Desentrevistas:Caco Antibes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Desentrevistas.gif

Este artigo é parte do Desentrevistas, a sua coleção de fofocas informações sobre as pessoas famosas.

Batata desciclo sem texto.PNG
A Desciclopédia possui um artigo sobre Caco Antibes


O nórdico, em pessoa.

Nós aqui da Desciclopédia viemos até a Dinamarca, terra de louros, altos e nórdicos, para entrevistar um louro, alto e nórdico: Carlos Augusto Antibes, vulgo Caco Antibes.

Diga-me, Caco, de onde você veio.[editar]

Bom, meus antecessores, parentes da Baronesa Vah Sy Fiuder, vieram daqui, da Dinamarca. Infelizmente nasci no Brasil. Mas nasci num berço de ouro, com direito a papinha de caviar.

Como era sua vida no Brasil?[editar]

Eu morava nos jardins, na mais alta riqueza, com direito a tudo. Um dia, tive que me casar com Magda, minha esposa. Ela era burra, mas era mestre em sexo. Por isso fiquei com ela. Começou a piorar quando meu pesadelo eterno minha sogra Cassandra veio morar comigo, após o falecimento do seu cônjuge, o Brigadeiro Salão.

Como foi quando você perdeu tudo?[editar]

Um dia, a Receita Federal soube coisas de que me orgulho muito no meu histórico e me tirou tudo. Tive que viver na rua por um tempo, até ser obrigado a viver na casa do pateta irmão da minha sogra. E assim começa a saga que muitos chamam de SAI DE BAIXO.

Como foi a vida na casa de Vavá?[editar]

Era um inferno. Eu era tratado como pobre! Vivia com pobres! EU TENHO HORROR A POBRE! Tive que usar o cartão do Vavá para sobreviver! Foram 240 golpes que falharam! Até que, graças a Deus, consegui ir para a Dinamarca com "minha família". Aqui estou, e este ano, serão completos 10 anos de vida de luxo na Dinamarca, da qual nunca quero sair. E, como diriam os dinamarqueses, Min pik er større end din!

E assim encerro a entrevista com o nórdico. Quando notei, meu cartão de crédito internacional não estava mais na minha carteira.