Confresa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Chegamos? Cquote2.png
Você sobre Tentando chegar em Confresa

Confresa é um lugar tão longe, mas tão longe que até o longe perde pra Confresa.

História[editar]

Um belo dia Deus disse "Faça-se poeira!", e nasceu Confresa. Dizem que foi ali que Deus soprou o pó de onde surgiu Adão. Esta é história mais contada pelos 79% de crentes (ou seja da população total) que vivem na cidade.

Voltando à história do local, um dia Bill Gates, Saddam Hussein e George Bush se encontraram e decidiram, em reunião na cúpula da ONU, delimitar um local de paz, sem brigas, sem guerras e sem nada. Nasceu Confresa. O nascimento foi sem graça mesmo, assim como esta parte do artigo. Mas eu não estou aqui pra fazer você rir, então ria se quiser. Se quiser, vai tomar no mafagafo.

Geografia[editar]

Chegada à Confresa pela moderna MT-322, responsável por ajudar na logística que torna a cidade um mero curral distante de qualquer civilização avançada.

Confresa é uma cidade bizarra. Fica perto de quatro estados e também longe destes mesmo quatro estados (inclusive de Mato Grosso). Já começou errado, fica muito perto do Pará, fica ainda perto do nada, longe de lugar nenhum. Alguns dizem que o Acre começa em Confresa. Outros, dizem que termina em Confresa. A disputa entre alguns e outros já dura séculos. Se o Acre não existe, e Confresa é o início ou o fim do Acre, então Confresa também não existe. É conhecida pelos moradores como Vale dos Esquecidos.

Clima[editar]

O clima é o mesmo do Inferno, acrescentando muita poeira. Faça chuva ou faça Sol, em Confresa a temperatura não muda. Acrescente muita poeira e terá uma ideia de como o clima da cidade é fresco.

São apenas duas as estações do ano, a quente (outubro a abril) com lama, vento e trovoada e a infernal (maio a setembro) com vento, poeira e fumaça de queimada.

Economia[editar]

A economia de Confresa é muito dinâmica, sendo destaque as produções de cana-de-açúcar, artigos indígenas e nada. O nada é o maior motor econômico de Confresa, já que a cidade é esquecida até pelo nada.

Prepare-se, os comerciantes acreditam que suas moedinhas do troco a eles pertencem e jamais, isso mesmo, jamais peça seu troco (ou não more nem visite a cidade). Cartão? Comerciantes jamais ouviram falar nisso, e nem em Código de Defesa do Consumidor e se acaso quiser passar seu cartão em um comércio com plaquinha das bandeiras comuns, eles colocarão um mínimo do crédito (comum R$ 50,00 e R$100,00). Se quiser amigos no comércio evite pedir no crédito, acham que isso é para pobres e como são fofoqueiros lhe taxarão de endividado e jamais ouviram falar em programas de milhagens, aliás, com exceção de fazendeiro e políticos, avião é luxo, mas muito luxo, muito LUXO meeeeeeeesmo e por isso acham que quem pede crédito no cartão, é o antigo "pendura aí".

Comércio próspero mesmo são as igrejas evangélicas (que não sabem o que é protestantismo e se ofendem se forem chamados de protestantes e adoram Israel, por acharem que eles são o povo de Deus e amam Jesus).

Política[editar]

Como em qualquer lugar do Brasil, em dia de eleição a cidade triplica a população. A falta de opção é tamanha, que um mesmo candidato consegue ser prefeito 3 vezes e Confresa continua a mesma... Um nada. Quando é eleito um novo na política, como em 2016, isto só é possível por ter sido apoiado pelo anterior, assim Confresa torna-se o único município do Brasil governado por um prefeito-fantoche.

O Governo Federal até manda dinheiro pra caramba para este município, é praça, é creche, é escola, é rua, mas quando o gerenciamento do dinheiro é entregue aos nativos, adivinhe no que vira? Vira nada!! Conseguem, em uma mesma via com o que deveria ser um canteiro central, asfaltar (com dinheiro federal, é claro) apenas um lado e a jardinagem, só o mato natural mesmo.

População[editar]

Demograficamente a cidade de Confresa é formada por 75,4% de crentes, 10,6% de putas e 14,0% de índios e afins.

8 em cada 10 habitantes andam armados e o restante é punheteiro

Bairros[editar]

  • Poeira Boa: Virando à direita.
  • Poeira Ruim: Virando à Esquerda.
  • Porto Alegre do Norte: Bairro localizado no lado paraense do município, onde todo dia alguém morre de facada e falece misteriosamente.
  • São Félix do Araguaia: Também conhecido como Bangú I ao céu aberto, alta concentração de bandidos, marginais, reformados da PM, engraxates, trombadinhas, vendedores de coco, putas arrependidas e mulheres chefes de família porque o marido desapareceu numa perseguição da PM no Araguaia.
  • Faixa de Gaza: Com a maior concentração de bolichos (botecos, em português) do mundo, a Faixa de Gaza de Confresa é tão perigosa quanto a Faixa de Gaza do Oriente Médio. Com exceção de que no Oriente Médio, morre-se por uma causa (não tão nobre, mas uma causa) e na Faixa de Gaza de Confresa, morre-se por qualquer coisa.

Educação[editar]

Quer ser bem atendido? Não vá a Confresa. Nesta cidade, desde cedo educam as crianças com as disciplinas "Não falar com estranhos e muito menos com conhecidos", "Nunca falar bom dia", "Jamais diga Obrigado".

Construíram à leste da cidade um Campus do IFMT para ensinar estes alunos mal-educados a trabalhar. Um dia eles terminam e precisam trabalhar, mas lá, emprego não há. Para se ganhar dinheiro com suas respectivas profissões tem que deixar a cidade, e dizem que quem bebe a água de um certo córrego por la nunca mais deixa a cidade, então padecem mesmo sem o emprego dos sonhos. Os rapazes acabam virando capatazes de alguma fazenda e as moças, ah, elas se casam com os capatazes se não virarem putas aos 30 anos mentindo aos caminhoneiros que lá param que possuem 18 anos.

Como concurso público só existe na teoria, porque na prática é tudo carta marcada, não há motivo algum para se estudar nessa cidade.

Segurança[editar]

Em Confresa, bandido corre atrás da polícia. Literalmente. Lá, bandido mata três policias dentro da cadeia e sai pela porta da frente. E não é mentira, basta digitar "Policia Confresa Bandido" no Google e verá que é verdade.

Religião[editar]

Existem 457 igrejas de 301 denominações diferentes, e todos de Confresa vão para a igreja. Talvez isso explique o motivo de naquela cidade ser lícito apedrejar gays. As mentes locais não podem compreender a homossexualidade ou aceitá-la, como tudo novo, a homossexualidade não é bem vinda.

Turismo[editar]

Isso não pertence à Confresa. Os habitantes locais não sabem o significado desta palavra.