Desnotícias:A seleção ostentação da Copa do Bananil vence arbitragem e se classifica com antecedência eliminando os inventores do futebol

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

LOGO-da-COPA-do-MUNDO-2014.jpg Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa Brazil, sua fonte de ignorância sobre a copa das copas

Veneza BR, Bananil

Torcedor costa riquenho comemorando a vitória da zebra da Copa do jeito mais conveniente possível

Na Arena Pernambuco, foi realizado um dos jogos menos esperados da primeira fase: a tradicional Casa Nostra, que contava com Andréia Pinto no meio de campo e Buffet, goleiro que entrou para a história das Copas ao disputar a 5ª competição da categoria consecutiva tomando frangos e passando vergonha, e a Seleção Costarriquenha de Futebol, que chegava a sua 4ª participação, que seria mais uma mera figuração. Seria...

No primeiro tempo, foi um jogo mais entediante do que o Pink Floyd, com poucas chances para as ambas seleções, onde de emocionante teve apenas um pênalti não marcado (pois ao contrário de nós, a Costa Rica não conseguiu subornar o juiz com um "pastel de flango", porque o mesmo não era asiático, o que justificou a arbitragem favorável à Itália) e um gol no final do primeiro tempo, marcado por Juiz Ruiz.

No começo do segundo tempo, os italianos orquestraram violentas investidas contra os ostentadores, barrados pela camisinha Navas (patrocinadas pelas camisinhas Ochoa). Porém, isso não adiantou muito, uma vez que eles entraram em mais de oito mil impedimentos durante a maior parte do segundo tempo, mais até que o Fred. Mesmo assim, a Costa Rica teve mais posse de bola, com direito a olé. No fim, deu 0 a 1 pra Costa Rica, que foi a 4ª seleção a se classificar antecipadamente ao mata-mata, mandando os turistas ingleses de volta pra casa, e forçando italianos e uruguaios a dançar frevo entre si para conseguir a outra vaga.


Fontes[editar]