Cultura da Itália

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Itália é um país de cultura riquíssima, resultado de milênios de Império Romano, uma guerra mundial em nome do fascismo e coração da Igreja Católica que deveria ser israelense. Além é claro, de ter copiado e roubado quase tudo da Grécia e apenas mudado o nome pra disfarçar.

Arquitetura[editar]

Uma típica casa em arquitetura 100% italiana, com estética esmerada e uma total aplicação estrutural.

Os italianos são, por alguma razão, ainda populares por sua arquitetura (que não passa de uma imitação barata da milenar e mais consagrada arquitetura grega). Em todo o mundo as pessoas convidam os italianos para construir uma casa, igreja, abóbada, cripta ou palácios recheados de estátuas de mau gosto retratando homens de bilau pequeno escancaradamente pelados, isso é muito estúpido porque os mexicanos são muito mais baratos, mais eficientes e mais discretos.

A arquitetura italiana tem poluído o mundo por séculos, graças a uma agressiva campanha de marketing feita por professores de artes plásticas que insistem na beleza daqueles prédios renascentistas em forma de caixote com colunas bonitas que na verdade são todas gregas.

Ironicamente, na Itália, não há prédios projetados por italianos, a arquitetura italiana é feia para eles.

Arte[editar]

Aqui vemos um demonstrativo da evolução das artes na Itália, do Renascimento à esquerda ainda arcaico e vulgar, ao modernismo à direito completamente belo e repleto de significado.

A Itália foi o coração do Renascentismo na Idade Média, um marco na história das artes do mundo, que na verdade não passava de uma justificava para os taradões pintarem peitinhos e esculpirem pirocas sem que a igreja os perseguisse por isso.

Os italianos são um povo artístico, suas obras tem rendido bilhões, mesmo que toda aquela tralha de quadros e estátuas sejam totalmente feias, mas com alguns truques de suborno todas elas são supervalorizadas e todas pessoas comuns são levadas a acreditar que é tudo muito bonito e valioso.

A arte italiana pode ser identificada pelo uso exagerado de nu masculino (hmmm... boiola!), onde uma das principais pinturas que existem é de um homem assustador com seis braços, e peladão, claro.

Música[editar]

Muitos instrumentos musicais populares foram inventados na Itália, incluindo o piano, o violino, o sanfone e aquele bandolim chato dos venezianos. Os italianos foram os desenvolvedores da chatíssima música clássica, um feito que atualmente eles não gostam de ter o crédito e afirmam que os alemães que inventaram isso. A Itália é também o berço de apresentações musicais especiais em que as pessoas com excesso de peso performam canções incompreensíveis por duas horas, um espetáculo que os italianos chamavam de ópera.

Literatura[editar]

Temos o épico Divina Comédia de Dante Alighieri, e o político O Príncipe de Maquiavel, só essas duas obras já seriam o suficiente para colocar a Itália no hall das nações mais bem letradas da história... se não viesse um bando de autores irrelevantes e fizessem um monte de historinhas irrelevantes, enquanto autores estrangeiros se aproveitam de toda história da Itália para criarem história realmente boas, como Dan Brown.

Vestuário[editar]

Tal qual a frescura inerente ao seu povo, a Itália é um dos principais polos de moda do mundo, difundido a mania de usart suspensórios por todo o mundo.

Flag map Itália.png Itália
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo