Deslivros:A história da Cachinhos Dourados adulta do século XXI contra a Loira Malvada que foi escrita por um Vândalo Eslovaco católico usando versões censuradas das imagens das moças pois o mesmo não quer incentivar ninguém a pecar contra a castidade

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.


Introdução/prólogo cheio de enrolação pra tentar desincentivar o leitor[editar]

Caro(a) punheteiro de merda leitor(a) curioso(a), já vou avisando previamente que este deslivro possuí Vandalização eslovaca proposital, portanto se almeja imagens de moças mui formosas e desnudas veio ao lugar errado.Tente esse Clickbait esse artigo.












































































































É sério mesmo.Desciclopédia não é site pornô!E se for um pirralho "di menor" não queremos mamãe de ninguém enchendo o saco por aqui por causa do seu histórico no navegador!












































































































Nem do Conselho Tutelar também!Ou a Febem!












































































































Indo pra uma linguagem mais coloquial: Não me responsabilizo se você maliciar o que eu censurei aqui fera...












































































































É sério cara, tem tantos Deslivros bom por aí, vai ler outro!












































































































Depois não vai dizer pra algum Padre por aí na confissão que "Ai, eu caí em tentação por culpa daquele site de humor lá que postou imagens de duas minas 10/10".O artigo foi até você ou você foi até ele?












































































































Ou então dar todo o seu salário pra algum Pastor da Igreja Universal do grego












































































































Lembre-se que as mulheres possuem alma e sentimentos, não são meros pedaços de carne pra comer e jogar fora (mesmo que algumas gostem ou fingem que gostam de serem vistas assim. Então vai se tratar de tomar vergonha na cara, trabalhar, casar e fazer um monte de filho na sua amada em vez de ficar dando "pinocadas" ou "fapando" por aqui!Isso vai contra a lei natural!











































































































E se fossem fotos da Tua mãe, Tua irmã, Tua namorada ou Tua vó peladonas ou semi-nuas pra qualquer um ver?VOCÊ IA GOSTAR POR ACASO????Melhor tirar a mão do bicho e botar na tua bunda consciência!











































































































...ainda quer ler essa merda?Aff, tá certo, mas saiba que é o primeiro e último Deslivro desse tipo que eu escrevo aqui.Com vocês, uma releitura descíclope do conto clássico "Cachinhos Dourados":

Capítulo I - O começo da cagada jornada[editar]

A nossa protagonista, após ler tudo isso e imitando o Cachorrinho do Eh mole.

Era uma vez uma moça chamada Sapphire Cachinhos Dourados adulta do Século XXI. Sim, esse é de fato o nome completo dela, ela é de maior, a história se passa no século atual e eu sei que isso não faz sentido nenhum, mas podia ser pior. Era nasceu e morava numa cidadezinha montanhosa dos Estados Unidos. Sempre foi metida a aventureira, e desde pequena sempre assistia o Discovery Channel, sobretudo os softwares programas do Urso Grillo, Ducktales (que nem passa nesse canal mas não importa) e o Largados e pelados. Um certo dia quando estava de férias (ela trabalhava de modelo pra catálogos de lingerie e de guarda florestal) resolveu dar um rolê bem Topperson numa floresta perto da sua casa. Pegou um monte de tranqueiras de acampamento que eu não vou listar todas aqui, um 38tão pra defesa pessoal (se fosse no Brasil nem arminha de água ia poder levar.Não é chupar bola dos gringos não, é pura verdade), o celular, um spray pra afastar animais perigosos e uns doces na cesta da Bicicleta. Após ser cantada por pedreiros que moram perto da casa dela, parar no meio do caminho pra retocar a maquiagem, visualizar Mais de 8000 mensagens do Whatsapp (90% delas memes da Caneta Azul) e pedalar trocentas horas montanha acima finalmente chegou no lugar.Era tipo uma reserva florestal do Pica-pau que já havia sofrido queimadas antes e era meio isolada da civilização mas nem tanto, porém não era problema pra ela enquanto Guarda Florestal, pois manjava dos paranauê do mato. Depois de montar acampamento e descansar um pouco resolveu vagar floresta adentro, e assim como na versão original do conto também encontrou uma cabana perdida em algum lugar por ali.

Capítulo II - Tretando com as feras[editar]

— Caramba, eu aprendi com meu ex-namorado RPGista que dá pra encontrar tesouros nisso aí!Fora o que me ensinaram no YouTube e na Wikipédia na infância! — Disse Cachinhos Dourados, baseada em seus conhecimentos (apesar de não parecer se tratava de uma Loira inteligente, mas não a mais poderosa, como veremos depois). Ao entrar naquele chalé, que estava com as portas destrancadas, ela se depara uma cena apetitosa: Uma mesa de comida ajeitada e bem enfeitada, cuja as refeições pareciam frescas e sem sinais de alguém ter tocado nelas. Havia um copo grande com suco de laranja natural misturado com Mel, um suculento bife em uma bandeja de prata escrita "Carne de mamute voadorque se fuuuuudeu" e um pequeno potinho com bolinhos de arroz e brotos de bambu prontos pra enfiar na boca. — Mas tá bom demais pra ser verdade!Não pode ser. E parece que não vem nenhuma pessoa faz tempo por aqui...bom, talvez se eu pegar só um golinho do suco só e um pedacinho do resto não vai ter problema.Afinal meus suprimentos são limitados, tem uma possível tempestade se aproximando e não achei nenhum bicho que a lei permita ser caçado por enquanto. — pensou ela. Como a fome e a sede bateram alto começou tomando um gole do suco, mas tinha um gosto esquisito e estava cheio de pelos estranhos que sequer pareciam de um ser humano.Em seguida olhou para a bandeja de prata e estranhou a descrição, já que os mamutes são animais extintos até onde sabemos, mas mesmo assim comeu um pedaço da carne, e apesar de estar um pouco malpassada para seu gosto não achou tão ruim. Para finalizar (puta merda mas que gulosa preguiçosa do cacete, em vez de caçar algum animal logo, deve ser vegana saporra!) comeu uma parte da pequena porção de brotos com bolinhos de arroz, a qual achou o melhor alimento que estava naquela mesa. Depois que percebeu que a noite se aproximava trouxe o mais rápido que pôde as coisas do acampamento para a habitação teoricamente abandonada, e para sua surpresa haviam 3 camas naquela casa. A primeira que ela testou estava encharcada de suco de laranja e leite, o que ia demorar pra limpar e secar, além de ser grande demais pra ela. A segunda era pequena demais, além de ser dura e feita de bambu. Por fim resolveu se deitar sobre a última, que parecia perfeita, e tinha um cobertor com a estampa de um urso (que foi?Achou que seria de um mamute de novo é?Plot Twist leve!Ou seria mais um Clichê?). Aconchegando-se nela, adormeceu profundamente. No dia seguinte uma cena inusitada, inacreditável e quiçá um pouco bizarra: Entram naquela cabana uma família composta de 3 ursos falantes!

Quando aqueles ursídeos peculiares entraram em seu lar e viram diversas tralhas de acampamento, bem como os alimentos pra se transformar em cobra com partes a menos ficaram revoltados e perplexos.
— Buáaaa!Mas que merda, acabaram com meus brotinhos de bambu!Deve ter sido aquela garota que conheci no Japão de novo! — exclamou chorando o pequeno panda.
— AAAAAAI! QUE DESGOSTO CARA!QUE DESGOSTO!BAGUNÇA VERGONHOSA, GRANDE E VERGONHOSA! — urrou o papai urso.
— RAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRRRRGH! — Dissertou profundamente a mãe.
Quando entraram no quarto da família viram também as camas bagunçadas, e a moça dormindo tranquilamente.A mãe urso urrou novamente, fazendo com que Cachinhos acordasse desesperada, pegando a lata de spray contra animais em uma mão (estava numa escrivaninha ao lado) e o 3oitão que tinha num coldre escondido na perna (peraí, é Cachinhos Dourados ou Lara Croft saporra?Enfim...continuemos).
— Num atira nela não moça!Ela nunca fez mal a ninguém!Só mata caçadores, mamutes e idiotas que vão tirar selfie nessa área de preservação! — Disse o filhotinho desesperado.
— Peraí...eu devo estar sonhando ainda, ou andei assistindo muito Dr. Dolittle. Quem sabe eu tenha o dom de São Francisco de Assis...Que nada, eu sabia que aquele chá que tomei naquela lanchonete antes de vir pra cá era meio estranho. — pensou a nossa protagonista.
— Tudo bem, vamos dizer que você realmente é um ursinho panda falante numa floresta aqui dos Estados Unidos. Não vou machucar ninguém, não se preocupem, afinal eu protejo essa bagaça aqui, mas porque sua mãe urrou pra mim?E porque ela e seu pai são ursos pardos?Quem colocou chifre quem afinal? — disse ela já abaixando a lata e o revórvi de 500 dólares.
— RAAAAARG!RAAAAARG!RAAAAAAAAAAAAAAARG!RAAAAAAAAAAAAAAAUUUUUURG!AAAAAAAAARG!AAAAAAARG!RAAAAARGH!
— Que que ela disse?
— Éeeh...que a senhora é super gente boa e pode usar a casa a vontade.Pode até chamar o pessoal do MST lá do Brasil também!
— Ai que mentira nada gostosa filho!Não cara! — interrompeu o Papai urso grande e peludo — A minha querida esposa tá xingando a senhorita e quer saber por que arrombou nossa casa!
Após contar o que havia acontecido (e fugir dentro da casa mesmo, por 30 minutos da mãe urso enfurecida, contida pelo filho e o marido, numa cena de estilo do Charlie Chaplin) eles resolveram pensar no que fazer, e como não havia caído a tal tempestade que se aproximava decidiram que seria melhor a mocinha jantar com eles e depois voltar para a clareira onde estava acampada.Meio a contragosto, e pensando seriamente em fazer o DARE, a nossa protagonista se foi embora.Era 23:50 da noite ao fim de toda aquela confusão, e ela adormeceu na barraca, pensando em acordar cedo no dia seguinte pra voltar a sua casa.
Quando deu 00:00 em seu celular uma figura de capa preta e olhos brilhantes como o luar começou a observá-la de longe, se aproximando lentamente... só no sneak doido...

Capítulo III - O inimigo agora é outro[editar]

(Esse trecho de início do capítulo aqui é só ela roncando enquanto dorme pra encher linguiça, pode pular essa parte se quiser, ou não também, foda-se!)

...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...
...ZzzzzzzzzzzZ...




...— Heim...hã?HEIM????O-onde estou? — Questionou a nossa protagonista, sendo acordada no dia seguinte (Domingo) 8:00 da manhã, sendo que ela tinha colocado pra despertar ás 6:00.
— Dormiu bem?Ó pepita de ouro dos tolos falsa?Bem-vinda a minha mansão no meio da floresta! — Disse com voz de bruxa das Winx aquela figura misteriosa, enquanto estava em cima de uma Jaula elétrica, e dentro dela a família dos ursos.


(a partir daqui eu mudo o sistema de diálogo quase pra roteiro de teatro/filme sem motivo nenhum, ta ok?)


Cachinhos:(Saca o revólver da perna) — Que porra de lugar é esse e quem é você?Por que capturou eles?É algum caçador ou o que?

????:Relaxe, senhorita Cachinhos Dourados do Século XXI.Nome comprido do cacete heim?O que o autor da história teus pais tinham na cabeça garota???Permita-me me apresentar, meu nome é...

(???? começa a queimar numa chama roxa, grita e vira cinzas.Um forte vento bate e as espalha)

Loira Má:Eu não preciso mais desse inútil fracote chamado Drácula!E essa mansão é minha, só minha!Fora essa imitação horrível da minha voz.Logo logo ia querer beber teu sangue ou dos ursinhos carinhosos ali, sendo que eu pedi pra te manter viva!

Mãe Urso: RAAAAAAAAAAAARG RARG RARG RAAARG!RAAAARG RAAAAAURG!

Filho Urso:Isso aí mãe!Mostra pra ela!

Papai Urso:Vamo sentar o cacete e as garras nessa idiota sem coração!E também denunciar por maus tratos aos animais selvagens!

(A Jaula começa a eletrocutar os três, de modo que desmaiam mas não morrem. O papai urso aguentou um pouco mais mas também caiu.)

Papai Urso:AAAAAI,AAAAAAAAI,AAAAAAAAAI CARALHO!AAAAAAA!

Cachinhos:Para com isso!Deixa eles em paz ou eu atiro!

Loira Má:Atire então se for mulher de verdade!

(Cachinhos dá 1 tiro, sem causar dano nenhum em sua raptadora.Depois dá os últimos 4 também sem efeito.Percebe tarde demais que deixou a munição e o resto das coisa no acampamento)

A arma dela, desenvolvida por algum Gay muito macho



Rica Games (escondido do lado de fora da casa, vendo a cena e falando para seu cachorrinho também escondido): Porcaria né Spike?Queria que fosse uma trap bem massa mas ela atirou!

Spike:Au au! (latindo baixo)

Cachinhos:É o que???Isso aqui é um pesadelo,só pode.Pelo visto não adianta fugir então.Tanto faz, afinal quem é você, por que capturou os ursos e o que quer de mim? (taquipariu, se fosse eu saia correndo sem olhar pra traz.Tinha que ser loira mesmo!)

Loira Má:MWAHAHAHAHAHAHAHAHA!Quem sou eu?O que eu quero?O QUE EU QUERO?QUEM SOU EU???!!!Num sei não girl!Pergunta lá no Posto IpirangaMeu nome verdadeiro é Samantha do Entrancement UK não importa, me chame de Loira Má!E você minha cara, faz parte do meu plano de dominação mundial!E para realizar esse plano é muito simples: Vou criar um exército de mulheres com nomes de princesas da Disney, que estarão sob meu controle total, e com essa força poderei destruir a sociedade machista, taxista e homofóbica! e reconstruí-la como eu quiser!Depois de você os próximos alvos são a Branca de Neve Negra (que é Mulata), a Anastácia Ucraniana, a Ariel que não sabe nadar, a Pocahontas branca e etc.Ah, e os ursinhos aí vão virar uns belos casacos de pele e tapetes para mim!

Cachinhos:Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!Que plano HORRÍVEL de RUIM!Caramba heim, meus parabéns. Conseguiu superar o Jimmy Five da Monica's Gang.(lembrando que ela é gringa gente!). Tem como fazer eu voltar no tempo pra não ouvir isso?Sério.Eu prefiro morrer aqui mesmo e agora do que te obedecer!Aliás, ainda acho que isso aqui é um pesadelo idiota!Portanto não tenho medo de você!No fim das contas é só uma fracote fruto da minha imaginação!

Loira Má:GRRRR, vou mostrar quem é fracote aqui!Eu era Warlock nível 9999 no World Of Warcraft!Agora vai me servir eternamente!

(Loira Má joga uma bola de fogo roxa que Cachinhos desvia.Depois assopra com a boca um pó também roxo.)

Cachinhos:(Aspira o pó)H-hm?Mas o que é isso?O que é isso aqui!

Loira Má:(Em voz de ASMR no ouvido de Cachinhos)Relaxe...não resista...não tem porque continuar essa briga idiota!Você vai perder mesmo, pois és fraca, te falta poder, te falta Tompero!

(Cachinhos cai deitada em um sofá, em estado de transe hipnótico)

Loira Má:E cada segundo que eu encosto em você cairá mais profundamente!E quanto mais profundo for melhor ( ͡° ͜ʖ ͡°)|vai se sentir!]]

 Agora vê se cala a boca heim! Loira Má



CachinhosDouradosDoSéculoXXIControladaPelaLoiraMá4.jpeg



(Cachinhos se levanta após 10 minutos, ainda em transe, guiada pela Loira Má)

CachinhosDouradosDoSéculoXXIControladaPelaLoiraMá.jpeg



CachinhosDouradosDoSéculoXXIControladaPelaLoiraMá2.jpeg



Loira Má: HAHAHA!Ótimo Anakin,ótimo,mate-o...mate!...Ops, roteiro errado!!!HAHAHAHA!Excelente!Eis que meu plano se inicia!Agora vamos fazer um teste.Escrava Isaura Cachinhos: Toda vez que eu te der uma ordem e estalar os dedos você diz "Sim Senhora, eu não vivo mais, eu vivo pelo Sr. Dr. Plínio pela Loira Má!" e me obedece sem questionar, entendeu?Vamos testar então!Em sinal de submissão a mim vai ficar só com a roupa de baixo e dançar um funk bem ridículo! (estala os dedos)

Cachinhos:Sim Senhora, eu não vivo mais, eu vivo pela Loira Má! (tira a roupa de baixo e faz a dancinha sensual ridícula)

Cquote1.png Ô lá em casa heim!Pode me dominar a vontade também!Eu deixo! Cquote2.png
Você sobre as duas.



Loira Má:Muito bem, boa escrava, vai ser uma ótima soldado do meu exército (Loira má passa a mão na cabeça dela). Mas antes, vamos nos divertir um pouquinho.Agora você vai se arrepender por estar lendo essa merda e pedir pra ser banido da Desciclopédia, ficar de joelhos e trocar sua roupa por essa aqui de escrava, totalmente original e que mandei fazerem pela internet no site de uma costureira Mexicana. (estala os dedos)

Cachinhos:Sim Senhora, eu não vivo mais, eu vivo pela Loira Má! (troca de roupa)

Loira Má:Excelente!!Esplêndido!!Agora vou mudar sua roupa e te transformar em várias versões diferentes, só pra colocar mais vandalismo eslovaco aqui! testar meus poderes! (usa o pó roxo de novo)

Cquote1.png LOIRA MÁ É CENTRISTA RADICAL CONFIRMADA!HAIL PMDB!VIVA O CENTRÃO PORRA! Cquote2.png
Algum idiota sobre a galeria acima


Capítulo IV - O retorno do jedi dos cachos oxigenados[editar]

Capítulo V - A batata final[editar]

[editar]

Perguntas que talvez você faça após ler tudo[editar]