Dengeki Bunko: Fighting Climax

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Dengeki Bunko: Fighting Climax é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Liu Kang treina para ser campeão do Mortal Kombat.


Dejeto na Bunda: Lutando até o Climax
Dengeki Bunko cover.jpg
Informações
Desenvolvedor Lolicon Software
Publicador Cega
Ano Antes de você nascer
Gênero Protótipo de jogo de luta
Plataformas Fliperama de rodoviária, Dreamcast PS4, PS Vita
Avaliação 6/10
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Curin numas Kuraimasuku! Cquote2.png
Guria retardada falando qualquer coisa na abertura do jogo

Dengeki Bunko: Fighting Climax é um desses jogos de luta xerox de Guilty Gear, só que reunindo diversas waifus de diversos animes ecchi shonen da Dengeki Bunko, empresa especializada em produzir animes para gurias retardadas e otakus fedidos sem namoradas reais, o que explica a relativa alta popularidade desse jogo, já que esse tipo de pessoas derrotada consome bastante games.

Produção[editar]

Seguindo a tendência de jogos de luta com clara erotização de garotinhas para satisfazer a estranha tara de pré-adolescentes punheteiros e adultos derrotados virgens ainda punheteiros (os otakus) com o surgimento de jogos nada verossímeis ou críveis como Aquapazza: Aquaplus Dream Match, no qual meninas fofas, mulheres gostosas e rapazes boa pinta caem na porrada se socando de mão fechada, a Dengeki Bunko percebeu que tinha um tesouro em suas mãos com os animes que havia publicado. Só com a quantidade de hentais existentes de Sword Art Online e A Certain Magical Index já dava pra criar o mais famoso eroge da história, mas pelos bons costumes, a empresa preferiu manter-se no ecchi, criando um jogo de "luta" que na verdade seria só uma desculpa para otakus ficarem vendo e interagindo com suas respectivas waifus. No produto final é ofertado ao jogador uma variedade de até 10 waifus para jogar, explorando todos gradientes possíveis entre a mais lolicon possível com a Tomoka Minato até a mais milf possível com a Selvaria Bles, não havendo margem para decepcionar otakus sebosos.

Como a empresa produtora desse negócio, a Lolicon Software não tinha estrutura para uma distribuição, fez parceria com a Sega, que estava matando cachorro a grito, que distribuiu o jogo, e por isso tem até uma fase de Sonic absolutamente aleatória no meio do jogo, embora (ainda bem) nenhum personagem de Sonic incluído, porque o nível de furry do japonês é muito acima disso, só se a Nintendo cedesse a Krystal, por exemplo.

Enredo[editar]

O jogo trata do pedido de ajuda de uma guria retardada de cabelo rosa chamada Denshin, que levou ao pé da letra quando falaram que caso ela quisesse chamar atenção, deveria por um Dreamcast na cabeça, porque foi exatamente o que ela fez. Por ser, se parecer, se comportar e agir como uma retardada, ninguém se importa muito com ela, sempre pulando seus diálogos chatos sem dó nem piedade, e a única coisa que ela quer é uma ajuda para derrotar o MissingNo., o último chefão desse jogo.

Jogabilidade[editar]

Selvaria Bles usando sua pica de 3 metros para estuprar Miyuki Shiba e ensinar essa garotinha juvenil como melhor ser uma vadiazinha de escola

É um jogo de porradinha em 2D ao estilo Guilty Gear como qualquer outro, dois personagens se batendo até um cair quando a barra de HP acaba, a única diferença real são as personagens, que são 14 waifus e uns 7 caras só para os otakus mais inseguros acerca de sua sexualidade não se sentirem estranhos jogando só com meninas. Além das porradinhas normais durante a luta com muito chute e soco, o jogador pode chamar um suporte, que sempre só atrapalha ao invés de ajudar, soltando algum poder que estraga seu combo, afasta seu inimigo ou simplesmente dá uma abertura para você tomar um combo de 30 hits e morrer. Os especiais de todos personagens é o mesmo comando, a meia-lua pra frente e soco, e são todos a mesma coisa, um poder brilhante e genérico que explode a adversária, pois como se tratam de waifus, não dá pra inventar muita coisa sobre seus poderes de porrada, pois seu real poder está em ser excelente material para masturbação.

Além de jogar contra o amiguinho, ou online contra ninguém num servidor deserto, o típico é ir jogar no Modo Arcade, lutar contra máquina repetidas vezes, e não adianta, nenhuma das waifus mostra a calcinha. As versões de PS3, PS Vita e PS4 disponibilizam Dream Duel Story, que é a mesma coisa do Modo Arcade, só que com muito mais diálogo chato, ideal para aqueles que adoram uma visual novel de baixa qualidade.

Personagens[editar]

  • Asuna Yuuki (Sword Art Online) - Está para Dengeki Bunko o que a Saber está para Nitroplus Blasterz: Heroines Infinite Duel, não no sentido de jogabilidade embora as duas tenham espada, mas porque é a principal waifu de todo o jogo. Como todas demais personagens, seus movimentos são genéricos, mas está entre as prediletas, sem dúvidas, devido aos otakus pervertidos.
  • Shana (Shakugan no Shana) - Disputa com Asuna o posto de waifu predileta, as vezes ganhando maior preferência por ser menor de idade e ser ruiva. Todo mundo é tarado por ruivas.
  • Kirino Kosaka (Oreimo) - Uma das waifus mais requisitadas da história dos animes, não tem capacidade nenhuma de combate mas precisou ser incluída no jogo, caso contrário a Lolicon Software seria incendiada ao perceberem a falta dela. Então para combate precisou ser adaptada e usa suas habilidades de cosputa cosplayer para invocar os seus poderes.
  • Kirito (Sword Art Online) - Aquele personagem genérico e sem graça (tal qual sua participação no seu anime de origem), um dos poucos rapazes jogáveis, está ali apenas para que os jogadores de sexualidade mais insegura não tenham apenas garotinhas para controlar. Na prática seus movimentos são os mesmos da Asuna, com um pouco dos movimentos da Misaka.
  • Kuroyukihime (Accel World) - Yukina certamente não é a única que percebe como Kuroyukihime está ali com um decote enorme e desnecessário, praticamente exibindo seus peitos (que comparados aos da Selvaria, são dois moranguinhos, mas ao contrário dos da Selvaria, muito mais expostos). Em suas costas tem suas asas de mariposa e em combate é o personagem mais lento do jogo.
  • Mikoto Misaka (A Certain Magical Index) - Apesar de vestir uma microssaia colegial, usa shortinho por baixo, então nada de calcinhas listradas em azul e branco. Para combate controla a eletricidade, mas consegue controlar bem seu poder e não causar ataques cardíacos em nenhum oponente.
  • Miyuki Shiba (Mahouka Koukou no Rettousei) - Mais uma waifu, e esta aqui incestuosa pelo Tatsuya. Tal qual a Kirino, não deveria ter poderes mágicos, então além do seu poder de ser aquela garota fria e apaixonante, aprendeu a descer a porrada nos outros.
  • Rentaro Satomi (Black Bullet) - Tipo um Kirito, mas de um anime diferente. Um desses moleques metido a sombrio. Tem uma arma de fogo que serve pra nada.
  • Shizuo Heiwajima (Durarara!!) - Fulano que em todo seu anime acredita com grande convicção que "machucar as garotas é algo ruim", no entanto, neste jogo ele parece perfeitamente bem em espancar sem dó as suas adversárias do sexo feminino, abertamente chutando suas bundas. E por falar nisso, Izaya também não tem problema em pisotear as meninas do jogo.
  • Taiga Aisaka (Toradora!) - Loli adorada pelos punheteiros porque é uma tsundere de belos cabelos castanhos, é outra que não faz sentido nenhum estar num jogo de luta, mas que precisou estar ali, senão otakus punheteiros ficariam furiosos. Usa um pedaço de pau como arma.
  • Tomoka Minato (Ro-Kyu-Bu!) - Uma lolicon que usa um vestidinho sexy de empregada. Embora esteja ali vestida feito uma puta juvenil, mesmo com esse traje ela joga basquete e ainda luta enquanto isso. Pelo menos uma coisa manteve-se bem crível, porque uma bolada de basquete machuca pra caralho.
  • Yukina Himeragi (Strike the Blood) - Mais uma personagem colegial de saia esvoaçante, usa um de seus brinquedos sexuais para sodomizar suas adversárias.

Destraváveis

  • Akira Yuki (Virtua Fighter) - Está ali como cortesia da Sega Sem carisma nenhum, como sempre, só um Ryu falsificado. Uma péssima escolha de último chefão.
  • Selvaria Bles (Valkyria Chronicles) - Espécie de Akuma do jogo porque é a última chefona secreta do arcade, destravável somente se você estuprar 5 garotinhas antes de chegar no chefe final, ela está ali claramente para ser a Milf do jogo com o seu corpo desproporcionalmente peitudo, chamando mais atenção pelos peitos gigantes do que pelo dildo de 3 metros que carrega como arma transformando seus oponentes em Hot Kinky Jo ao estuprá-los sem dó. Mas caso ela esteja sendo derrotada, pode usar o seu especial aprendido com o Electrode, se suicidando, se explodindo, mas levando o adversário junto.

Ignition[editar]

Apenas 1 ano depois, em 2015, foi lançado Dengeki Bunko: Fighting Climax Ignition, algo bem "Capcom" de se fazer. A única diferença foi a presença de mais gurias (Ako, Emi Yusa, Kuroko Shirai, Qwenthur Barbotage, Tatsuya Shiba, Yuuki) e um gameplay mais balanceado (leia-se: os personagens bons foram nerfados e os ruins agora arrancam bifes de HP). Além da introdução do "Ignition", que é um power-up para n00bs.