Datafoda-se

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Demonstração do amor pelo BBB, qua vai para sua 54ª temporada.

Cquote1.png Só isso? Quero mais 5%! Cquote2.png
José_Serra sobre sobre resultado da pesquisa
Cquote1.png Tudo mundo sabe que esses resultados são todos manipulados pelo governo federal em gestão! Cquote2.png
Heloisa Helena sobre pesquisas do Datafoda-se
Cquote1.png Eu não fei de nada. Cquote2.png
Lula sobre afirmação de Heloisa Helena
Cquote1.png Vamos dar um espiadinha... Cquote2.png
Pedro Bial sobre resultados inescrupulosos

Como é que é?[editar]

  • Seu fundador foi Pedro Bial, famoso dirigente da nave Big Brother. Seu intuito inicial era criar confusões e mistérios nos paredões do BBB. Mas viu que seria mais divertido usar esse poder de persuasão em grandes decisões políticas da nossa nação. Ah! Que divertido seria eleger políticos ignorantes e sem perpectiva só dizendo que eles estão na frente nas pesquisas.
  • É de conhecimento comum que o Instituto Datafoda-se é parceiro de longa data com a Rede Globo. Só assim suas pesquisas seriam enviadas do Iapoque até a Serra del Viento Frio, na Argentina do Norte. Não é dificil alienar pessoas sem conhecimento, esse é o lema do Datafoda-se.
  • Gosta de brincar com pesquisas sem importância também. Como as pesquisas de votos para decisões presidenciais, por exemplo.

Votações ganhadas pelo Datafoda-se[editar]

Se eu pudesse eu matarra mil.
  • Você é a favor do desarmamento? - Fez o Não ganhar dizendo que 65% da população votaria em Não. Além de muitos artistas globais usados em campanhas em prol ao uso de armas. Fez isso porque os dirigentes, redatores e pesquisadores do Datafoda-se são constantemente perseguidos nas ruas e sofrem ameaças de morte constantes e são guerrilheiros da As Farc alem disso comandam as favelas da argentina brasileira ou seja, todos tem várias armas em casa.

Curiosamente, metade dos formulários do Datafoda-se tinham a pergunta: "Você não é a favor da revogação do direto de não posse de uso de porte de armas e venda no brasil relativo ao comércio de armas de fogo e munição, que deve ser a favor da proibição da lei que revoga o referendo que permite a proibição de armas no país, em resumo, você não é a favor da não venda de armas? Ou é a favor da contrariedade de ser feito um não desarmamento sobre a venda de armas?"

  • Se a votação fosse hoje, você optaria ou recusaria sobre a emenda referente a junção do Brasil com a Província da Bolivia do Leste? - Votação sobre a troca de um cavalo pelo estado do Acre. O Datafoda-se afirmou que apenas 7% dos seringueiros bolivianos ficariam felizes com a troca, fazendo a maioria da população brasileira votar pela junção. Só pra sacanear os bolivianos.

Técnicas Matemáticas[editar]

Os estudiosos do instituto datafoda-se fazem uso das técnicas matemáticas mais modernas para a extrapolação de seus resultados. Além da quadratura do circulo e da polimerização de parábolas transversais,para calcular o conjunto de resultados obtidos adota-se x²-4=0 /x/=[a mentira se > q a verdade, grande parte dos resultados são obtidos através do uso de uma moeda devidamente balanceada e certificada pelo outmetro.

Como exemplo, reza uma lenda pagã que uma das pesquisas do instituto era sobre a reação das pessoas que recebiam questionários via e-mail. Desta forma, o instituto elaborou um quastionário no qual a principal pergunta era se a pessoa costumava responder a questionários enviados a suas caixas de e-mail.

Aproveitando-se de uma lista de e-mails de spams compradas pelos partidos políticos de webmasters chineses, o instituto enviou, então, o questionário para 1 milhão de e-mails brasileiros. Ao final de uma semana, os 50 quationários foram recebidos e devidamente analisados pelos técnicos, os quais concluiram que 48 questionários possuiam a principal pergunta respondida com sim, enquanto que 2 respondiam com não. Portanto, a conclusão óbvia dos técnicos foi que 48/50 (98%) das pessoas respondem aos questionários enviados à suas caixas de mensagens.

Ver também[editar]