos colonizadores não tem mais comida, e aí eles transformam a população de suas colônias em estoques de alimentos (os Xenomorph é a raça que costuma colonizar tudo desse jeito); mas, na maioria das vezes, não é de vegetais que esses aliens precisam, eles precisam mesmo é da população nativa em sua nutrição alimentar (a carne de humanos é rica em vitamina Z, por exemplo).

Também há o tipo de alien que não precisa de carne (Veganos) mas que quer transformar suas colônias em fazendas vegetais ou outro tipo de coisa que alienígenas comem.

No caso mais carnívero, os aliens invadem o planeta, sequestram nativos com a promessa de "conhecimento" e depois comem as bundas da população; o que sobra eles guardam para o jantar, ou almoço, e dormem em uma rede de plasma até a hora do café-da-manhã.

Colonização destrutiva[editar]

Aliens saindo de uma colônia destruída.

É o último tipo que listaremos, é praticamente quando os aliens invadem um planeta, comem a população, matam a população, exploram os recursos vegetais e minerais e depois vão embora (igual os gafanhotos de Vida de Inseto); nesse modelo de dominação, os colonizados tem que viver com medo de serem invadidos por alienígenas canibais ferozes e gulosos.

A colonização terráquea[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Terraformação
A nova Terra Uma colônia humana terraformada.

A colonização de outros planetas foi, ou é, o maior sonho dos humanos da humanidade desde eras remotas. Na verdade, a própria terra já foi colonizada pelos tiamatamos (habitantes do Planeta X) que vieram para cá e formaram híbridos de tiamatamos com homens da caverna; o povo de Tiamat só foi embora quando uma das suas experiências deu errado e surgiu Dercy Gonçalves, aí os humanos tiveram que se virar sem a ajuda da Comunidade Intergalática.

Hoje, a Terra já pode estar pronta em 2070 para iniciar a terraformação e iniciar o capitalismo em outros planetas, aí os terráqueos não teram que se preocupar com problemas ambientais (e a Microsoft vai vender PlayStation 180 para toda a galáxia e ao infinito e além).

Haverá, segundo cientistas, uma suruba das brabas nas religiões, já que provavelmente todo mundo vai virar ateu e o papa vai ser substituído por um pleyandiano.

Vídeo[editar]

Veja também[editar]