Curvelândia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Curvelândia é um provável município que acredita-se existir em algum lugar a noroeste de Cuiabá. Maiores detalhes são desconhecidos, uma vez que isso fica no caminho para o Acre, e essas regiões mágicas habitadas por elfos e mulas-sem-cabeça ainda são muito pouco exploradas e muito desconhecidas do mundo exterior.

História[editar]

Entrada do município de Curvelândia, pela curva que deu a origem do nome da cidade.

Os primeiros registros de malucos corajosos que ousaram chegar até ali, foram de grupos de garimpeiros de diamantes, advindos de Alto Paraguai, Diamantino, Arenápolis e Barra do Bugres, que ao subirem o Rio Paraguai em busca de pedras preciosas, encontraram apenas a decepção de Curvelândia, um conjunto de matagais, atoleiros e brejos no meio do nada, com nenhuma mísera pepita de diamante sequer. Frustrados, estes bravos bandeirantes só não conseguiram retornar pra casa, porque a comitiva foi toda atacada e devorada por um grupo de anacondas-gigantes.

As primeiras habitações foram construídas por pantaneiros de Corumbá que se perderam no pantanal após serem tragados por um redemoinho, e acabaram indo parar em Curvelândia onde decidiram criar uma propriedade.

Até 1970 aquela região não passou de um limbo, quando nessa década, a União cedeu gratuitamente para fazendeiros paulistas títulos de terras (só para que estes expulsassem os paraguaios que ali muambavam, e assim delimitasse melhor a fronteira).

Durante todo o século XX Curvelândia não passou de um distrito cagado de Cáceres, que propositalmente deixou Curvelândia anos abandonada a própria sorte, até que em 1988 se torna município. O nome Curvelândia foi adotado porque é lá que o vento faz a curva.

Atualmente, graças a estar desmembrada de Cáceres, orgulha-se de ser um dos municípios com os piores índices sociais e econômicos do Brasil.

Geografia[editar]

Entre aqueles inúmeros charcos lodosos, está o famoso Rio Cabaçal, que tem esse curioso nome devido a uma antiga lenda curvelandense que diz que a fundadora da cidade perdeu o cabaço num festival de pesca nesse rio (que são uma verdadeira suruba de barcos aquela coisa tosca...)..

População[editar]

Apesar da cidade nunca ter tido um censo, o IBGE estimou (inventou) que lá tem 5000 habitantes (ninguém vai questionar isso mesmo). A cidade é conhecida por ser o lar de uma peculiar raça, os tios chatos das gurias de Cuiabá e que levam suas sobrinhas pra lá nos fins-de-semana achando que elas gostam daquela porcaria de lugar tedioso.