Cyber Police ESWAT

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/c/ca/Eswat-arcade_armorside.png}}

Eswat-arc squadcar.png
Smb-nes mario walk.gif
Cyber Police ESWAT é da época da Velha Guarda dos Games

provavelmente foi um dos motivos para a crise de 1983


Cyber Police E-SWAT: City Under Siege
Eswat-arc titlescreen loopsmall 4frames.gif

Tela de abertura do Arcade

Informações
Desenvolvedor Sega
Publicador Sega
Ano 1989
Gênero Plataforma? Tiro? Nem sei...
Plataformas Um monte
Avaliação 7
Idade para jogar 10 ânus

Cquote1.png Um Gundam desconhecido... Cquote2.png
Heero Yui sobre E-SWAT
Cquote1.png Já joguei coisa melhor! Cquote2.png
Qualquer um sobre E-SWAT

E-SWAT é mais uma encheção de linguiça produzida pela Sega. Desta vez, eles conseguiram a proeza de plagiar a si mesmos e simplesmente fizeram uma releitura de Shinobi protagonizada por uma versão macho da Samus Aran.

Review[editar]

Manual de instruções do ICE

O protagonista é Duke Nukem, que foi demitido do seu próprio jogo e agora trabalha para a tal E-SWAT (Extra-Special Weapons And Tactics, agora corre lá no Babel Fish). Seu objetivo agora é capturar os bandidos mais perigosos da cidade trajando a mesma armadura da Samus, que o Sonic roubou da Nintendo a mando da Sega e acabou deixando azul porque tinha acabado de tingir seus espinhos e manchou.

A armadura agora se chama ICE (Individual Combat Equipment, Babel Fish de novo), mas ela somente é liberada depois de enfrentar o primeiro chefão, que aparece só na segunda fase. Antes disso, tem que se virar atirando nos inimigos com umas arminhas vagabundas que logo ficam sem munição, aí tem que ficar catando balas escondidas pelo cenário para recarregá-las.

São 15 fases no total, incluindo um super-criativo e inovador macaco que joga barris no seu personagem, e o chefão da última é um robô líder de uma organização criminosa cujo plano maléfico consiste em criar vários clones da ICE para tornar-se invencível e assim dominar a cidade! A cidade?! Cadê os objetivos de dominação mundial? Mas que lixo de vilão, sou mais a Odete Roitman.