Coreto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coreto é uma casa muito engraçada, pois ninguém podia entrar nela não, já que na casa não tem nada além do teto (por favor, alguém contrate um professor de rima para o escritor dessa merda). Os coretos normalmente ficam no meio duma praça e são usados para diversas coisas, como pichação, ser abandonado pela prefeitura, tudo menos sua verdadeira função, mendigos se alojarem da chuva. Alguns também pensam que eles servem para apresentações e discursos, o que não deixa de ser verdade, mas são pouco usados nesse sentido...

Descrição[editar]

Um coreto.

Os coretos surgiram primeiramente há muito tempo atrás, num país muito, muito distante chamado Portugal. Além das padarias e embarcações usadas para irem até a puta que pariu mais antigas serem portuguesas, os coretos mais antigos aparentam também virem desse país que é basicamente o figurante ou aquele tipo de personagem que só aparece algumas vezes caso a Europa fosse uma série de televisão... Foi durante a invasão de Napoleão no país ibérico que, o dito cujo imperador, achou uma boa difundir tal ideia pelo continente. E do continente europeu foi pro resto do planeta Terra, ou não, já que ninguém se importa com eles, então ninguém prestou atenção ou não se existe um coreto em cada continente...

Um coreto é nada mais e nada menos do que a junção de um telhado de telha, umas toras de madeira para sustentar essa porra, um chão feito do que você decidir no momento e uma escadinha para ninguém ter que aprender a voar para ter que chegar em cima desse detalhe ignorado das cidades ao redor do mundo... Para quem ainda não entendeu, e espero que não tenha vindo parar justamente na Desciclopédia tentando entender algo, é basicamente um carrossel só que sem os cavalos empalados, e no lugar dele umas pilastras e uma escada simples.

Uso[editar]

Segundo algumas fontes sigilosas, sejam elas fontes termais, fontes de letra do PowerPoint, ou um analfabeto que esqueceu-se de colocar um R na palavra fronte, os coretos são utilizados por qualquer um que tenha uma síndrome de estrelismo, ou portadores de transtorno de personalidade histriônica, e queiram ser o centro das atenções, já que os coretos são locais mais elevados e de destaque nas praças ou onde quer que estejam. Para quê vão usar o centro das atenções? Normalmente é para discursar algo importante, por exemplo avisar quando vai ter gol do Gabigol, ou para uma banda de músicos se apresentar.

Contudo, o que é bem mais comum de se ver apresentando-se são os mendigos numa apresentação intitulada "Dormindo no Papelão & Fedendo no seu Nariz". Já que o Governo está muito mais preocupado em fazer arminha com a mão, ou como era nos governos antigos, financiar comunistas comedores de criancinhas, esses pobres (literalmente) coitados ficam largados no meio da civilização... Também é comum ver por lá pichadores sem ter mais onde vandalizar, jovens bêbados que se reúnem por lá para ficar fazendo zoada e putaria e etc.