Despoesias:Versos Íntimos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Despoesias:Versos Intimos)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Paródia da poesia "Versos Íntimos" de Augusto dos Anjos.


Despoesias.png
Gregorio-de-matos.gif

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.


Vem! Meu lindo corpinho insaciável
Devaneia ansioso à sua espera.
Vamos! Ataque-me minha pantera!
Sim, tortura esse humano abominável!

Puna um dos responsáveis por essa era.
Golpeia! Atormenta esse miserável
Que fez da sua selva uma imprestável
Cidade. Vinga-se, irracional fera!

Isso! Hã? Você tá tirando sarro?
Sério? Bem, se você acha isso bizarro
Ainda não ouviu canção sertaneja.

Mesmo? Pois é... cada um com sua chaga.
Nem vou te falar da com pão bisnaga...
Você faria?! Claro que amanhã vamos pra Igreja!