Desbatismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crazyhorse.gif Atenção! Este artigo fala sobre BURRICES!

Não leve nada daqui a sério, ou você corre o risco de
se tornar tão burro e lerdo quanto o criador dessa joça.

Ou as burrices podem te morder.

Kidiaba.gif
"Irmão, eu te desbatizo em nome d... de quem mesmo?" Note que o fiel está tendo algum tipo de visão celestial com o grande nada dizendo: "..."

Desbatismo é uma prática meio... mas que porra?

Bom, foi inventada por ateus dos anos 2000 (essa raça que fode com a tradição do ateísmo cruelmente) como uma forma de "protesto" e para mostrar que foram retirados da fé cristã. Ou algo assim. Claro, todos nós sabemos que na real é só pra aparecerem e darem uma de lecais e grassados. Só que, lógico, nem isso conseguem.

Prática[editar]

Segundo os ritos da ATEA, seria assim:

  1. Chegue diante de um sacerdote ateu (QUE PORRA É ISSO?). Ele tem que ter comprado nas Casas Bahia através do plano "Minha Casa Melhor" um secador de cabelo profissional com um adesivinho da ATEA, senão o desbatismo é inválido;
  2. Diga que decidiu renunciar todas as fés e cafés do universo;
  3. Grite duas vezes "não há lugar melhor que nosso lar" e cante "além do arco-íris...";
  4. Espere o sacerdote dizer "expecto patronum" para que os efeitos do batismo sejam anulados em nome de... de.. Karl Marx?
  5. Pronto, agora receba seu "certificado de desbatismo" e pode postar no Facebook!
Rugal mandou uma cartinha para este artigo.
Gaste todas suas fichas para tentar derrotá-lo!