Dakahlia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Dakahlia (em egípcio um desenho de um camelo sentado ao lado de um galho em pé acima de três ondinhas) é uma província egípcia do tamanho de uma quitanda localizada nos charcos do Delta do Nilo.

História[editar]

Em egípcio a placa diz: Bem Vindo a Dakahlia.

A província surgiu quando Mohamed importou da Arábia Saudita alguns camelos para revolucionar o transporte no Egito e construiu no local uma vendinha e estábulo de camelos. Internamente, o negócio não deu muito certo, já que os egípcios só conhecem o Rio Nilo e andam só por ali, mas o Egito sempre foi o ponto de partida para grupos de fuzilamento suicidas, como a Legião Estrangeira Francesa, então o Camelódromo de Dakahlia começou a arrecadar capital externo.

Em certo momento, a Vendinha de Dakahlia havia arrecadado tantos dinares e peças de ouro que comprou a independência de Cairo e se tornou uma província desértica autônoma daquelas foda de sobreviver (na verdade a arrecadação nem foi muita, o governo egípcio é que além de pobre, não liga para a subdivisão de seu país).

Desde então, até os dias atuais, Dakahlia compra camelos espalhados por aí, deixa eles bebendo água no Rio Nilo que passa por dentro da vendinha de Dakahlia e esses animais conseguem cruzar o Deserto do Saara sem morrer (o seu dono geralmente morre na viajem).

Geografia[editar]

Situado no Delta do Nilo, Dakahlia é 100% formada por construções suspensas, e como Dakahlia é formada por 1 construção (a vendinha de camelos) esta está suspensa sobre o Rio Nilo. Um dos grandes problemas de Dakahlia são os constantes ataques de crocodilo àqueles que vão beber água desprevinidos.

Economia[editar]

Totalmente baseada no camelódromo, na gordura do camelo, na figura do camelo e no cuspe do camelo. A economia é formada 50% por pecuário e 50% por serviço e atendimento.